Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é metanfetamina e quais os efeitos

Metanfetamina é uma substância psicoativa que atua diretamente no sistema nervoso central, assim como outras drogas ilícitas, como a cocaína ou o crack, por exemplo. Trata-se de uma droga sintética, apresentada na forma de um pó branco, cristalino e sem cheiro, mas que frequentemente é transformada em pedras de cristal azul para a comercialização.

Este tipo de droga, apesar de provocar efeitos de bem-estar e euforia quando utilizada, é ilegal e não deve ser consumida, pois traz consigo diversos perigos à saúde física e mental, devido à sua ação tóxica, como pressão alta, arritmias cardíacas, insuficiência renal, lesões no fígado, psicose, AVC e morte.

Além disso, a metanfetamina é viciante, tornando a pessoa dependente do seu uso frequente, e também provoca tolerância, ou seja, a pessoa necessita de doses cada vez maiores da droga para obter seus efeitos, levando a riscos cada vez maiores dos efeitos colaterais e overdose.

Apesar de já ter sido utilizada há alguns anos como medicamento estimulante, atualmente, a metanfetamina é uma substância proibida pela ANVISA. Não deve ser confundida com a anfetamina, que ainda é utilizada como remédio, em casos estritamente indicados pelo médico, como estimulante do sistema nervoso. Entenda o que são as anfetaminas e quais os seus efeitos.

O que é metanfetamina e quais os efeitos

Como é feita

A metanfetamina é uma droga fabricada em laboratório, sendo derivada da anfetamina e, em laboratórios clandestinos, pode ser obtida através da manipulação da efedrina, uma substância presente em remédios para gripes e resfriados. 

Esta droga se apresenta em forma de pó branco, cristalino, inodoro e com sabor amargo, que é solúvel em líquidos e é usada indevidamente de diversas formas, inalada, fumada, ingerida ou injetada. Ela pode também ser transformada em cloridrato de metanfetamina, que tem uma forma cristalizada, o que a torna fumável e com maior potencial de causar dependência. 

A fabricação da metanfetamina produz diversas substâncias altamente tóxicas como ácido fenilacético e o acetato de chumbo, além de utilizar a adição de diversos produtos químicos perigosos durante o preparo, que são corrosivos, tóxicos ou explosivos. 

Efeitos da Metanfetamina

As anfetaminas produzem diversos efeitos no organismo, pois aumenta de forma potente neurotransmissores cerebrais como serotonina, dopamina e noradrenalina. Logo após o seu consumo, alguns dos efeitos sentidos incluem sensação de euforia, extroversão e energia, intensificação da sexualidade e inibição do apetite. Estes efeitos são acompanhados de diversos outros como:

  • Desidratação;
  • Palpitações e arrtimia cardíaca;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Confusão mental e perda da memória;
  • Lentificação dos movimentos e incapacidade de se comunicar;
  • Boca seca e diminuição da produção de saliva;
  • Alucinações;
  • Psicose;
  • Ataques de pânico;
  • Ideias suicidas;
  • Infarto do miocárdio;
  • AVC.

Além disso, outra complicação deste tipo de droga no organismo é a chamada síndrome serotoninérgica, que produz rigidez muscular e aumento da temperatura corporal, que pode ser fatal. 

O uso crônico da droga pode provocar, ainda, ansiedade, irritabilidade, distúrbios do sono, dores de cabeça, problemas dentários, depressão profunda, danos cognitivos, fadiga e uma aparência envelhecida. Confira os sinais que indicam que alguém está usando drogas

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Carregando
...