Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é diplopia, causas e como é o tratamento

A diplopia, também chamada de visão dupla, acontece quando os olhos não estão alinhados corretamente, transmitindo para o cérebro imagens do mesmo objeto, mas de ângulos diferentes. As pessoas com diplopia não conseguem fundir as imagens de ambos os olhos numa única imagem, criando a sensação de que se está enxergando dois objetos ao invés de um só.

Os tipos mais comuns de diplopia são:

  • Diplopia monocular, em que a visão dupla surge apenas em um olho, sendo percebida apenas quando um olho está aberto;
  • Diplopia binocular, em que a visão dupla acontece nos dois olhos e desaparece fechando qualquer um dos olhos;
  • Diplopia horizontal, quando a imagem aparece duplicada para os lados;
  • Diplopia vertical, quando a imagem encontra-se replicada para cima ou para baixo.

A visão dupla tem cura e a pessoa pode voltar a enxergar normalmente e de forma focada, no entanto o tratamento para alcançar a cura varia de acordo com a causa e, por isso, é importante que o oftalmologista seja consultado para que seja feita uma avaliação e o tratamento adequado possa ser iniciado.

O que é diplopia, causas e como é o tratamento

Principais causas de diplopia

A visão dupla pode acontecer devido a alterações benignas e que não representam risco para a pessoa, como desalinhamento dos olhos, mas também pode acontecer devido a problemas mais graves de visão, como a catarata, por exemplo. Outras principais causas de diplopia são:

  • Pancadas na cabeça;
  • Problemas de visão, como estrabismo, miopia ou astigmatismo;
  • Olho seco;
  • Diabetes;
  • Esclerose múltipla;
  • Problemas musculares, como miastenia;
  • Lesões cerebrais;
  • Tumor cerebral;
  • Derrame cerebral;
  • Uso excessivo de álcool;
  • Uso de drogas.

É importante consultar um oftalmologista sempre que a visão dupla se mantém ou é acompanhada de outros sintomas, como dor de cabeça e dificuldade para enxergar por exemplo, para que se possa ser feito o diagnóstico e iniciado o tratamento. Saiba como reconhecer os sintomas de problemas de visão.

Como é feito o tratamento

Em alguns casos, a diplopia pode desaparecer sozinha, sem que seja necessário realizar tratamento. No entanto, no caso de ser persistente ou surgirem outros sintomas como dor de cabeça, náuseas e vômitos, é importante consultar o oftalmologista para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento.

O tratamento para diplopia consiste em tratar a causa da visão dupla, podendo ser indicada a realização de exercícios para os olhos, uso de óculos, lentes ou cirurgia para corrigir problemas de visão.

Bibliografia >

  • ILIESCU, Daniela Adriana et al. Management of diplopia. Romanian Journal of Ophthalmology. Vol 61. 3 ed; 166-170, 2017
  • LEITE, Daniel A. et al. Diplopia vertical persistente pós-facectomia e tireoidopatia associadas. Rev Bras Oftalmol. Vol 75. 3 ed; 235-237, 2016
  • RUCKER, Janet; TOMSAK, Robert L. Binocular Diplopia: A Practical Approach. The Neurologist. Vol 11. 2 ed; 2005
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem