Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Diferença entre legumes e verduras (com exemplos)

A grande diferença entre verduras e legumes se determina de acordo com a parte comestível da planta. As verduras são aquelas em que a parte comestível são as folhas, as flores ou as hastes, como é o caso da alface, do repolho ou da couve, por exemplo.

Já os legumes são aqueles em que a parte comestível são frutos ou sementes, como acontece com o feijão, a lentilha, o arroz, o pimentão, a laranja e a abobrinha. Mas além dos legumes e das verduras, existe também o grupo das raízes, que é composto por vegetais em que a parte comestível cresce debaixo da terra, como o gengibre, o rabanete ou a cenoura.

Esses 3 grupos juntos formam as hortaliças, que devem fazer parte de uma dieta saudável, para melhorar o funcionamento intestinal, a qualidade da pele, unhas, cabelo e, inclusive, para garantir a saúde e aumentar a capacidade intelectual.

Diferença entre legumes e verduras (com exemplos)

Exemplos de legumes e verduras

Enquanto as verduras são mais fáceis de identificar, pois são folhas, flores ou hastes como alface, couve, brócolis ou agrião, os legumes englobam um grupo maior, formado por 4 categorias:

  • Leguminosas: feijão, vagem, soja, ervilha, grão-de-bico, amendoim;
  • Cereais: arroz, trigo e milho;
  • Oleaginosas: castanha-de-caju, castanha-do-pará, nozes e amêndoas;
  • Frutas: laranja, maçã, banana, tangerina, etc.

É importante lembrar que uma alimentação saudável deve ser composta por todos estes grupos, incluindo o grupo das raízes, como o gengibre ou a cenoura. Assim é importante consumir diferentes vegetais ao longo da semana para garantir uma ingestão variada de vitaminas, minerais e fibras.

Como usar os legumes e verduras para emagrecer

Uma ótima forma de garantir o consumo de legumes e verduras variados é fazendo uma sopa. Para fazer uma sopa bem nutritiva e rica em antioxidantes, algumas dicas são:

  1. Usar apenas 1 vegetal do grupo das raízes, leguminosas ou cereais: por exemplo, fazer a base da sopa com arroz, batata inglesa, batata doce ou feijão;
  2. Adicionar outras raízes que não sejam ricas em calorias, como cenoura, beterraba e rabanete;
  3. Adicionar verduras para trazer fibras para a sopa, como couve manteiga ou brócolis;
  4. Usar verduras e ervas aromáticas como temperos naturais para adicionar sabor à sopa ou qualquer preparação, como cebola, alho, folhas de louro e agrião.

Além disso, pode-se adicionar também uma fonte de proteína na sopa, como carne, frango ou peixe, sendo importante preferir cortes com pouca gordura ou frango sem pele, para que a gordura das carnes não passe para a sopa.

Veja a seguir como fazer uma sopa detox para perder peso e recuperar deslizes na dieta:

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto:

Carregando
...