Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Corrida descalço: vantagens, desvantagens e como começar

Quando se corre descalço, há aumento do contato do pé com o solo, aumentando o trabalho dos músculos dos pés e da panturrilha e melhorando a absorção do impacto sobre as articulações. Além disso, os pés descalços permitem uma sensibilidade maior aos pequenos ajustes que o corpo precisa fazer para evitar lesões, o que nem sempre acontece ao se usar tênis de corrida com bons amortecedores ou próprios para o tipo de pisada da pessoa.

A corrida descalça é recomendada para pessoas que já estão acostumadas com a corrida, isso porque para correr descalço é importante que a pessoa esteja habituada ao movimento, evitando, assim, lesões, já que esse tipo de corrida exige consciência maior consciência corporal.

Corrida descalço: vantagens, desvantagens e como começar

Vantagens e desvantagens de correr descalço 

Ao correr descalço o corpo consegue se ajustar melhor, havendo menor risco de lesões nas articulações dos joelhos e quadril, porque naturalmente a primeira parte do pé que tem contato com o solo é o meio do pé, o que distribui as forças de impacto diretamente para os músculos ao invés das articulações. Além disso, essa é uma forma natural de fortalecer os pequenos músculos do interior dos pés, o que diminui as chances de inflamações como a fascite plantar. 

No entanto, ao correr descalço existem pequenas mudanças no corpo, a pele dos pés fica mais grossa, podem surgir bolhas de sangue no peito do pé e sempre existe o risco de cortes e ferimentos devido a pedras no caminho ou caco de vidro, por exemplo.

Como correr descalço de forma segura 

As melhores formas de correr descalço sem prejudicar o corpo são:

  • Correr descalço na esteira;
  • Correr descalço na areia da praia;
  • Correr com 'luvas para os pés' que são um tipo de meia reforçada.

Uma outra opção segura é correr com tênis sem amortecimento e que permita abrir bem os dedos dos pés enquanto corre.

Para começar essa nova forma de praticar a corrida é importante começar devagar para o corpo se habituar. O ideal é começar correndo menos quilômetros e por menos tempo, porque assim é possível evitar a dor nos dedos, que é chamada cientificamente de metatarsalgia, e diminuir o risco de microfraturas no calcanhar.

Como começar

A melhor forma de começar a corrida minimalista ou corrida natural, é iniciar os treinos de forma progressiva. Uma boa dica é começar trocando o tênis de corrida que está habituado a usar pelas 'luvas para os pés' e correr na esteira ou na praia.

Depois de algumas semanas pode-se começar a correr na grama e então depois de mais algumas semanas pode-se correr totalmente descalço, mas começando também pela esteira, areia da praia, grama, depois na terra batida e, por último, no asfalto. Só é recomendado fazer uma corrida de aproximadamente 10K no asfalto depois de ter iniciado esse tipo de adaptação há mais de 6 meses. Em todo caso é mais seguro ser acompanhado por um personal trainer para alcançar melhores resultados sempre. 

Bibliografia >

  • Pollyanna Flávia Cordeiro. Efeitos do treinamento de correr descalço em indivíduos saudáveis: uma revisão sistemática. Tese de especialização, 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.
  • SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA. A ciência e a arte de correr descalço. Disponível em: <http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v66n1/a08v66n1.pdf>. Acesso em 03 Fev 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem