O que comer para tratar o intestino inflamado

Para tratar o intestino inflamado, deve-se comer alimentos de fácil digestão e que não sejam irritantes para ajudar na recuperação do intestino. Por isso, a dieta se baseia no consumo de vegetais cozidos, carnes magras, frutas sem casca e cozidas, de preferência, e cereais sem glúten, como flocos de milho e aveia, por exemplo, pois são mais fáceis de digerir e ajudam a aliviar a inflamação do intestino.

A inflamação no intestino pode acontecer devido a situações como doença de Crohn, síndrome do intestino irritável, ou enterite, que é a inflamação causada pela ingestão de alimentos ou água contaminados por vírus ou bactérias. Conheça outras causas da síndrome do intestino irritável.

Além disso, para tratar a inflamação do intestino também é importante evitar alimentos de difícil digestão, como açúcar refinado, mel, doces ou bolos, alimentos com muita gordura, como frituras, salgadinhos de pacote, sorvetes e fast food, e alimentos que estimulam a produção de gases, como laticínios com lactose e leguminosas.

O que comer para tratar o intestino inflamado

O que comer

Os alimentos que devem ser priorizados na dieta são os de fácil digestão e com pouca gordura, como:

  • Proteínas magras, como frango, peru, ovos, peixe ou tofu;
  • Cereais sem glúten, como arroz, milho, fubá, aveia, quinoa ou macarrão de arroz;
  • Vegetais, como abóbora, cebolinha, berinjela, azeitonas, pimentão vermelho, tomate, espinafre, abobrinha, alface, cenoura ou pepino;
  • Frutas, como banana, uva, kiwi, limão, mirtilo, morango, melão, laranja, maracujá, mamão, abacaxi ou tangerina;
  • Laticínios sem lactose, como iogurte sem lactose, leite sem lactose, queijos sem lactose;
  • Leites vegetais, como leite de coco, leite de amêndoas ou leite de arroz;
  • Oleaginosas, como amêndoas, castanha do Pará, avelã, noz ou castanha de caju;
  • Bebidas: chás sem cafeína, como camomila, cidreira, hibisco e água.

Outra dica é preferir os vegetais cozidos e as frutas sem casca, pois facilitam a digestão, evitando os sintomas da inflamação intestinal, como gases, cólica, barriga inchada ou diarreia. Conheça mais dicas para eliminar os gases intestinais.

Veja com a nossa nutricionista como fazer uma dieta para tratar o intestino inflamado:

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados na dieta para inflamação do intestino são:

  • Carnes processadas, como  salsicha, linguiça, bacon, presunto, mortadela ou salame;
  • Cereais com glúten, como pães, biscoitos e massas com farinha de trigo, centeio ou cevada;
  • Laticínios com lactose, como leite de vaca, de cabra, de ovelha, iogurte com lactose e queijos com lactose;
  • Leguminosas, como  feijão, grão de bico, lentilhas, soja ou ervilha seca;
  • Vegetais, como couve de Bruxelas, aspargos, alcachofra, alho, alho poró, cebola, couve flor, repolho, couve manteiga, ervilhas, brócolis, quiabo ou chicória;
  • Frutas, como maçã, caqui, fruta do conde, manga, damasco, pêssego, melancia, nectarina, pera, ameixa, cereja, abacate, amora, lichia, frutas secas ou em calda;
  • Produtos industrializados, como comida pronta congelada, biscoitos, massas prontas para bolos, temperos prontos, sopas prontas, sorvetes, doces, fast food e salgadinhos;
  • Bebidas, como bebidas alcoólicas, refrigerantes ou sucos industrializados.

Em alguns casos, o uso de bebidas com cafeína, como café, chá preto ou chá verde também pode irritar o intestino, causando desconforto. Assim, é importante observar o surgimento de sintomas após o consumo dessas bebidas e, se necessário, utilizar café descafeinado e outros tipos de chás.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Equipe Tua Saúde - em Setembro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista - em Setembro de 2021.

Bibliografia

  • WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION GLOBAL GUIDELINES. Dieta e intestino. 2018. Disponível em: <https://www.spg.pt/wp-content/uploads/2019/04/diet-and-the-gut-portuguese.pdf>. Acesso em 13 Set 2021
  • LÓPEZ Carmen; CUENCA Noemí. Dieta libre de FODMAPs (Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides and Polyols) y consumo de probioticos indicados en el síndrome del intestino irritable: a propósito de un caso. Nutrición clínica y dietética hospitalaria. 36. 3; 194-200, 2016
Mais sobre este assunto: