Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor no meio do peito: 7 possíveis causas

A dor no meio do peito é muitas vezes suspeita de infarto, no entanto, essa é uma das causas mais raras e quando acontece é acompanhada de outros sintomas que não apenas a dor, como dificuldade para respirar, formigamento em um dos braços, palidez ou enjoo, por exemplo. Veja os 10 sinais que podem indicar infarto.

Normalmente, esta dor é sinal de outros problemas menos graves, como gastrite, costocondrite ou até excesso de gases e, por isso, não precisa ser motivo para ansiedade ou preocupação, especialmente se não existirem fatores de risco como histórico de doenças cardíacas, pressão alta, excesso de peso ou colesterol alto.

Ainda assim, se existir suspeita de infarto é muito importante ir rapidamente ao hospital para fazer exames, como o ecocardiograma, para avaliar se pode ser um problema do coração e iniciar o tratamento adequado.

Dor no meio do peito: 7 possíveis causas

1. Excesso de gases

O excesso de gases intestinais é uma das causas mais comuns de dor no peito e pode muitas vezes ser confundido com um infarto, causando ansiedade, o que acaba piorando a dor e contribuindo para a ideia de que pode realmente ser um infarto.

A dor causada pelo excesso de gases é mais frequente em pessoas com prisão de ventre, mas pode acontecer em muitos outros casos, como quando se está tomando um probiótico, por exemplo, ou quando se passou muito tempo tentando controlar a vontade para defecar.

  • Outros sintomas: além da dor, é comum a pessoa ter a barriga mais inchada e até sentir alguma dor ou pontada no abdômen.
  • O que fazer: pode-se fazer uma massagem abdominal para tentar liberar os gases que estão se acumulando no intestino e beber chás como erva-doce ou cardomomo, que ajudam a absorver os gases. Veja como preparar estes chás e outros para os gases intestinais.

2. Costocondrite

Algumas vezes a dor no meio do peito acontece devido à inflamação das cartilagens que ligam as costelas ao osso que está no meio do peito e que se chama esterno. Dessa forma, é comum que a dor fique mais forte quando se aperta o peito ou quando se está deitado de barriga para baixo, por exemplo.

  • Outros sintomas: sensação de peito dolorido e dor que piora ao fazer pressão no local ou ao respirar e tossir.
  • O que fazer: aplicar uma compressa quente sobre o osso do peito pode ajudar a aliviar a dor, no entanto, o tratamento precisa ser feito com remédios anti-inflamatórios receitados por um clínico geral ou ortopedista. Veja melhor como é feito o tratamento da costocondrite.

3. Infarto

Embora seja a primeira suspeita quando surge dor forte no peito, geralmente o infarto é bastante raro e normalmente acontece em pessoas que têm algum fator de risco como excesso de peso, colesterol alto ou doenças cardiovasculares, como a hipertensão, por exemplo.

  • Outro sintomas: normalmente o infarto é acompanhado de cansaço excessivo, sensação de falta de ar, formigamento do braço esquerdo e palidez. A dor também tende a piorar, começando como uma ligeira sensação de aperto no peito.
  • O que fazer: se existir suspeita de um infarto deve-se ir imediatamente ao hospital ou chamar ajuda médica ligando para o 192.
Dor no meio do peito: 7 possíveis causas

4. Gastrite

A inflamação do estômago, conhecida como gastrite, é outras das principais causas de dor no meio do peito pois é comum que, nesses casos, a dor surja na região da boca do estômago, que se localiza muito perto do centro do peito, podendo até irradiar para as costas.

A gastrite é mais frequente em pessoas que fazem uma má alimentação, mas também pode surgir em quem tem um estilo de vida muito estressado, já que o excesso de preocupação altera o pH do estômago, podendo contribuir para a sua inflamação.

  • Outros sintomas: normalmente a gastrite é acompanhada de sensação de estômago cheio, falta de apetite, azia e arrotos frequentes, por exemplo.
  • O que fazer: uma forma de diminuir a inflamação do estômago e aliviar os sintomas consiste em beber um copo de água com algumas gotas de limão ou ingerir suco de batata, pois ajudam a aumentar o pH do estômago, reduzindo a inflamação. Porém, como a gastrite pode estar sendo causada por uma infecção por H. pylori o melhor é consultar um gastroenterologista, principalmente se a dor se mantiver por mais de 3 ou 4 dias. Saiba mais sobre gastrite e como tratar.

5. Úlcera gástrica

Além da gastrite, outro problema de estômago muito comum e que pode causar a dor no meio do peito é a úlcera gástrica. Geralmente, a úlcera é uma consequência de uma gastrite que não foi tratada corretamente e que causou o surgimento de uma ferida no revestimento do estômago.

  • Outros sintomas: a úlcera causa uma dor em pontada que pode irradiar para as costas e para o peito, além de outros sinais como enjoo frequente, sensação de peso no estômago e vômitos, que podem até conter pequenas quantidades de sangue.
  • O que fazer: é importante consultar um gastroenterologista sempre que se desconfia de uma úlcera, pois normalmente é preciso iniciar a ingestão de remédios que diminuem a acidez do estômago e fazem uma barreira protetora, como Pantoprazol ou Lansoprazol, por exemplo. No entanto, também se deve fazer uma dieta leve com alimentos fáceis de digerir, para evitar piorar a úlcera. Veja como deve ser a dieta em casos de úlcera.

6. Problemas no fígado

Junto com os problemas no estômago, as alterações no fígado também pode causar dor no meio do peito. Embora seja mais comum que a dor causada pelo fígado surja do lado direito, logo por baixo das costelas, também é possível que essa dor irradie para o peito. Confira 11 sinais que podem indicar um problema no fígado.

  • Outros sintomas: normalmente associado à dor pode surgir enjoo constante, perda de apetite, dor de cabeça, urina escura e pele e olhos amarelados.
  • O que fazer: se existir suspeita de um problema no fígado é aconselhado consultar um hepatologista para identificar o diagnóstico correto e iniciar o tratamento mais adequado.
Dor no meio do peito: 7 possíveis causas

7. Doença coronária arterial

A doença coronária arterial surge quando uma placa de gordura entope parcialmente uma das pequenas artérias que levam o sangue até ao músculo cardíaco, o que reduz a quantidade de oxigênio e causa o surgimento de dor que, em alguns casos, pode até ser confundida com um infarto.

Este problema é mais comum em pessoas com colesterol ruim alto, ou seja, com colesterol LDL acima de 130 mg/dL.

  • Outros sintomas: podem ser facilmente confundidos com um infarto pois incluem dor constante no peito, sensação de aperto que não melhora, cansaço fácil e dificuldade para respirar.
  • O que fazer: deve-se consultar um cardiologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, que normalmente inclui o uso de estatinas, que são remédios que controlam os níveis de colesterol. No entanto, também é importante adotar hábitos de vida saudáveis como fazer uma alimentação com poucas gorduras e açúcar, assim como praticar exercício físico, pelo menos 30 minutos por dia.

Quando ir no médico

Deve-se ir no médico sempre que se desconfia de um infarto ou de algum problema cardíaco. No entanto, caso esse não seja o caso, é recomendado ir ao médico se a dor demorar mais de 2 dias ou se for acompanhada de:

  • Vômitos com sangue;
  • Formigamento no braço;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Dificuldade para respirar.

Além disso, caso se tenha fatores de risco como excesso de peso, colesterol alto ou pressão alta também se deve consultar um médico.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...