Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Escotoma e quais as causas

O escotoma caracteriza-se pela perda total ou parcial da capacidade de visão de uma região do campo visual, que geralmente se encontra rodeado por uma área onde a visão está preservada.

Todas as pessoas apresentam um escotoma no seu campo de visão, que é denominado por ponto cego e que não é conscientemente percebido pela própria pessoa, nem é considerado patológico.

Um escotoma patológico pode envolver qualquer parte do campo visual e pode ter várias formas e tamanhos, podendo, em alguns casos, causar uma perda de grande parte da visão. No entanto, se os escotomas estiverem localizados em regiões periféricas, podem até passar despercebidos.

O que é Escotoma e quais as causas

Possíveis causas

As causas que podem levar à formação de escotomas podem ser lesões na retina e no nervo ótico, doenças metabólicas, deficiências nutricionais, esclerose múltipla, glaucoma, alterações no nervo ótico, alterações no córtex visual, hipertensão arterial e exposição a substâncias tóxicas.

Em alguns casos, o surgimento de escotomas na gravidez, podem ser sinal de pré-eclâmpsia grave. Saiba o que é a pré-eclâmpsia e como identificar.

Tipos de escotoma

Existem vários tipos de escotoma, sendo que a maioria é permanente. No entanto, o tipo associado a uma enxaqueca é temporário e dura apenas uma hora e, muitas vezes, faz parte da aura da dor de cabeça.

Os tipos de escotoma mais comuns são:

  • Escotoma cintilante, que ocorre antes do início de uma enxaqueca, mas que também pode ocorrer sozinho. Este escotoma aparece como uma luz cintilante em forma de arco que invade o campo visual central;
  • Escotoma central, que é considerado o tipo mais problemático e caracteriza-se por uma mancha escura no centro do campo de visão. O campo visual restante permanece normal, fazendo com que a pessoa se concentre mais na periferia, o que torna as atividades diárias muito difíceis;
  • Escotoma periférico, em que está presente uma mancha escura ao longo das bordas do campo de visão, que embora possa interferir ligeiramente com a visão normal, não é tão difícil lidar como um escotoma central;
  • Escotoma hemianópico, em que metade do campo visual é afetado por uma mancha escura, o que pode ocorrer em ambos os lados do centro e pode afetar um ou ambos os olhos;
  • Escotoma paracentral, em que a mancha escura se localiza perto, mas não no campo visual central;
  • Escotoma Bilateral, que é um tipo de escotoma que aparece em ambos os olhos e é causado por algum tipo de tumor ou crescimento cerebral, sendo muito raro.
O que é Escotoma e quais as causas

Quais os sinais e sintomas

Geralmente, as pessoas que têm um escotoma, apresentam uma mancha na visão, que pode ser escura, muito clara, turva ou cintilante. Além disso, algumas delas podem sentir algumas dificuldades na visão, dificuldades na distinção de algumas cores ou mesmo necessidade de ter mais luz, para ver mais claramente.

Como é feito o tratamento

O tratamento do escotoma depende da causa que está na sua origem. Por isso, é importante que o oftalmologista faça um diagnóstico para se poder tratar a doença que está causando este problema.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem