Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Disfagia, quais os sintomas e como é feito o tratamento

Setembro 2019

A disfagia pode ser descrita como a dificuldade para engolir, que é geralmente denominada por disfagia orofaríngea, ou como a sensação de ter alimentos retidos entre a boca e o estômago, que se designa geralmente por disfagia esofágica.

É muito importante identificar o tipo de disfagia presente, de forma a realizar o tratamento mais adequado, podendo, em alguns casos, manifestar-se ambos os tipos de disfagia em simultâneo.

Geralmente, o tratamento consiste na realização de exercícios, aprendizagem de técnicas de deglutição, administração de medicamentos e, em alguns casos, realização de cirurgia.

O que é Disfagia, quais os sintomas e como é feito o tratamento

Tipos de disfagia e sintomas

Os sintomas podem variar em função do tipo de disfagia:

1. Disfagia orofaríngea

Também designada por disfagia alta devido à sua localização, a disfagia orofaríngea caracteriza-se pela dificuldade para iniciar a deglutição, podendo ocorrer sintomas como dificuldade para engolir, regurgitação nasal, tosse ou redução do reflexo da tosse, fala anasalada, engasgamento e mau hálito.

Em casos mais severos, exite o risco de desidratação, desnutrição e aspiração de saliva, secreções e/ou alimentos para o pulmão.

2. Disfagia esofágica

A disfagia esofágica, também designada por disfagia baixa, ocorre no esôfago distal e caracteriza-se por uma sensação de alimentos retidos no esófago. A disfagia que ocorre tanto com a ingestão de sólidos como com líquidos, está associada a distúrbios da motilidade esofágica, podendo estar ainda associada a dor torácica. A disfagia que ocorre apenas para sólidos, pode ser sinal de obstrução mecânica.

Possíveis causas

A disfagia orofaríngea pode ocorrer devido à ocorrência de um AVC, traumatismo cranioencefálico, doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer, doenças neuromusculares, como esclerose lateral amiotrófica, miastenia, esclerose múltipla, tumores cerebrais e paralisia cerebral, tumores da cavidade oral e da laringe, medicação, intubação orotraqueal prolongada, traqueostomia e radioterapia, por exemplo.

As causas mais comuns de disfagia esofágica são doenças da mucosa, com estreitamento da luz do esôfago por inflamação, fibrose ou neoplasia, doenças mediastinais, com obstrução do esôfago e doenças neuromusculares que afetam a musculatura lisa esofágica e sua inervação, interrompendo o peristaltismo e/ou o relaxamento do esfíncter esofágico.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a disfagia orofaríngea é limitado, pois os distúrbios neuromusculares e neurológicos que a produzem, dificilmente podem ser corrigidos por tratamento clínico ou cirúrgico. Geralmente, são providenciadas alterações na dieta, com alimentos mais macios, fluidos espessos, em posições que facilitam a deglutição. Podem também ser adotadas técnicas terapêuticas para ajudar a deglutição, como exercícios de fortalecimento e estimulação térmica e gustativa.

Em alguns casos, pode ser necessário realizar a alimentação por sonda nasogástrica.

O tratamento para a disfagia esofágica depende da causa que está na sua origem, mas pode ser feito com a ingestão de remédios inibidores da produção de ácido, em pessoas com refluxo gastroesofágico, com corticoides em casos de esofagite eosinofílica e relaxantes musculares, em pessoas que têm espasmos do esófago. Veja quais os remédios indicados para o tratamento do refluxo.

Além disso, o tratamento também pode ser feito com procedimentos médicos que promovem a dilatação do esôfago ou com cirurgia, em casos de obstrução por tumores ou divertículos, por exemplo.

Bibliografia >

  • WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION PRACTICE GUIDELINES. Disfagia. Disponível em: <http://www.saudedireta.com.br/docsupload/1340362565dysphagia_pt.pdf>. Acesso em 24 Set 2019
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA. Como é possível reconhecer que uma pessoa pode estar com DISFAGIA. 2014. Disponível em: <http://www.sbfa.org.br/portal/pdf/folder_dia_disfagia.pdf>. Acesso em 24 Set 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem