Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Fezes verdes: o que pode ser e o que fazer

As fezes verdes normalmente não são preocupantes, estando quase sempre relacionadas com a alimentação, principalmente ao consumo excessivo de alimentos verdes, como espinafre e brócolis, por exemplo, ou alimentos com corantes verdes.

No entanto, as fezes verdes também podem ser indicativas de outras situações, como por exemplo a síndrome do intestino irritável ou infecções intestinais, devendo ser investigadas e tratadas de acordo com a recomendação médica, especialmente se não desaparecerem após 2 ou 3 dias.

Confira ainda o que a cor das fezes pode dizer sobre a sua saúde.

Fezes verdes: o que pode ser e o que fazer

Principais causas

A formação de fezes verdes pode ter diversas causas, sendo principalmente resultado de alterações no processamento da bile, o que faz com que as fezes não tenham a coloração marrom característica. Assim, as principais causas de fezes verdes são: 

1. Consumo de alimentos verdes

O consumo de alimentos verdes, como espinafre, brócolis ou alface, por exemplo, ou alimentos que contenham corante verde, pode levar ao surgimento de fezes verdes. A coloração verde nas fezes devido à alimentação pode acontecer tanto em adultos quanto em crianças. Conheça alguns alimentos verdes que podem deixar as fezes dessa cor.

O que fazer: caso as fezes verdes estejam relacionadas com o consumo de alimentos verdes, a melhor forma de fazer com que as fezes voltem a sua coloração normal é suspendendo o consumo desses alimentos pelo menos por um tempo. A coloração volta ao normal também assim que o organismo elimina esses alimentos, não sendo, por tanto, muito preocupante.

2. Síndrome do Intestino Irritável

A síndrome do intestino irritável é uma condição caracterizada pela inflamação das vilosidades intestinais que, além da dor abdominal, produção excessiva de gases e inchaço, pode levar à formação de fezes verdes.

O que fazer: o tratamento para a síndrome do intestino irritável é feito principalmente com a mudança dos hábitos, sendo recomendado seguir uma dieta adequada de acordo com a orientação de um nutricionista, além de atividades que possam diminuir o estresse e, assim, evitar a piora ou a progressão dos sintomas. Saiba mais pormenores sobre como é feito o tratamento para a síndrome do intestino irritável.

3. Infecção intestinal

Infecções intestinais, sejam por bactérias, como por exemplo a Salmonella, ou parasitas como a Giardia lamblia, podem levar à formação de fezes verdes. Isso porque é comum que nas infecções intestinais o trânsito intestinal se torne mais rápido, diminuindo o tempo de exposição da bile às bactérias intestinais e às enzimas digestivas, o que leva à diarreia verde. Conheça outras causas de diarreia verde.

O que fazer: em caso de infecção intestinal, o médico pode recomendar o uso de medicamentos de acordo com o microrganismo causador da infecção, além de repouso e beber muita água.

4. Uso de antibióticos

Alguns medicamentos, principalmente antibióticos, podem interferir na quantidade de bactérias presentes no trato intestinal, o que interfere no processamento da bile. A bile é um pigmento esverdeado que ao sofrer a ação de bactérias intestinais e de enzimas digestivas adquire coloração marrom, o que confere a coloração normal das fezes.

No caso de consumo de alguns antibióticos, por exemplo, a quantidade de bactérias presentes no intestino pode ser alterada, o que faz com que a bile continue a ser esverdeada e dê origem às fezes verdes. Além dos antibióticos, outros remédios, principalmente os que contêm ferro em sua composição, podem interferir no processamento da bile e originar as fezes verdes.

O que fazer: Após o término do uso dos medicamentos, é importante observar se as fezes continuam com coloração esverdeada. Caso continuem, é importante ir ao médico para que seja indicado o uso de probióticos, por exemplo. Saiba o que é probiótico e para que serve.

Fezes verdes: o que pode ser e o que fazer

5. Mecônio

O mecônio corresponde às primeiras fezes do bebê, sendo formadas ainda durante a gestação. O mecônio tem consistência espessa, viscosa e esverdeada, já que a microbiota intestinal do bebê ainda não está completamente desenvolvido, não possuindo as bactérias essenciais necessárias para atuar sobre a bile e, assim, tornar as fezes mais escuras. Veja outras causas de fezes verdes no bebê.

É normal que o bebê libere essas fezes nas primeiras 24 horas após o nascimento, havendo mudança progressiva na coloração e consistência das fezes ao longo dos dias devido à maturação do trato intestinal. Saiba mais sobre o mecônio e o que significa.

O que fazer: O mecônio é normal em todos os bebês, no entanto, caso não haja liberação dessas fezes verdes ou caso não seja observada mudança na coloração e consistência das fezes ao longo dos dias, é importante levar o bebê ao pediatra para que se possa ser investigada a causa e, assim, definir o tratamento.

Quando ir ao médico

É indicado ir ao médico quando além das fezes verdes surgem outros sintomas, como diarreia, enjoo, perda do apetite, presença de sangue nas fezes, dor de cabeça ou tonturas, por exemplo, para que se possam ser realizados exames para definir a causa dos sintomas apresentados.

Assista o vídeo seguinte e saiba como recolher fezes corretamente para realizar o exame:

EXAME DE FEZES: Para que serve e como coletar

87 mil visualizações

Além disso, é importante ir ao médico quando as fezes verdes duram mais de 3 dias ou não desaparecem após o término do uso de determinado medicamento, por exemplo.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem