DDT: o que é, efeito no corpo, intoxicação (e o que fazer)

Atualizado em fevereiro 2024

DDT (Dicloro-Difenil-Tricloroetano) é um inseticida sintético usado para eliminar insetos que transmitem doenças, como a malária, febre amarela ou tifo, mas também para controlar pragas na agricultura ou pecuária.

O DDT permanece por muito tempo no ambiente em em tecidos animais, podendo causar efeitos no corpo humano através da inalação ou quando são tocados objetos ou são consumidos alimentos contaminados com esse inseticida.

O uso do DDT é proibido no Brasil e em outros países, porque não é seguro e tem grandes possibilidades de causar intoxicação. No entanto, em países em que a malária é um problema de saúde pública, como na África, seu uso ainda é permitido.

Imagem ilustrativa número 1

Efeitos do DDT no corpo

O DDT pode causar efeitos no corpo, principalmente no sistema respiratório, cardiovascular, neurológico e reprodutor.

No corpo humano, o DDT é degradado se transformando em DDE (Dicloro-Difenildicloro-Eteno), ficando armazenado por muitos anos no tecido adiposo, que são as células de gordura, sendo excretados lentamente na urina, fezes ou leite materno.

Enquanto o DDT está armazenado no tecido adiposo, não provoca efeitos tóxicos, mas em situações em que as reservas de gordura do corpo são utilizadas, pode causar intoxicação no sistema nervoso e fígado.

Além disso, mulheres grávidas podem transmitir o DDT e o DDE ao feto, e afetar o desenvolvimento do sistema neurológico, ou passar para o bebê pelo leite durante a amamentação.

Como age

O DDT age no sistema neurológico interferindo nos impulsos nervosos, e por isso, provoca a morte de insetos ou pragas.

No corpo humano, o DDT e o DDE podem causar intoxicação, problemas metabólicos ou aumentar o risco de desenvolvimento de câncer, como câncer de fígado ou de mama, ou doença de Alzheimer.

Sintomas de intoxicação por DDT

Os principais sintomas de intoxicação por DDT são:

  • Sensação de formigamento na boca;
  • Dor de cabeça;
  • Perda da coordenação motora;
  • Náuseas e vômitos;
  • Tremores ou fraqueza muscular;
  • Agitação ou ansiedade;
  • Tontura ou confusão mental;
  • Convulsões.

Além disso, quando a pessoa é exposta a grande quantidade de DDT, também pode ocorrer morte por parada respiratória ou cardíaca.

Leia também: Intoxicação: o que é, tipos, sintomas e tratamento tuasaude.com/sintomas-de-intoxicacao

O que fazer em caso de intoxicação

Em caso de suspeita de intoxicação por DDT, é aconselhado ligar imediatamente para o SAMU, discando o número 192, ou levar a pessoa imediatamente para o pronto-socorro mais próximo.

O que fazer em caso de exposição do DDT

Caso a pessoa tenha sido exposta ao DDT é importante fazer acompanhamento médico regular para avaliar o estado de saúde geral e realizar exames para detecção de alterações no fígado ou rastreamento de câncer.

Marque uma consulta com um clínico geral na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Clínicos Gerais e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Bebês de mulheres expostas ao DDT durante a gravidez ou amamentação, devem fazer acompanhamento com o pediatra.