Desmopressina: para que serve e como usar

Atualizado em janeiro 2024

Desmopressina é um remédio antidiurético indicado para o tratamento da diabetes insipidus central, que leva a pessoa a urinar em grandes volumes e a ter sede extrema, devido a deficiência do hormônio antidiurético (ADH).

Além disso, esse remédio pode ser indicado para da incontinência urinária noturna em crianças com mais de 5 anos ou vontade de urinar frequente que acontece durante a noite em adultos.

Leia também: Tratamento para incontinência urinária: exercícios, remédios e cirurgia tuasaude.com/tratamento-para-incontinencia-urinaria

A desmopressina pode ser fornecida gratuitamente pelo SUS ou comprada em farmácias, na forma de comprimidos, spray nasal ou injeção, como genérico "acetato de desmopressina" ou com o nome DDAVP, e deve ser usado somente com indicação médica.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

A desmopressina é indicada para o tratamento de:

  • Diabetes insipidus central em adultos ou crianças;
  • Incontinência urinária noturna (enurese noturna) em crianças com mais de 5 anos, que tenham normal de concentrar a urina na bexiga;
  • Vontade de urinar frequente que acontece durante a noite em adultos, chamada noctúria.

Esse remédio age repondo o hormônio antidiurético arginina vasopressina (ADH), o que diminui o fluxo de urina, pois provoca um aumento da reabsorção de água pelos túbulos renais e a osmolalidade da urina.

A desmopressina deve ser usada somente com indicação médica, com doses e pelo tempo de tratamento recomendado pelo médico.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Precisa de receita para comprar desmopressina?

A desmopressina é vendida em farmácias ou drogarias apenas com a apresentação de receita médica, e deve ser usada com orientação do endocrinologista, urologista, pediatra ou clínico geral.

Leia também: Diabetes insipidus: o que é, sintomas, causas e tratamento tuasaude.com/diabetes-insipidus

Como usar

A forma de usar a desmopressina varia de acordo com sua apresentação que inclui:

1. Desmopressina spray nasal 0,1 mg/mL

A desmopressina spray nasal 0,1 mg/mL deve ser aplicada por via intranasal, ou seja, a dose deve ser borrifada dentro do nariz.  

A posologia da desmopressina spray nasal para o tratamento da diabetes insipidus central é:

  • Adultos: a dose recomendada é de 1 a 2 borrifadas (10 a 20 mcg), 1 a 2 vezes por dia, conforme orientação médica;
  • Criança: a dose recomendada é de 1 borrifada (10 mcg), 1 a 2 vezes ao dia, ou conforme orientação do pediatra.

Cada borrifada do spray nasal corresponde a 10 mcg da desmopressina, sendo importante que quando for utilizar pela primeira vez, a válvula do spray seja apertada por 4 vezes no ar, ou até que se veja o jato do remédio saindo pelo aplicador.

Para aplicar a dose, deve-se inclinar a cabeça levemente para trás, inserir o aplicador dentro do nariz, prender a respiração e apertar a válvula para liberar a desmopressina dentro da narina.

Caso tenha sido indicado pelo médico mais de 1 borrifada, deve-se aplicar a segunda dose na outra narina. 

2. Desmopressina comprimidos de 0,1 mg e 0,2 mg

A desmopressina na forma de comprimidos é encontrada nas doses de 0,1 mg ou 0,2 mg, e deve ser tomada por via oral, com um pouco de água, e de estômago vazio.

A posologia do comprimido de desmopressina varia de acordo com a condição a ser tratada e inclui:

  • Diabetes insipidus central: a dose inicial para crianças e adultos é de 0,1 mg, 3 vezes por dia. Essa dose pode ser ajustada pelo endocrinologista, de acordo com a resposta ao tratamento;
  • Incontinência urinária noturna em crianças com 5 anos ou mais: a dose inicial recomendada é de 0,2 mg, à noite, antes de deitar, por até 3 meses de tratamento. Essa dose pode ser alterada pelo médico, devendo-se também restringir a oferta de líquidos antes de dormir;
  • Noctúria em adultos: a dose inicial recomendada é de 0,1 mg, à noite, antes de deitar. Essa dose deve ser reavaliada pelo médico a cada semana, pois pode ser aumentada a cada semana de acordo com a resposta ao tratamento. 

O tempo de tratamento com a desmopressina deve ser sempre orientado pelo médico, e com consultas médicas regulares para avaliar a eficácia do tratamento.

3. Desmopressina injetável 4 mcg/mL

A desmopressina injetável é usada somente em hospitais para o tratamento da diabetes insipidus central e deve ser aplicada diretamente na veia, pelo enfermeiro sob supervisão médica.

A posologia da desmopressina injetável varia de acordo com a idade e inclui:

  • Adultos: a dose recomendada é de 0,25 a 1 mL (1 a 4 mcg), 1 a 2 vezes por dia;
  • Crianças com mais de 1 ano: a dose recomendada é de 0,025 a 0,25 mL (0,1 a 1 mcg), 1 a 2 vezes por dia.

A desmopressina injetável deve ser diluída em soro fisiológico 0,9% estéril antes de ser aplicada na veia e a infusão pode ser feita de 15 a 30 minutos.

Apesar de ser menos comum, a desmopressina também pode ser aplicada no músculo ou sob a pele, sem diluir em soro.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns da desmopressina são boca seca, tontura, dor de cabeça, náuseas, dor abdominal, gastroenterite, congestão nasal, rinite, aumento da temperatura do corpo ou infecções do trato respiratório superior.

A desmopressina pode causar diminuição dos níveis de sódio no corpo, chamado hiponatremia, com sintomas como dor de cabeça, câimbras, fraqueza, vômitos, perda da coordenação motora, inquietação, confusão mental ou alucinações.

Na presença dos sintomas de hiponatremia, deve-se ir imediatamente ao pronto-socorro. Saiba identificar todos os sintomas de hiponatremia

Quem não deve usar

A desmopressina não deve ser usada por pessoas que tenham insuficiência cardíaca, angina instável, insuficiência renal moderada a severa, doença de von Willebrand tipo IIB ou síndrome da secreção inapropriada de hormônio antidiurético.

Esse remédio também não deve ser usado por pessoas que usam diuréticos ou que tenham hiponatremia ou alergia à desmopressina ou qualquer outro componente da fórmula.

Durante a gravidez ou amamentação, a desmopressina só deve ser usada se recomendado pelo médico, após avaliação dos riscos e benefícios do tratamento para mulher e o bebê.