Escala de Apgar: o que é, como é feito, tabela e resultado

novembro 2022

A escala de APGAR é um teste feito no recém-nascido, logo após o nascimento, para avaliar o estado geral e a vitalidade do bebê.

Durante o teste são avaliados alguns sinais apresentados pelo bebê, como a cor da pele e o número de batimentos cardíacos, que são pontuados conforme a escala de APGAR para dar um resultado final. Esta avaliação é feita logo após o nascimento e repetida 5 minutos depois.

Embora o resultado da escala de APGAR não consiga prever problemas na saúde do bebê no futuro, existe um maior risco de doenças como paralisia cerebral e epilepsia quando os resultados são muito baixos. 

Para que serve

A escala de APGAR serve para avaliar o estado geral do bebê após o nascimento e a resposta a cuidados dentro da sala de parto, como aspiração e ventilação, quando estes são indicados.

Como é feito

O APGAR é feito pelo pediatra ou neonatologista por meio da avaliação do bebê momentos após o nascimento de acordo com cada sinal na escala, sendo que a cada um é atribuído um valor que corresponde ao estado do bebê naquele momento. Dessa forma, ao final da avaliação, o valor de todos os sinais avaliados é somado para obter um resultado final. 

Normalmente, a avaliação é realizada no final do primeiro e quinto minuto após o nascimento e, em alguns casos, pode ser repetida a cada 5 minutos até completar 20 minutos após o parto.

Tabela da escala de APGAR

A escala de APGAR pontua os sinais que o bebê apresenta, de acordo com a tabela:

Sinal0 pontos1 ponto2 pontos
Cor da pelePele azulada ou pálidaPele rosada, mas mãos ou pés azuladosPele rosada
Frequência cardíacaSem batimentosMenor que 100 batimentos por minutoMaior que 100 batimentos por minuto
Resposta ao estímuloNão há respostaFaz caretas quando estimuladoChora, espirra ou tosse quando estimulado
Tônus muscularMúsculos flácidos, sem movimentoDedos, braços e pernas dobrados, com pouco movimentoMovimenta ativamente
RespiraçãoAusenteChoro fraco, respiração lenta ou  irregularChoro vigoroso

No final da avaliação, a pontuação de cada sinal é somada para obter um valor único, que varia de 0 a 10.

O que significa o resultado

O resultado da escala de APGAR é considerado normal quando apresenta um valor superior a 7. Isso indica um menor risco de complicações após o nascimento, como infecções e hipoglicemia, em comparação com bebês que apresentam resultados inferiores.

Embora resultados inferiores a 7 não indiquem que o bebê terá complicações de saúde no futuro, estão associados a um maior risco de doenças como paralisia cerebral e epilepsia, principalmente quando identificados no 5º minuto de vida. 

O que acontece quando o resultado é menor que 7

A maior parte dos bebês com valor inferior a 7 no primeiro minuto na escala de APGAR é saudável e esse valor normalmente aumenta ao longo dos primeiros 5 a 10 minutos de vida.

No entanto, a pontuação pode ser influenciada por situações como:

  • Gravidez de risco;
  • Parto por cesárea;
  • Complicações no parto;
  • Parto antes de 37 semanas.

Assim, quando o resultado se mantém baixo pode ser indicado que o bebê fique internado numa unidade de neonatologia, para receber cuidados mais específicos e garantir que se desenvolva da melhor forma possível.

Geralmente, um valor baixo de APGAR não prediz qualquer tipo de resultado sobre inteligência, personalidade, saúde ou comportamento da criança no futuro, no entanto existe um maior risco de alterações.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Sani Santos Ribeiro - Pediatra e Pneumologista infantil, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • STATPEARLS. APGAR Score. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK470569/>. Acesso em 14 set 2022
  • American Academy of Pediatrics Committee on Fetus and Newborn; American College of Obstetricians and Gynecologists Committee on Obstetric Practice. The Apgar Score. Pediatrics. Vol.136, n.4. 819-822, 2015
Mostrar bibliografia completa
  • RAZAZ, Neda. From Soranus score to Apgar score. Acta Paediatr. Vol.110, n.3. 746–747, 2021
  • BURNS, Dennis A. R. et al. Tratado de Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria. 4.ed. Barueri, SP: Editora Manole, 2017. 1217-1218.
  • Kliegman, Robert M. et al. Nelson Tratado de Pediatria. 20 ed.. Rio de Janeiro : Elsevier, 2018. 794.
  • POLIN, Richard A.; YODER, Mervin C.. Neonatologia Prática. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016. 14.
Revisão médica:
Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
Médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande com CRM nº 28364 e especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria.