Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Esplenomegalia: o que é, sintomas, causas e tratamento

A esplenomegalia consiste no aumento do tamanho do baço que pode ser causado por diversas doenças e que necessita de tratamento para evitar uma possível ruptura, de forma a evitar hemorragias internas potencialmente fatais.

A função do baço é regular, produzir e armazenar células sanguíneas e destruir células sanguíneas anormais, porém devido à maior capacidade de armazenar células sanguíneas, na esplenomegalia, o funcionamento deste órgão é afetado e o número de células sanguíneas circulantes diminui provocando anemia, infecções frequentes e distúrbios hemorrágicos.

Esplenomegalia: o que é, sintomas, causas e tratamento

Quais os sintomas

Embora possa ser assintomática, a esplenomegalia pode fazer-se acompanhar pelos seguintes sintomas: 

  • Hematomas;
  • Sangramentos em mucosas, como no nariz e gengivas;
  • Anemia;
  • Cansaço;
  • Aumento da frequência de infecções;
  • Incapacidade de comer uma grande refeição;
  • Dor no lado superior esquerdo do abdômen que piora ao respirar fundo.

Na presença destes sintomas e caso a dor seja muito forte, deve-se ir urgentemente ao médico.

Possíveis causas

Os fatores que podem levar ao aumento do baço são infecções virais, como mononucleose, infecções bacterianas como sífilis ou endocardite, ou infecções parasitárias como malária ou calazar, por exemplo.

Além disso, a esplenomegalia também pode ser causada por cirrose e outras doenças que afetem o fígado, vários tipos de anemia hemolítica, câncer de sangue, como leucemia ou linfoma, distúrbios metabólicos, hipertensão portal ou coágulos de sangue nas veias do baço.

Quais os riscos

Se não for tratada atempadamente, a esplenomegalia pode dar origem a complicações devido à redução do número de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas na corrente sanguínea que tornam o organismo mais suscetível a infecções, anemias e sangramentos.

Além disso, pode também ocorrer a ruptura do baço, uma vez que quando ele está aumentado se torna também mais frágil e sensível.

Esplenomegalia: o que é, sintomas, causas e tratamento

Como é feito o tratamento

A esplenomegalia tem cura e o tratamento ideal da esplenomegalia depende da causa que está na sua origem. Assim, na presença de uma infecção, o tratamento inclui o uso de medicamentos para melhora, como antibióticos, antivirais ou antiparasitários. Nos casos de cirrose e câncer no sangue, por exemplo, em que o tratamento é longo, a esplenomegalia é controlada e a prioridade é a cura da doença de base.  

Em casos mais graves, em que o baço aumentado cause complicações sérias ou cuja causa não possa ser identificada ou tratada, pode ser necessário remover o baço através de cirurgia, já que é possível viver de forma saudável sem este órgão, no entanto, o risco de desenvolver infecções pode estar aumentado.

Bibliografia >

  • USP. Tratado de Hematologia. cap. 9- O Paciente com Esplenomegalia. Disponível on-line. pp. 68-73.
  • Seção 11 - Hematologia e Oncologia- Capítulo 141 - Distúrbios do Baço. Disponível em: <http://www.msdlatinamerica.com/profissionais_da_saude/manual_merck/secao_11/secao_11_141.html>. Acesso em 20 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem