Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Esofagite eosinofílica: o que é, sintomas, causas e tratamento

dezembro 2022

A esofagite eosinofílica é uma situação em que á acúmulo de eosinófilos no revestimento do esôfago, causando inflamação do local e sintomas como dor, vômitos, azia constante e dificuldade para engolir. 

Esse tipo de esofagite acontece devido a uma resposta exagerada do sistema imune a alguma substância alergênica, sendo mais comum de acontecer em pessoas que tem rinite, asma ou eczema, por exemplo. A esofagite eosinofílica pode acontecer em qualquer idade mas é especialmente preocupante nas crianças, já que pode interferir na alimentação da criança, prejudicando o seu desenvolvimento.

Embora não tenha cura, a esofagite eosinofílica pode ser controlada com o tratamento adequado, que deve ser orientado por um gastroenterologista e/ou um imunoalergologista e que normalmente inclui alterações na dieta e uso de alguns medicamentos, como antiácidos e corticoides.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

Os principais sintomas de esofagite eosinofílica são:

  • Dor crônica no esôfago;
  • Azia, náuseas e vômitos frequentes;
  • Dificuldade para engolir;
  • Facilidade para a comida ficar presa na garganta;
  • Dor de estômago;
  • Diminuição do apetite.

Além disso, no caso das crianças, outro sinal muito importante é a dificuldade para aumentar de peso e de manter um desenvolvimento considerado normal.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da esofagite eosinofílica é sempre iniciado com uma avaliação médica dos sintomas e do histórico clínico. Porém como os sintomas são muito parecidos com os de refluxo, é comum que esse seja o primeiro diagnóstico médico e, por isso, é iniciado o tratamento para refluxo. Porém, os sintomas tendem a não melhorar com o início do tratamento e geralmente são pedidos mais exames para descartar o refluxo e chegar num diagnóstico mais correto.

Os exames que podem ser pedidos são a endoscopia digestiva alta, exames de sangue e testes de alergias, já que é frequente que a esofagite eosinofílica afete pessoas com outros tipos de alergias.

Possíveis causas

Não se conhece a causa exata da esofagite eosinofílica, no entanto, como a condição acontece por um acúmulo de eosinófilos no esôfago, é possível que seja causada por uma resposta exagerada do sistema imune a algumas substâncias alergênicas, especialmente nos alimentos.

Assim, e embora possa surgir em qualquer pessoa, a esofagite eosinofílica é mais frequente em pessoas que já têm outros tipos de alergias como rinite, asma, eczema e/ ou alergia alimentar. A esofagite eosinofílica também tem tendência para acontecer em várias pessoas da mesma família.

Saiba mais sobre como acontece a esofagite no vídeo a seguir:

Como é feito o tratamento

O tratamento para esofagite eosinofílica deve ser orientado por um gastroenterologista e/ou um imunoalergologista, mas também pode ser necessária a supervisão de um nutricionista. Isso porque, em quase todos os casos, o tratamento é feito com uma dieta adaptada e o uso de medicamentos, para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

1. Cuidados na dieta

Adaptar a dieta é normalmente o primeiro passo no tratamento de pessoas com esofagite eosinofílica e passa por eliminar comidas com maior potencial de causar alergia como:

  • Lacticínios;
  • Ovo;
  • Alimentos com glúten;
  • Soja;
  • Frutos secos, especialmente amendoim;
  • Marisco.

A alimentação de quem sofre com esofagite eosinofílica pode ser bastante restritiva e, dessa forma, é recomendado fazer acompanhamento com um nutricionista para evitar a falta de vitaminas e nutrientes importantes.

Muitas vezes, junto com o nutricionista e o médico é possível ir testando diferentes alimentos, avaliando aqueles que pioram os sintomas ou que causam mais inflamação no esôfago, até se perceber exatamente quais alimentos evitar e quais podem ser consumidos.

2. Uso de remédios

Junto com as alterações na dieta, o médico também pode prescrever o uso de alguns remédios para ajudar a controlar a inflamação e melhorar os sintomas. Embora não existam medicamentos aprovados especificamente para o tratamento da esofagite eosinofílica, existem remédios que parecem ajudar bastante no controle dos sintomas como:

  • Inibidores da bomba de prótons: reduzem a produção de ácido gástrico, o que permite diminuir a inflamação do esôfago;
  • Corticoides: em pequenas doses ajudam a manter a inflamação do esôfago controlada.

Além destes, novos remédios estão sendo investigados para ajudar no tratamento da esofagite eosinofílica, especialmente medicamentos que prometem bloquear as proteínas responsáveis pela inflamação do esôfago.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • FERREIRA, Cristina Targa et al.. Eosinophilic esophagitis --- Where are we today?. Jornal de Pediatria. Vol.95, n.3. 275-281, 2019
  • NORD. Eosinophilic Esophagitis. Disponível em: <https://rarediseases.org/rare-diseases/eosinophilic-esophagitis/>. Acesso em 09 dez 2020
Mostrar bibliografia completa
  • AMERICAN COLLEGE OF ALLERGY, ASTHMA & IMMUNOLOGY. Eosinophilic Esophagitis. Disponível em: <https://acaai.org/allergies/types/food-allergies/types-food-allergy/eosinophilic-esophagitis>. Acesso em 09 dez 2020
  • AMERICAN ACADEMY OF ALLERGY ASTHMA & IMMUNOLOGY. Eosinophilic Esophagitis (EOE). Disponível em: <https://www.aaaai.org/conditions-and-treatments/related-conditions/eosinophilic-esophagitis>. Acesso em 09 dez 2020
  • AMERICAN PERTNERSHIP FOR EOSINOPHILIC DISORDERS. EOE. Disponível em: <https://apfed.org/about-ead/egids/eoe/>. Acesso em 09 dez 2020
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Pare de sofrer com esofagite AGORA!

    07:47 | 409723 visualizações