Bruxismo infantil: o que é, sintomas, causas e como tratar

junho 2022

O bruxismo infantil é quando a criança inconscientemente aperta ou range os dentes durante a noite, o que pode fazer com que haja desgaste nos dentes, dor na mandíbula ou dor de cabeça ao acordar, por exemplo.

Geralmente, o bruxismo é resultado de situações de estresse e ansiedade, mas também pode acontecer devido a alguma obstrução nasal.

O tratamento para bruxismo infantil deve ser indicado por um pediatra e/ou dentista, mas normalmente é indicado o uso de protetores de dentes, com o objetivo de evitar o desgaste dentário. Além disso, dependendo da causa pode ser recomendado consultar um psicólogo e adotar estratégias para aliviar o estresse e a ansiedade.

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns em casos de bruxismo infantil são:

  • Dor de cabeça frequente;
  • Dor de ouvido ao acordar;
  • Dor ou mastigar;
  • Produção de sons durante o sono, incluindo ranger os dentes;
  • Desgaste progressivo dos dentes.

Na presença destes sintomas é recomendado consultar um dentista ou o pediatra, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado.

Quando o bruxismo não é identificado precocemente e tratado, podem surgir diversas complicações como má posição dos dentes, problemas na gengiva, alterações na articulação da mandíbula e até problemas na mastigação, que podem afetar a qualidade de vida da criança.

Causas comuns do bruxismo

O bruxismo infantil normalmente é causado por excesso de estresse e ansiedade. No entanto, também pode surgir em casos de hiperatividade, obstrução nasal, apneia do sono ou ser consequência do uso de remédios.

Além disso, o bruxismo pode ser desencadeado por problemas dentários, como o uso de aparelho ou desalinhamento entre os dentes, ou ser consequência de uma inflamação do ouvido.

Como tratar o bruxismo infantil

O tratamento para bruxismo infantil envolve o uso de protetores de dentes ou placas de mordida que são feitos sob medida para a criança, para que fiquem ajustadas nos dentes. Estes acessórios devem ser usadas à noite, que é o momento em que a criança geralmente mais range os dentes.

É importante fazer um acompanhamento regular com o pediatra ou com o dentista para que seja feito ajuste nos acessórios sempre que necessário.

Além disso, no caso do bruxismo estar associado a situações do dia a dia, podem ser adotadas algumas estratégias para ajudar a criança a relaxar e, assim, diminuir o ranger dos dentes durante o sono, como por exemplo:

  • Ler uma história antes de dormir;
  • Ouvir uma música relaxante e que a criança goste antes de dormir;
  • Dar um banho quente na criança antes de dormir;
  • Colocar gotas de óleo essencial de lavanda no travesseiro;
  • Falar com a criança, perguntando o que a está perturbando, como, por exemplo, um teste da escola ou uma discussão com um colega, tentando arranjar soluções práticas para os seus problemas.

Em alguns casos, pode ainda ser recomendado o acompanhamento por um psicólogo, especialmente se for notado qua a criança sofre com elevado grau de ansiedade ou estresse. Esse profissional irá ajudar, através da psicoterapia, na criação de estratégias para alívio da pressão interna, ajudando também no tratamento do bruxismo. Saiba mais sobre a psicoterapia e para que serve.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Dr.ª Sani Santos Ribeiro - Pediatra e Pneumologista infantil, em junho de 2022.

Bibliografia

  • BULANDA, Sylwia et al.. Sleep Bruxism in Children: Etiology, Diagnosis, and Treatment—A Literature Review. International Journal of Environmental Research and Public Health. Vol.18, n.18. 2021
  • SLEEP FOUNDATION. Teeth Grinding in Children. Disponível em: <https://www.sleepfoundation.org/bruxism/teeth-grinding-children>. Acesso em 30 mai 2022
Mostrar bibliografia completa
  • THE NEMOURS FOUNDATION. Bruxism (Teeth Grinding or Clenching). Disponível em: <https://kidshealth.org/en/parents/bruxism.html>. Acesso em 30 mai 2022
Revisão médica:
Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
Médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande com CRM nº 28364 e especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria.