Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Dieta da USP: como funciona e porque não deve ser usada

A dieta da USP é um tipo de dieta muito pobre em calorias, onde a pessoa ingere menos de 1000 calorias por dia, durante 7 dias, o que acaba resultando em perda de peso.

Nesta dieta, o principal objetivo é diminuir a ingestão de carboidratos, que estão presentes em alimentos como arroz, massa e pão, dando-se maior preferência para as proteínas e gorduras. Por esse motivo, na dieta da USP é permitido comer ovo, presunto, bife, frutas, café e as verduras, mas devem ser evitados alimentos como arroz, macarrão, bebidas alcoólicas, frituras e açúcar.

Dieta da USP: como funciona e porque não deve ser usada

Para fazer esta dieta, os criadores recomendam um cardápio fechado que deve ser seguido por qualquer pessoa:

Cardápio da dieta da USP

O cardápio da dieta da USP inclui todas as refeições permitidas na dieta que é feita por 7 dias.

DiaCafé da manhãAlmoçoJantar
1Café preto sem açúcar.2 ovos cozidos com ervas aromáticas a gosto.Salada de alface, pepino e salsão.
2Café preto sem açúcar com bolacha cream-crackers.1 bife grande com salada de frutas a gosto.Presunto.
3Café preto sem açúcar com biscoito cream-crackers.2 ovos cozidos, salada de vagem e 2 torradas.Presunto e salada.
4Café preto sem açúcar com biscoito.1 ovo cozido, 1 cenoura e queijo minas.Salada de frutas e iogurte natural.
5Cenoura crua com limão e café preto sem açúcar.Frango grelhado.2 ovos cozidos com cenoura.
6Café preto sem açúcar com biscoito.Filé de peixe com tomate.2 ovos cozidos com cenoura.
7Café preto sem açúcar com limão.Bife grelhado e frutas a gosto.

Comer o que quiser, mas sem incluir doce ou bebidas alcoólicas.

Esta dieta tem um cardápio específico de uma semana e não é permitido trocar os alimentos, nem as refeições que estão no cardápio. Depois de completar essa semana, a orientação é de que se pode começar de novo, mas a dieta não deve de ser feita por mais de 2 semanas seguidas.

Porque a dieta da USP não é boa opção para emagrecer

A grande restrição de calorias proposta por esta dieta, de fato, ajuda a perder peso rápido, mas trata-se de uma dieta bastante monótona, muito restritiva e que não estimula hábitos alimentares saudáveis, não sendo aconselhada por nutrólogos ou nutricionistas. É comum que pessoas que conseguem emagrecer com a dieta da USP sofram com o "efeito sanfona", pois emagrecem através de uma alimentação muito desequilibrada, que não pode ser mantida por muito tempo e que acaba estimulando o regresso aos hábitos alimentares anteriores.

Além disso, o cardápio é fixo e não varia de acordo com as necessidades e metabolismo de cada pessoa que a faz, o que pode acabar trazendo vários problemas de saúde, especialmente para quem tem histórico de doenças crônicas como diabetes, pressão alta, hipertireoidismo ou hipotireoidismo, por exemplo.

Apesar do nome, que refere a sigla da Universidade de São Paulo, USP, não parece existir qualquer relação oficial entre os departamentos da Universidade de São Paulo e a criação da dieta.

Como emagrecer de forma saudável

Para emagrecer de forma saudável e definitiva é muito importante fazer uma reeducação alimentar, que consiste em mudar o tipo de alimentação que se faz, para que se torne mais saudável e consiga ser feita por toda a vida. Veja algumas dicas da nossa nutricionista:

Veja mais sobre como emagrecer com reeducação alimentar e não engordar mais.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem