5 exercícios para estimular o parto normal

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
abril 2022

Para facilitar o parto normal é importante fazer exercícios como caminhar ou dançar, por exemplo, para movimentar o quadril e facilitar o encaixe da cabeça do bebê na pélvis da grávida. No entanto, a grávida deve fazer vários exercícios ao longo de toda a gestação e, não apenas no dia do parto, pois permitem fortalecer a musculatura, preparando o corpo para o parto.

O parto natural é um processo normal, no qual o corpo da mulher e do bebê se preparam para o nascimento e, geralmente, ocorre a partir das 37 semanas de gestação, verificando-se inicialmente contrações irregulares, as quais vão se intensificando, até ficarem regulares e com intervalos de 10 em 10 minutos. Veja como identificar as contrações do parto.

Os exercícios para parto normal, podem ser feitos durante a primeira fase do trabalho de parto, pois facilitam a dilatação, melhoram o fluxo de sangue para a pelve, além de poder ajudar a diminuir a dor do trabalho de parto, e devem ser feitos com orientação do obstetra.

Alguns dos exercícios para estimular o parto normal incluem:

1. Caminhar

A caminhada é um bom exercício durante a primeira fase do trabalho de parto, pois ajuda a aumentar o ritmo das contrações que a grávida vai sentindo, diminuindo a dor do trabalho de parto e o tempo que este pode demorar. Assim, a grávida pode caminhar no intervalo das contrações, respeitando os limites do corpo e parando para descansar quando surgem as contrações. Saiba como identificar as fases do trabalho de parto.

Além disso, caminhar durante o final da gravidez pode ajudar a aumentar o início espontâneo do trabalho de parto, diminuir a necessidade de indução do parto ou cesariana, e melhorar o escore de Bishop, que é uma escala utilizada pelos obstetras para avaliar a maturação do colo do útero e a probabilidade do parto vaginal quando é feita a indução do parto.

2. Dançar

Para facilitar a primeira fase do trabalho de parto, a grávida também pode dançar ou apenas rebolar, o que pode facilitar o parto, pois os movimentos da grávida promove o movimento do bebê na barriga, além de a ação da gravidade incentivar o bebê a descer, facilitando o parto normal.

3. Alongamento pélvico na bola

Outro exercício que pode ser feito durante a primeira fase do trabalho de parto é o alongamento pélvico na bola de pilates, pois ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo para a pelve, estimular a dilatação para o parto normal e estimular o bebê a descer, facilitando o trabalho de parto.

Para fazer o alongamento pélvico na bola, a grávida deve sentar-se sobre a bola de pilates, afastando as pernas uma da outra, mantendo os pés no chão e a coluna reta. Em seguida pode-se fazer rotações circulares no quadril, como se estivesse rebolando, lentamente durante alguns minutos, ou fazer movimentos pélvicos para frente e para trás.

4. Curvar para frente

Curvar para a frente pode ajudar a facilitar o trabalho de parto, pois ajuda a afastar os ossos pélvicos para acomodar a cabeça do bebê, facilitando sua passagem.

Para curvar para a frente, pode-se estar de pé e afastar as pernas na largura do quadril, e com os braços esticados, apoiar-se em uma parede, cadeira ou corrimão, com a coluna alongada. Em seguida, pode-se dobrar levemente os joelhos e esticar os quadris para trás. Mover os quadris para um lado, respirando profundamente, e voltar à posição inicial expirando. Repetir o movimento do quadril para o outro lado. Pode-se fazer 10 repetições para cada lado.

Outra forma de curvar para a frente é utilizando uma bola de pilates. Nesse caso, a grávida deve ajoelhar-se e curvar para a frente, segurando a bola, com a coluna alongada e fazer os movimentos dos quadris, de um lado para o outro, controlando a respiração.

É importante que a grávida sinta-se bem ao realizar os exercícios para facilitar o parto, devendo ser feito sempre com a orientação do obstetra. 

5. Pose da borboleta

A pose da borboleta pode ser feita na primeira fase do trabalho de parto, pois ajuda a melhorar a flexibilidade da pelve e o fluxo sanguíneo para facilitar o parto. 

Para fazer a pose da borboleta, deve-se sentar no chão, afastar os joelhos levemente para fora, girando os pés de forma a conseguir juntar as plantas dos pés. Segurar os tornozelos ou os pés, e tentar puxar os calcanhares o máximo que conseguir para perto do corpo. Manter essa posição por cerca de 10 segundos, relaxar e repetir 5 vezes. 

Esse exercício também pode ser feito durante toda a gravidez para preparar o corpo da mulher para o trabalho de parto, pois permite alongar os músculos das costas e pernas, aliviar a tensão na lombar, alargar os quadris e fortalecer os músculos da pelve. No entanto, esse exercício não deve ser feito caso a grávida tenha dor intensa na lombar ou dor nos joelhos.

Dicas para facilitar o trabalho de parto

Além dos exercícios, existem algumas técnicas para facilitar o parto normal, como:

  • Urinar pelo menos 1 vez a cada hora, porque a bexiga cheia traz desconforto e dor;
  • Controlar a respiração durante as contrações, enchendo o peito de ar como se estivesse cheirando uma flor e de seguida soltando o ar muito lentamente como se estivesse soprando uma vela;
  • Beber muita água, para se manter hidratada;
  • Fazer refeições leves caso a grávida sinta fome, como comer fruta ou pão, para evitar ter náuseas e vômitos durante o trabalho de parto;
  • Escolher uma posição corporal que permita aliviar a dor durante as contrações, como posição de 4 apoios ou sentar no chão com as pernas abertas. Conheça outras posições para aliviar a dor durante o trabalho de parto.

Além disso, a grávida deve estar num ambiente calmo, com pouca luminosidade e sem ruído, devendo pensar positivamente, acreditando que cada vez que ocorre uma contração e a dor é forte, o nascimento do bebê está cada vez mais próximo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em abril de 2022. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em abril de 2022.

Bibliografia

  • PEREIRA, I. B.; et al. Physical exercise at term for enhancing the spontaneous onset of labor: a randomized clinical trial. J Matern Fetal Neonatal Med. 35. 4; 775-779, 2022
  • SHOJAEI, B.; et al. The effect of walking during late pregnancy on the outcomes of labor and delivery: A randomized clinical trial. J Educ Health Promot. 10. 277, 2021
Mostrar bibliografia completa
  • OLSON, D.; et al. Exercise in Pregnancy. Current Sports Medicine Reports. 8. 3; 147-153, 2009
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.

Tuasaude no Youtube

  • COMO EMAGRECER AMAMENTANDO

    08:10 | 159294 visualizações
  • Como emagrecer no pós-parto

    03:32 | 173401 visualizações
  • Como não engordar na gravidez

    05:37 | 863970 visualizações