Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entesofito: o que é, sintomas, causas e tratamento

O entesófito consiste numa inflamação que surge no local onde o tendão se insere no osso, ocorrendo com mais frequência no calcanhar, em pessoas que sofrem de doenças como artrite, espondilite anquilosante e gota.

O entesófito do calcanhar, também designado por entesopatia calcânea pode causar sintomas como inchaço, rigidez e dor no calcanhar, principalmente ao apoiar o pé no chão e ao caminhar, que pode se tornar mais intensa quando a pessoa passa muito tempo de pé.

A dor no calcanhar causada pelo entesófito pode ser aliviada com o uso de remédios analgésicos e anti-inflamatórios, exercícios de alongamento, fisioterapia e, em alguns casos mais graves, cirurgia.

Entesofito: o que é, sintomas, causas e tratamento

Possíveis causas

O surgimento do entesófito é mais comum em pessoas que sofrem de doenças, como artrite reumatoide, artrite psoriática, espondilite anquilosante e gota.

Porém, embora seja mais raro, o entesófito também pode surgir em pessoas que sofrem de obesidade, devido à pressão exercida nas articulações, em pessoas que usam muito determinadas articulações ou como resultado de uma lesão durante a prática de exercício físico.

Quais os sintomas

Os sintomas causados pelo entesófito são dificuldade para caminhar, devido ao inchaço e rigidez do local e dor no calcanhar, que geralmente se intensifica quando a pessoa fica muito tempo de pé, ou exerce um grande impacto sobre o calcanhar, como durante saltos ou corrida.

Em que consiste o diagnóstico

O diagnóstico é feito pelo médico e consiste na avaliação dos sintomas relatados pela pessoa e na observação do local onde a pessoa sente dor. Além disso, também pode ser necessária a realização de um raio-X, ultrassonografia ou ressonância magnética.

Como é feito o tratamento

O tratamento geralmente consiste em repousar o membro afetado e tomar os remédios analgésicos e anti-inflamatórios prescritos pelo ortopedista, como ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo, sendo necessário, em alguns casos, administrar injeções de corticoides, para reduzir a inflamação. Além disso, ele pode indicar a realização de exercícios de alongamento, que devem ser orientados por um fisioterapeuta.

Caso o entesófito seja resultado de uma doença auto-imune, como a artrite psoriática, por exemplo, pode ser necessário controlar a doença com imunossupressores. Saiba mais sobre a artrite psoriática e veja em que consiste o tratamento.

Em casos em que a lesão é muito grave e não alivia com a administração de medicamentos, pode ser necessário realizar uma cirurgia, que consiste na substituição da articulação afetada e inserção de uma prótese.

Bibliografia >

  • ROMANO, Miriam Aparecida et. al.. Dor em afecções reumatológicas. Rev. Med. (São Paulo). Vol.80. 1.ed; 128-134, 2001
  • SETH, K Williams et. al.. Heel pain—plantar fasciitis and Achilles enthesopathy. Clin Sports Med. Vol.23. 1.ed; 123-144, 2004
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem