Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Dieta para esofagite (e outras opções de tratamento)

A esofagite tem cura quando identificada e tratada corretamente, o que deve ser feito com alterações na dieta para incluir alimentos que diminuam a acidez do estômago, além de remédios de farmácia indicados pelo médico. O tratamento pode ainda incluir o uso de alguns remédios caseiros, que ajudam a aliviar o desconforto e acelerar o tratamento.

De qualquer forma, o tratamento precisa ser sempre feito de acordo com a recomendação de um gastroenterologista, que precisa identificar a causa da esofagite para adequar o tratamento e curar de vez o problema.

A esofagite é a inflamação do esôfago, que é o órgão que liga a boca ao estômago, e que causa muito desconforto devido ao seus sintomas, que normalmente são gosto amargo na boca, azia e dor de garganta. Conheça os sintomas da esofagite e principais tipos.

Dieta para esofagite (e outras opções de tratamento)

1. Dieta para esofagite

A dieta para esofagite deve ser orientada pelo nutricionista e consiste em evitar o consumo de alimentos que podem aumentar a acidez do estômago e, consequentemente, levar à piora dos sintomas. Alguns dos alimentos que devem ser evitados em caso de esofagite são:

  • Bebidas gaseificadas e bebidas alcoólicas;
  • Pimenta, molhos, sal, açúcar e alho;
  • Carnes gordurosas e frituras;
  • Café;
  • Balas, chicletes e doces industrializados.

Além disso, recomenda-se investir nos alimentos crus, cozidos ou assados de forma simples e sem molhos. Comer de 3 a 4 porções de frutas que não sejam ácidas, como bananas e mamão, pode também auxiliar no tratamento.

Beber bastante água e praticar algum tipo de atividade física com regularidade também são indicados. No caso da esofagite causada por hérnia de hiato, pode ser indicado perder peso caso seja necessário, e ter uma dieta pobre em gordura. Entenda o que é a hérnia de hiato.

De forma geral, a dieta para esofagite é muito semelhante à dieta para refluxo gastroesofágico, isso porque em ambas as situações é importante evitar alimentos que aumentem a acidez do estômago, pois caso contrário poderá haver o aparecimento de mais lesões e desenvolvimento de complicações. Confira no vídeo a seguir como deve ser a alimentação para refluxo e esofagite:

2. Remédios

Além das alterações na alimentação, o gastroenterologista pode também indicar o uso de medicamentos que ajudam a diminuir o desconforto enquanto o esôfago vai se recuperando

Alguns dos remédios mais utilizado incluem os antiácidos, como hidróxido de alumínio ou hidróxido de magnésio, os inibidores da produção de ácido, como o omeprazol ou cimetidina, ou os corticoides orais, por exemplo.

Além disso, podem ainda ser receitados antifúngicos ou antivirais, caso seja identificado que a esofagite está sendo causada por uma infecção de fungos ou vírus, que precisem de um tratamento mais específico.

3. Cirurgia para esofagite

A cirurgia é pouco utilizada e, geralmente, é indicada para os casos mais graves de esofagite, quando pessoa tem outras condições, como esôfago de Barrett ou hérnia de hiato, por exemplo. A cirurgia tem como principal objetivo manter o conteúdo gástrico dentro do estômago, evitando a subida do alimento pelo estômago. Veja o que é o esôfago de Barrett e como é o tratamento.

4. Tratamento caseiro

Um ótimo tratamento caseiro para combater os sintomas da esofagite é tomar o suco puro de uma batata crua. Para conseguir este suco, basta passar a batata crua no processador de alimentos ou ralar a batata e depois espremê-la até retirar todo o seu suco. Este suco deve ser tomado diariamente em jejum, até que os sintomas da esofagite desapareçam, mas não deve substituir o tratamento indicado pelo médico, servindo apenas como suplemento. Conheça outras opções de tratamentos caseiros para esofagite.

Veja mais detalhes sobre a esofagite, causas e sintomas no vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem