Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Opções de Tratamentos para Bursite

O tratamento para bursite, que consiste na inflamação da bursa, que é uma bolsa que serve para proteger a articulação e o osso, deve ser orientado por um médico ortopedista e pelo fisioterapeuta e tem como objetivo aliviar a dor e a inflamação da região afetada.

Inicialmente podem ser usados remédios, mas também é indicado fazer sessões de fisioterapia para controlar os sintomas mas em último caso, a cirurgia para drenar o líquido da bursa ou remover completamente a bursa também pode ser uma opção de tratamento, mas só nos casos em que há infecção e os outros tratamentos não surtiram efeito.

Opções de Tratamentos para Bursite

O que é bursite

A bursite é uma inflamação da bursa, que é um tipo de 'bolsa' que se encontra dentro de algumas articulações que serve para proteger e evitar o atrito entre duas extremidades ósseas. Algumas articulações que contém a bursa, e que por isso, podem desenvolver uma bursite são: o ombro, quadril, tornozelo, joelho e calcanhar.

No ombro existem duas bursas diferentes, a bursa subacromial e a bursa subdeltóidea e quando estas inflamam provocam uma dor intensa localizada num ponto exato do ombro. Estas são os tipos mais comuns porque trabalhos como levantar os braços para limpar as janelas ou pintar uma parede, podem provocar inflamação. Veja mais sobre bursite no ombro.

A seguir indicamos as formas de tratamentos que podem ser adotadas no tratamento da bursite.

Remédios para bursite

A ingestão de remédios analgésicos e anti-inflamatórios, como Dipirona, Ibuprofeno, Nimesulida ou Diclofenaco, pode ser orientada pelo médico. As pomadas de diclofenaco, Cataflan ou Remon gel, por exemplo, são boas opções de medicamentos de uso tópico. Para usar basta aplicar uma fina camada na articulação dolorida, 2 a 3 vezes por dia.

Esses medicamentos podem ser usados diariamente para alívio da dor, mas quando a dor e o desconforto não cessam em 3 meses, mesmo com a fisioterapia, o ortopedista pode indicar o uso de injeções de corticoides.

Além disso, podem ser usados antibióticos, quando ocorre infecção, mas isso é muito raro.

Como é a Fisioterapia para bursite

A fisioterapia para bursite deve ser diária e consiste no uso de aparelhos analgésicos e anti-inflamatórios, como o Tens, ultrassom, corrente galvânica ou microcorrentes, por exemplo, para diminuir a inflamação e a dor da região afetada.

Além disso, a fisioterapia também utiliza técnicas e exercícios para aumentar a mobilidade da articulação afetada e alongamentos musculares para melhorar a sua função. Outras estratégias que também podem ser úteis são:

  • Repouso e
  • Colocar uma bolsa de gelo na região afetada durante 20 minutos, cerca de 3 vezes por dia.

A fisioterapia geralmente, demora 6 meses e, após a fisioterapia, é recomendado que o indivíduo continue a praticar alguma atividade física para manter a articulação hidratada e os músculos fortes, para evitar um novo quadro de bursite.

Tratamento caseiro para aliviar os sintomas

O tratamento caseiro consiste na adoção de alguns cuidados para aliviar a dor e a inflamação da região afetada, como:

  • Colocar gelo durante 20 minutos, cerca de 3 vezes por dia;
  • Utilizar joalheiras, em caso de bursite no joelho, para suportar a articulação e diminuir a dor;
  • Não dormir para o lado do quadril com bursite;
  • Ao dormir, colocar travesseiros para suportar a articulação.

Além disso, como tratamento alternativo a acupuntura, pode ser uma boa opção, pois através da aplicação das agulhas na região afetada ou no meridiano correspondente é possível reduzir a inflamação e a dor.

Tratamento natural para bursite

O tratamento natural  pode ser feito através da alimentação, aumentando o consumo de alimentos com propriedades anti-inflamatórias, com o objetivo de reduzir a inflamação e a dor. Saiba quais os alimentos anti-inflamatórios.

Sinais de melhora

Os sinais de melhora da bursite surgem com o tratamento e incluem a redução da dor da região afetada e da dificuldade em movimentar o membro afetado.

Sinais de piora

Os sinais de piora da bursite estão relacionados com as suas complicações como infecção da bursa, por exemplo, e incluem o aumento da dor da região afetada e da dificuldade em movimentar esse membro, assim como, a vermelhidão e o aumento do inchaço da região afetada, que pode ficar também quente.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...