Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Diu de Cobre: Como funciona e Possíveis Efeitos

O DIU de cobre, também conhecido como DIU não-hormonal, é um tipo de método anticoncepcional muito eficaz, que é inserido no interior do útero e que evita uma possível gravidez, tendo um efeito que pode durar até 10 anos.

Este dispositivo é uma pequena peça de polietileno revestido por cobre que já é utilizado como contraceptivo por muitos anos, tendo várias vantagens em relação à pílula, como não precisar de lembrança diária e ter poucos efeitos colaterais.

O DIU deve ser sempre selecionado junto com o ginecologista e também deve ser aplicado no consultório deste médico, não podendo ser trocado em casa. Além do DIU de cobre, existe ainda o DIU hormonal, também conhecido como DIU Mirena. Saiba mais sobre este dois tipos de DIU.

Diu de Cobre: Como funciona e Possíveis Efeitos

Como funciona o DIU de cobre

Ainda não existe um forma de ação comprovada, no entanto, é aceite que o DIU de cobre altera as condições dentro do útero da mulher, afetando o muco cervical e as características morfológicas do endométrio, o que acaba dificultando a passagem dos espermatozoides para as trompas.

Uma vez que os espermatozóides não conseguem chegar até às trompas, também não conseguem alcançar o óvulo, não ocorrendo a fecundação e a gravidez.

Principais vantagens e desvantagens

Como qualquer outro método anticoncepcional, o DIU de cobre possui várias vantagens, mas também desvantagens, que estão resumidas no seguinte quadro:

VantagensDesvantagens
Não precisa ser trocado frequentementePrecisa ser inserido ou trocado pelo médico
Pode ser retirado a qualquer momentoA inserção pode ser desconfortável
Pode ser usado durante a amamentaçãoNão protege contra DST's como gonorreia, clamídia ou sífilis
Tem poucos efeitos colateraisÉ um método mais caro a curto prazo

Assim, antes de optar por utilizar o DIU de cobre como método anticoncepcional deve-se conversar com o ginecologista para entender se é o melhor método para cada caso.

Veja como escolher o melhor método contraceptivo para cada caso.

Como o DIU é inserido

O DIU de cobre deve ser sempre inserido pelo ginecologista no consultório médico. Para isso, a mulher é colocada na posição ginecológica com as pernas ligeramente afastadas, e o médico insere o DIU até ao útero. Durante este procedimento é possível que a mulher sinta um pequeno desconforto, semelhante a uma pressão.

Depois de colocado, o médico deixa um pequno fio dentro da vagina para indicar que o DIU está bem colocado. Este fio pode ser sentido com o dedo, mas normalmente não é sentido pelo parceiro durante o contato íntimo. Além disso, é possível que o fio mude ligieramente de posição ao longo do tempo ou pareça estar mais curto em alguns dias, no entanto, só deve ser motivo de preocupação caso desapareça.

O que fazer se não encontrar o fio

Nestes casos deve-se ir imediatamente ao hospital ou ao consultório do ginecologista para fazer um ultrassom transvaginal e avaliar se existe algum problema com o DIU, como deslocação, por exemplo.

Possíveis efeitos colaterais

Embora o DIU de cobre seja um método com poucos efeitos colaterais, é ainda possível que surjam algum efeitos secundários como cólicas abdominais e sangramento excessivo durante a menstruação.

Além disso, como se trata de um dispositivo que é colocado no interior da vagina existe ainda um risco muito baixo de deslocamento, infecção ou perfuração da parede do útero. Nesses casos, geralmente não existem sintomas mas o fio pode desaparecer no interior da vagina. Assim se existir suspeita de que algo aconteceu, deve-se consultar imediatamente o médico.

O DIU engorda?

O DIU de cobre não engorda, nem causa qualquer alteração do apetite, pois não utiliza hormônios para funcionar. Geralmente, apenas o DIU com hormônios, como o Mirena, têm algum risco de causar qualquer tipo de alteração corporal.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...