O que você precisa saber?

Principais causas e o que fazer na dor de barriga

A dor de barriga nem sempre surge na mesma região da barriga, sendo por isso muito importante conseguir identificar o local preciso da dor, uma vez que ela geralmente surge por cima do órgão afetado. Por exemplo, quando a dor de barriga se localiza na parte de cima, ela poderá estar relacionada com o estômago, sendo neste órgão que se encontra o problema. 

O local da dor nem sempre é fácil de identificar, pois por vezes a dor pode erradiar para outras regiões, o que dificulta a identificação da verdadeira causa da dor. Assim, para que consiga identificar mais facilmente a região dolorida, em seguida segue uma imagem com as diferentes regiões da barriga e suas possíveis causas para cada região: 

Principais causas e o que fazer na dor de barriga
 

                            Local da Barriga

(Número correspondente à região indicada na imagem)

                     1                     2                 3
Região Superior da Barriga
  • Pedra ou inflamação na Visícula; 
  • Doenças do fígado; 
  • Problemas no pulmão direito. 
  • Refluxo;
  • Má digestão;
  • Úlcera gástrica;
  • Gastrite;
  • Inflamação na Visicula; 
  • Infarto.

Gastrite;

Úlcera gástrica;

Inflamação no baço; 

Problemas no pulmão esquerdo; 

Excesso de gases.

                     4                     5                 6
Região Central da Barriga
  • Doença de Crohn;
  • Inflamação no intestino; 
  • Excesso de gases;
  • Inflamação na Vesícula; 
  • Cisto no ovário.
  • Úlcera gástrica; 
  • Inflamação do pâncreas;
  • Gastroenterite;
  • Inicio de apendicite;
  • Aneurisma na aorta.  
  • Gastrite; 
  • Inflamação no intestino; 
  • Excesso de gases;
  • Doença no baço; 
  • Cisto no ovário.
                     7                      8                9
Região Inferior da Barriga
  • Excesso de gases;
  • Apendicite; 
  • Doença de Crohn;
  • Inflamação no intestino; 
  • Cisto no ovário.
  • Inflamação no intestino ou bexiga; 
  • Cólon irritável;
  • Infecção urinária;
  • Problemas na bexiga.
  • Inflamação intestino; 
  • Excesso de gases;
  • Hérnia inguinal;
  • Cisto no ovário.

Principais causas da dor de barriga

Dependendo do tipo de dor sentido as causas da dor de barriga podem ser bastante diferentes, sendo também importante ter em consideração outros sintomas que possam surgir, como febre ou diarreia, por exemplo. Assim, para entender melhor as possíveis causas da dor de barriga deve avaliar se tem: 

1. Dor de barriga constante

  • O que pode ser: pode ser sinal de gastrite ou úlcera gástrica quando surge na região superior da barriga, mas também pode indicar inflamação no intestino ou vermes intestinais, por exemplo.
  • O que fazer: deve tomar chá de camomila ou de erva-Luísa 2 a 3 vezes por dia, e caso a dor não diminua em 24 horas, deve consultar o médico.

2. Dor de barriga e febre

  • O que pode ser: normalmente é sinal de infecção e, por isso, se a dor surgir na região superior, pode indicar uma gastroenterite, enquanto se aparecer na região inferior da barriga pode indicar uma infecção urinária ou apendicite, por exemplo.
  • O que fazer: deve iniciar uma dieta leve com alimentos cozidos e sem condimentos, e ir ao médico pois pode ser necessário tomar antibióticos para eliminar a infecção.

3. Dor de barriga e diarreia

  • O que pode ser: pode estar relacionado com algum alimento que foi ingerido e que poderia estar estragado, mas também pode indicar inflamação do intestino, cólon irritável, sensibilidade ao glúten ou Doença de Crohn.
  • O que fazer: deve beber bastante água durante todo o dia e preparar soro caseiro, para equilibrar a perda de líquidos pela diarreia. Veja como preparar em: Receita de soro caseiro. Logo que possível deve consultar um gastrenterologista caso a diarreia permaneça durante mais de 24 horas.

4. Dor de barriga e vômitos

  • O que pode ser: os vômitos podem estar associados a vários problemas abdominais, como gastroenterite, problemas na vesícula ou apendicite, por exemplo.
  • O que fazer: deve evitar frituras, alimentos condimentados, comidas industrializadas e refrigerantes nos primeiros 2 dias ou até recuperar por completo, e se surgirem mais de 2 episódios de vômito deve consultar o médico logo que possível. 

5. Dor de barriga apenas lado inferior direito

  • O que pode ser: pode ser sinal de apendicite, especialmente quando a dor começou perto do estômago e se deslocou para o lado inferior direito da barriga. Porém, em alguns casos esta dor também pode indicar excesso de gases, irritação intestinal ou problemas nos ovários, por exemplo.
  • O que fazer: é recomendado fazer uma massagem abdominal para tentar liberar gases intestinais, no entanto, caso a dor piore, permaneça por mais de 2 dias ou se surgir tosse deve consultar o médico logo que possível. 

6. Dor de barriga e gases

  • O que pode ser: este tipo de dor na parte de baixo da barriga, acompanhada de barulhos e gases, geralmente indica presença de gases presos e prisão de ventre
  • O que fazer: deve tomar o chá de sene, caminhar por 20 minutos e apostar na ingestão de muita água e frutas. Se a dor permanecer, pode testar tomar um comprimido de carvão vegetal para eliminar os gases, porém se permanecer por mais de 2 dias deve consultar o médico. Veja mais dicas para eliminar os gases em Remédio caseiro para gases.

7. Dor de barriga apenas depois de comer

  • O que pode ser: quando a dor é na parte do meio, superior, pode indicar gastrite ou úlcera, mas se houver dor na parte inferior da barriga e diarreia ou gases, pode indicar intolerância a algum alimento ingerido.
  • O que fazer: se suspeita de gastrite, deve experimentar tomar o chá de espinheira santa antes das refeições, e se suspeitar de dificuldade na digestão de algum alimento, deve marcar uma consulta com um alergologista.

A dor na barriga também pode surgir em momentos de ansiedade e nervosismo, nesse caso deve-se acalmar tomando um suco de maracujá ou chá de camomila e tentar controlar as emoções.

Quando ir no médico

Deve-se ir ao médico sempre que a dor de barriga for muito forte, demore mais de 3 dias para passar ou apresente outros sintomas como febre e vômitos persistentes. 

Veja como ajudar o médico: O que falar para o médico na consulta.

Dor de barriga na gravidez

A dor de barriga na gravidez é um sintoma frequente que não prejudica o bebê, mas que pode causar muito incômodo para a mulher, sendo normal devido às alterações que o corpo da grávida sofre.

Assim, no caso de dor de barriga na gravidez é recomendado que a grávida repouse deitada durante alguns minutos e tome um banho quente, de forma a que os músculos relaxem.

Porém, caso a dor de barriga se mantenha ou surjam outros sintomas como diarreia, vômitos ou febre é recomendado consultar o obstetra ou ir ao pronto-socorro para iniciar o tratamento adequado. Saiba mais em: O que fazer quando sentir dor abdominal na gravidez.

Dor de barriga em bebê

A dor de barriga em bebê geralmente é causada por cólicas, e por isso, o que se pode fazer é uma massagem na barriga do bebê para ele soltar os gases. Além disso, pode-se oferecer uma pequena quantidade de chá de funcho e erva-cidreira, pois elas possuem propriedades antiespasmódicas que aliviam as cólicas e facilitam a digestão.

Caso o bebê fique muito incomodado, ou apresente outros sintomas como febre ou diarreia intensa, é aconselhado consultar o pediatra.

O que comer na dor de barriga

Quando se tem dor de barriga o melhor é apostar numa alimentação com legumes cozidos, como batata ou cenoura, fruta cozida ou assada, canja ou sopas mornas. Além disso, alguns chás, como camomila, cidreira ou aroeira por exemplo, também são ótimas opções pois apresentam propriedades que ajudam a aliviar as dores de barriga.

Em caso de dor de barriga, uma sugestão de dieta inclui: 

  • Café da manhã - chá de camomila com 2 torradas e uma pêra cozida.
  • Almoço - purê de batata, abóbora e cenoura com frango cozido e para sobremesa, uma maçã cozida.
  • Lanche - 1 vitamina de banana com leite de arroz.
  • Jantar - Canja e purê de maçã e pêra.

Apesar da dor de barriga diminuir o apetite, é importante fazer refeições de 3 em 3 horas para fortalecer o sistema imune e evitar que o estômago libere ácido enquanto está vazio, o que pode acabar piorando a dor.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...