Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor no cotovelo: 6 principais causas e o que fazer

​A dor no cotovelo é um sintoma muito comum em pessoas que praticam musculação, especialmente depois de fazer um treino de tríceps, mas também pode afetar pessoas que praticam esportes intensos com os braços, como crossfit, tênis ou golfe, por exemplo.

Normalmente, a dor no cotovelo não indica um problema grave, mas pode provocar grande desconforto porque o cotovelo é uma articulação utilizada em quase todos os movimentos do braço e da mão.

A dor no cotovelo tem cura, mas na maior parte dos casos é recomendado consultar um ortopedista ou um clínico geral para fazer o tratamento adequado, que pode incluir remédios e fisioterapia.

Dor no cotovelo: 6 principais causas e o que fazer

As principais causas de dor no cotovelo são:

1. Epicondilite

É inflamação dos tendões do cotovelo, que pode ser lateral ou medial. Quando afeta somente a parte interna do cotovelo é chamada de cotovelo do golfista e quando afeta a parte lateral do cotovelo é chamada de cotovelo do tenista. A epicondilite provoca dor ao fazer movimentos com o braço, mesmo usando um mouse no computador, e hipersensibilidade ao tocar na região do cotovelo. A dor piora quando a pessoa tenta esticar o braço e sempre piora ao tentar flexionar o braço. Geralmente, surge após praticar esportes ou após a musculação, como o exercício de tríceps-testa, por exemplo.

O que fazer: Para aliviar a dor no cotovelo, deve-se ficar de repouso, colocar compressas de gelo na região, tomar remédios anestésicos, como o Paracetamol, e fazer fisioterapia. Entenda como deve ser feito o tratamento para Epicondilite Lateral.

2. Bursite no cotovelo

É uma inflamação do tecido que serve de "amortecedor" da articulação, a dor afeta a parte de trás do cotovelo surgindo quando o cotovelo é colocado frequentemente sobre superfícies duras, como mesas, por exemplo, e, por isso, é muito comum em estudantes, pessoas com artrite reumatoide ou gota.

O que fazer: Para curar a dor no cotovelo deve-se ficar de repouso, aplicar compressas geladas, tomar anti-inflamatórios, como o Ibuprofeno, receitados pelo médico ou fazer fisioterapia.

3. Artrite no cotovelo

É o desgaste e inflamação da articulação do cotovelo que gera dor e inchaço na região, sendo mais comum pacientes idosos.

O que fazer: O tratamento da dor no cotovelo deve ser feito por um ortopedista ou clínico geral e, normalmente, inclui o uso de anti-inflamatórios, como Naproxeno e fisioterapia.

4. Fratura do braço

Pode surgir após fortes impactos, como acidentes, quedas ou pancadas que quebram uma região do osso próxima do cotovelo, podendo afetar ainda o braço ou antebraço.

O que fazer: Normalmente, a dor no cotovelo não reduz com o uso de remédios analgésicos ou colocação de compressas e, por isso, em caso de suspeita deve-se ir ao pronto-socorro para ser imobilizado.

5. Compressão do nervo ulnar

Essa compressão é mais frequente após cirurgias ortopédicas e gera sintomas como formigamento do braço, do dedo anelar ou mindinho, falta de força muscular e nos movimentos de dobrar ou abrir estes dedos. 

O que fazer: Deve ser tratado por um ortopedista através de fisioterapia ou cirurgia para reposicionar o nervo, dependendo da gravidade do caso.

6. Plica sinovial 

A plica sinovial é uma dobra normal que existe dentro da cápsula que forma a articulação do cotovelo, quando ela aumenta de espessura pode causar dor na região atrás do cotovelo, podem ser ouvidos estalos ou dobrar ou esticar o braço, a dor surge ao dobrar e esticar o braço com a mão virada para baixo. A ressonância magnética é o único exame que pode mostrar o aumento da plica, que não deve ser maior que 3 mm.

O que fazer: Além de passar pomadas com efeito anti-inflamatório, a fisioterapia é recomendada.

Quando procurar o médico

É aconselhado procurar um médico quando a dor no cotovelo surge de forma repentina com aperto no peito ou quando:

  • A dor surgir acompanhada de febre;
  • O inchaço e a dor aumentam constantemente;
  • A dor surge mesmo quando não se está utilizando o braço;
  • A dor não passa mesmo tomando analgésico e ficando de repouso.

Nestes casos é recomendado consultar um ortopedista para que ele peça exames e indique a causa, assim como o melhor tratamento para o caso.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem