Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Esporotricose, sintomas e como tratar

A esporotricose é uma infecção rara que surge quando o fungo Sporothrix consegue entrar no organismo através de uma ferida. Este tipo de doença pode surgir tanto em humanos como em animais, sendo que os gatos são os mais afetados. Por isso, é comum pegar esporotricose através de arranhões ou mordida de gatos, especialmente dos que vivem na rua.

Existem 3 tipos principais de esporotricose:

  • Esporotricose cutânea: é o tipo mais comum que afeta a pele, surgindo principalmente nas mãos e braços;
  • Esporotricose pulmonar: é bastante raro mas pode acontecer quando se respira poeira com o fungo;
  • Esporotricose dissiminada: acontece quando não se faz o tratamento adequado e a doença se espalha para outros locais, como ossos e articulações.

Na maior parte dos casos, o tratamento da esporotricose é fácil, sendo apenas necessário tomar um antifúngico por 3 a 6 meses. Por isso, se existir suspeita de ter pego alguma doença após estar em contato com um gato, por exemplo, é muito importante ir ao clínico geral para fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Confira uma lista de outras doenças que podem ser transmitidas por gatos de rua.

O que é Esporotricose, sintomas e como tratar

Principais sintomas

Os sintomas da esporotricose geralmente estão relacionados com a infecção da pele, que pode causar o surgimento de um caroço com as seguintes características:

  • Pequeno e indolor;
  • Coloração avermelhada, roxa ou rosada;
  • Cresce ao longo de algumas semanas.

Já quando o fungo afeta os pulmões, podem surgir outros sintomas como tosse, sensação de falta de ar, dor ao respirar e febre, por exemplo.

Se o tratamento não for iniciado, os sintomas podem agravar para dor nas articulações, dor de cabeça constante, convulsões e dificuldade para pensar, provocados pela difusão do fungo para outros locais do corpo.

Como confirmar o diagnóstico

A infecção por esporotricose na pele geralmente é identificada através da biópsia de uma pequena amostra do tecido do caroço que surge na pele. No entanto, caso a infecção esteja em outro local do corpo, é necessário fazer um exame de sangue para identificar a presença do fungo no corpo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para esporotricose normalmente é iniciado com a ingestão de um antifúngico, geralmente itraconazol, por 3 a 6 meses. No entanto, caso a infecção surja em vários locais do corpo ou esteja sendo difícil de eliminar, pode ser preciso outro tipo de antifúngico, conhecido como anfotericina B, por até 1 ano.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar