Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas e tratamento da doença de Whipple

A doença de Whipple é uma infecção bacteriana rara e crônica, que normalmente afeta o intestino delgado e que dificulta a absorção de alimentos, provocando sintomas como diarreia, dor abdominal ou perda de peso.

Esta doença se instala lentamente, e pode, também, atingir outros órgãos do corpo e provocar dor nas articulações e outros sintomas mais raros, como alterações do movimento e distúrbios cognitivos, pelo comprometimento cerebral, e dor no peito, falta de ar e palpitações, devido ao comprometimento do coração, por exemplo.

Embora possa colocar a vida em risco à medida que progride e piora, a doença de Whipple pode ser tratada com o uso de antibióticos receitados pelo gastroenterologista ou clínico geral.

Sintomas e tratamento da doença de Whipple

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns da doença de Whipple estão relacionados com o sistema gastrointestinal e incluem:

  • Diarreia constante;
  • Dor abdominal;
  • Cólicas que podem piorar após as refeições;
  • Presença de gordura nas fezes;
  • Perda de peso.

Geralmente, os sintomas vão se agravando muito lentamente ao longo do tempo, podendo durar durante meses ou anos. À medida que a doença progride, pode afetar outros locais do corpo e causar outros sintomas como dor nas articulações, tosse, febre e linfonodos aumentados. 

A forma mais grave, entretanto, acontece quando surgem sintomas neurológicos, como alterações cognitivas, movimentos oculares, alterações do movimento e do comportamento, convulsões e dificuldades na fala, ou quando surgem sintomas cardíacos, como dor no peito, falta de ar e palpitações, devido à alterações na função cardíaca.

Embora o médico possa suspeitar da doença devido aos sintomas e histórico clínico, o diagnóstico só pode ser confirmado com uma biópsia do intestino, normalmente retirada durante uma colonoscopia, ou de outros órgãos afetados.

O que causa a doença de Whipple

A doença de Whipple é causada por uma bactéria, conhecida como Tropheryma whipplei, que causa pequenas lesões no interior do intestino que dificultam o trabalho de absorção de minerais e nutrientes, levando à perda de peso. Além disso, o intestino também não consegue absorver adequadamente a gordura e a água e, por isso, é comum o surgimento de diarreia.

Além do intestino, a bactéria pode se espalhar e atingir outros órgãos do corpo como o cérebro, coração, articulações e os olhos, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento da doença de Whipple normalmente é iniciado com um antibiótico injetável, como Ceftriaxone ou Penicilina, por 15 dias, sendo necessário, em seguida, a manutenção de antibióticos por via oral, como Sulfametoxazol-Trimetoprima, Cloranfenicol ou Doxiciclina, por exemplo, durante 1 ou 2 anos, para eliminar completamente as bactérias do organismo. 

Embora o tratamento seja bastante demorado, a maioria dos sintomas desaparece entre 1 a 2 semanas após o início do tratamento, no entanto, o uso do antibiótico deve ser mantido por todo o período indicado pelo médico.

Além dos antibióticos, é fundamental a ingestão de probióticos para regular o funcionamento do intestino e melhorar a absorção dos nutrientes. Também pode ser necessário fazer suplementação em vitaminas e minerais, como vitamina D, A, K e vitaminas do complexo B, assim como cálcio, por exemplo, porque a bactéria dificulta a absorção dos alimentos e pode causar casos de subnutrição.

Como evitar o contágio pela doença

Para prevenir esta infecção é importante apenas beber água potável e lavar bem os alimentos antes de os preparar, pois a bactéria que causa a doença, normalmente, se encontra no solo e na água contaminada.

No entanto, existem muitas pessoas que possuem a bactéria no organismo, mas nunca desenvolvem a doença. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...