Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve a Erva-Doce

A erva-doce é uma planta medicinal muito utilizada no combate à azia, má digestão, gases e dor de barriga. 

O seu nome científico é Pimpinella anisum e pode ser encontrada em mercados, feiras livres, lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação.

A erva-doce também é conhecida popularmente como anis-verde; anis; aniz; ervadoce e pimpinela-branca. Essa planta tem cerca de 50 cm de altura, composta por folhas fendidas, flores brancas e frutos secos contendo uma só semente, de sabor adocicado e aroma intenso. 

Para que serve a Erva-Doce

Por vezes a erva-doce é confundida com o anis-estrelado, mas estas são plantas diferentes. Saiba mais sobre o Anis-Estrelado aqui

Para que serve

A erva-doce é indicada para: 

  • Dor de barriga;
  • Dor de cabeça;
  • Má digestão;
  • Inchaço abdominal;
  • Gases;
  • Espasmos, cólicas;
  • Inflamações na boca e garganta;
  • Tosse, gripe, resfriado, catarro, coriza.

O chá de erva-doce também é bastante conhecido por estimular a produção de leite materno. 

Propriedades 

As propriedades da erva-doce incluem sua ação diurética, antifúngica, antiviral, repelente de insetos, sudorífica, galactagoga, antiespasmódica, inibidora da fermentação intestinal e antidispéptica. Além disso, é também é expectorante, e estudos recentes apontam ação antibacteriana para bactérias Gram positivas e Gram negativas. 

Modo de uso 

A parte utilizada da erva-doce é principalmente o seu fruto seco.

  • Chá de erva-doce: Colocar 1 colher (de chá) de erva-doce em uma xícara e cobrir com água fervente. Tapar e deixar descansar por 3-5 minutos, e depois coar e beber a seguir. 

A erva-doce também pode ser usada em receitas doces, como bolos e biscoitos. Quando usada em forma de cápsulas deve-se usar segundo a orientação do médico ou fitoterapeuta. 

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais da erva-doce incluem náuseas, vômitos e reações alérgicas, quando consumida em excesso. O óleo essencial é eufórico e pode causar neurotoxidade. 

Quando não consumir

A erva-doce está contraindicada para pessoas com úlcera duodenal, refluxo, colite ulcerosa ou diverticulite, devendo também ser evitado por pacientes fazendo suplementação de ferro. O óleo de erva-doce está contraindicado na gravidez e amamentação, e também em caso de câncer de mama, ovário e endométrio. 


Bibliografia

  • SANTOS, Juliana M. Pesquisa de matérias estranhas em espécie vegetal, Pimpinella anisum L., para o preparo de "chá". Tese de conclusão de curso de Especialização, 2012. Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde, Rio de Janeiro.
  • Asie Shojaii * and Mehri Abdollahi Fard. Review of Pharmacological Properties and Chemical Constituents of Pimpinella anisum. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3405664/, 2012
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem