Estrabismo convergente: o que é, sintomas, causas e tratamento

Estrabismo convergente, ou esotropia, é um tipo de estrabismo em que um dos olhos apresenta um desvio na direção do nariz, podendo causar sintomas como visão dupla, postura anormal da cabeça ou vista cansada.

Este tipo de estrabismo pode ser causado por alterações genéticas, problemas de visão e doenças neurológicas em alguns casos. Além disso, é mais frequente em caso de prematuridade e histórico familiar de estrabismo.

Leia também: Estrabismo: o que é, sintomas e tratamento (com exercícios) tuasaude.com/como-tratar-o-estrabismo

Em caso de suspeita de estrabismo convergente, é recomendado consultar um oftalmologista. O tratamento pode envolver o uso de tampão ocular ou óculos especiais, realização de exercícios com os olhos e, algumas vezes, cirurgia, por exemplo.

Bebê com estrabismo convergente.

Principais sintomas

Os principais sintomas do estrabismo convergente são:

  • Desvio de um dos olhos na direção do nariz;
  • Visão dupla;
  • Postura anormal da cabeça;
  • Vista cansada;
  • Dor de cabeça.

O desvio do olho causado pelo estrabismo convergente pode ser persistente ou acontecer somente em alguns momentos e, neste caso, também é conhecido como intermitente. Além disso, o olho que desvia pode variar. Confira mais sobre os sintomas do estrabismo.

Embora seja comum o bebê recém nascido apresentar estrabismo convergente em alguns momentos, o desvio do olho geralmente não é considerado normal quando persiste após os 3 primeiros meses de vida.

Leia também: Estrabismo infantil: sintomas, causas e tratamento tuasaude.com/estrabismo-em-bebe

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de estrabismo convergente normalmente é feito pelo oftalmologista e, em caso de crianças, um oftalmologista pediátrico, que leva em consideração os sintomas apresentados e as alterações verificadas ao examinar os olhos.

Caso deseje marcar uma consulta, encontre um oftalmologista mais próximo de você utilizando a ferramenta abaixo:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Oftalmologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Possíveis causas

As causas de estrabismo convergente incluem:

  • Alterações genéticas;
  • Fraqueza nos músculos dos olhos;
  • Perda ou diminuição da visão em um dos olhos;
  • Fratura de ossos da face;
  • Problemas da tireoide;
  • Excesso da correção do estrabismo por cirurgia; 
  • Problemas neurológicos, como miastenia gravis, AVC ou tumor cerebral.

Embora nem sempre seja possível identificar a causa do estrabismo convergente, sabe-se que é mais frequente em caso de hipermetropia, problemas de visão com graus diferentes em cada um dos olhos, prematuridade e histórico familiar de estrabismo, por exemplo.

Leia também: 12 doenças dos olhos mais comuns (e o que fazer) tuasaude.com/doencas-dos-olhos

Como é feito o tratamento

O tratamento do estrabismo convergente deve ser orientado por um oftalmologista especialista em estrabismo. Pode ser feito com o uso de tampão ocular, óculos com lentes especiais ou realização de exercícios para estimular o alinhamento dos olhos em alguns casos.

Além disso, envolve também o tratamento adequado de outros problemas de visão ou condições de saúde associadas ao estrabismo convergente de acordo com a orientação do médico, caso existam.

No entanto, em alguns casos, o médico também pode indicar a aplicação de toxina botulínica nos músculos oculares que apresentam alteração da sua função ou a realização da cirurgia para corrigir o estrabismo convergente. Saiba como é feita a cirurgia de estrabismo.