Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é a Recuperação e os Cuidados necessários após a Retirada do Baço

A esplenectomia é a cirurgia para a retirada total ou de uma parte do baço, sendo que este órgão é responsável por produzir, armazenar e eliminar algumas substâncias do sangue e produzir anticorpos, mantendo o equilibro do organismo e evitando infecções.

A esplenectomia é indicada em casos de doenças no sangue ou quando há doença no baço, como câncer e, normalmente, a cirurgia é feita por laparoscopia, sendo realizado uns pequenos furinhos no abdômen que tornam a cicatriz muito pequena e aumentam a chance de uma alta mais rápida.

O baço é um órgão muito pequeno que se situa no lado superior esquerdo do abdômen, e em caso de ter que retirar o baço, é preferível fazer uma esplenectomia parcial, em vez de retirar completamente o baço, mas isso depende de vários fatores que devem ser decididos pelo médico. 

Localização do baço
Localização do baço
Funções do baço
Funções do baço

Como se preparar para a cirurgia

Antes da cirurgia o médico vai indicar ao paciente que realize um exame de sangue, um ultrassom para avaliar a presença de cálculos na vesícula e tomar a vacina anti-pneumocóccica 2 semanas antes da cirurgia. Além disso, na maioria dos casos, o paciente inicia antibiótico, como cefalosporinas ainda antes da cirurgia, para evitar o risco de infecção. 

Quando a cirurgia é indicada

A retirada do baço pode ser indicada pelo médico em situações, como:

  • Câncer no baço;
  • Trauma abdominal que tenha atingido o baço;
  • Ruptura espotânea do baço, em caso de leucemia, principalmente; 
  • Esferocitose;
  • Anemia falciforme;
  • Púrpura trombocitopênica idiopática;
  • Abcesso esplênico;
  • Anemia hemolítica congênita;
  • Estadiamento de linfoma de Hodgkin;

O baço pode ser removido parcialmente ou totalmente.

Como é feita a cirurgia

Na maioria dos casos, é indicada a vídeo laparoscopia, sendo feitos 3 pequenos furinhos no abdômen, por onde passam tubos e instrumentos necessários para a remoção do baço, sem ter que fazer um corte grande. O paciente precisa de anestesia geral e, a cirurgia demora, em média, 3 horas, ficando internado, por cerca de 2 dias.

Esta técnica cirúrgica é menos invasiva e, por isso, causa menos dor e a cicatriz é menor, sendo mais rápida a recuperação e o retorno às atividades do dia-a-dia. No entanto, em alguns casos, pode ser necessário fazer cirurgia aberta, com um corte maior.

Riscos e possíveis complicações da cirurgia

Após a cirurgia de remoção do baço é normal que o paciente apresente dor e alguma limitação para realizar as atividades do dia-a-dia sozinho, precisando de ajuda de uma familiar para realizar os cuidados de higiene, por exemplo.

A cirurgia por laparoscopia pode trazer complicações como hematoma, sangramento ou derrame pleural. No entanto, a cirurgia aberta, pode trazer mais riscos. 

Pessoas com malária, podem piorar depois de retirar o baço.

Cuidados para quem retirou o baço

Como é a Recuperação e os Cuidados necessários após a Retirada do Baço

Depois da remoção do baço a capacidade do corpo de combater infecções fica diminuída e outros órgãos, especialmente o fígado, aumentam sua capacidade de produzir anticorpos para combater infecções e proteger o organismo. Assim, a pele fica mais propensa a desenvolver infecções e septicemia por pneumococo,meningococos e H influenza, e por isso deve:

  • Tomar as vacinas polivalente contra pneumococos e vacina conjugada para H. influenza tipo B e meningococo tipo C, entre 2 semanas antes e 2 semanas após a cirurgia;
  • Tomar a vacina para pneumococos a cada 5 anos (ou em intervalos menores em caso de anemia falciforme ou doenças linfoproliferativas);
  • Tomar antibióticos em baixa dose por toda vida ou tomar  penicilina benzatina a cada 3 semanas.

Além disso, também é importante fazer uma alimentação saudável, evitando alimentos ricos em açúcar e gordura, praticar exercícios regularmente, evitar as mudanças bruscas de temperatura para evitar gripes e resfriados, e não tomar medicamentos sem orientação médica. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...