Tratamento para pele oleosa: 6 dicas

Para tratar a pele oleosa é importante fazer uso de produtos que sejam adequados para o tipo de pele e capazes de controlar e diminuir a oleosidade, sendo recomendado fazer uso de cremes com propriedades adstringentes e lavar o rosto no máximo 2 vezes por dia com água fria.

Além disso, é indicado fazer uso de protetor solar oil-free, com fator de proteção solar maior que 15, evitar usar maquiagem e cremes hidratantes nas regiões de maior oleosidade.

É importante que o dermatologista seja consultado para que seja feita uma avaliação da pele e possa ser indicado o produto mais adequado para controlar a quantidade de sebo produzida e diminuir o brilho

Tratamento para pele oleosa: 6 dicas

Assim, para tratar a pele oleosa é indicado:

1. Limpeza

A limpeza da pele oleosa deve ser feita, no mínimo, 2 vezes por dia, de manhã e à noite, usando produtos de limpeza próprios para pele oleosa. É recomendado que os produtos de limpeza da pele contenham um ácido, como o ácido salicílico, que ajuda a desobstruir os poros e a eliminar o excesso de oleosidade e impurezas da pele.

Primeiro, a pele deve ser lavada com água fria ou morna e depois deve-se aplicar o gel ou sabonete de limpeza na pele. Confira algumas receitas caseiras para limpar a pele. 

2. Tonificação da pele

A tonificação da pele é importante para promover a eliminação das impurezas que não foram devidamente eliminados após a limpeza com sabonete, promovendo a limpeza mais profunda dos poros e eliminando todos os vestígios de células mortas ou maquiagem que podem provocar a inflamação da pele e resultar no aumento da oleosidade.

É importante que seja utilizado um tônico próprio para a pele oleosa, que devem conter produtos adstringentes e sem álcool, para que seja possível garantir os seus efeitos.

3. Hidratação

A pele oleosa não deve ser hidratada mais que uma vez ao dia e é muito importante usar produtos hidratantes que não contenham óleo na sua composição e que não causem a obstrução dos poros da pele. Uma boa opção é usar cremes hidratantes para pele oleosa que já possuem filtros anti-UVA e UVB, pois estes além de hidratarem a pele, ajudam a protegê-la contra os raios solares e a retardar o envelhecimento.

4. Esfoliação

A esfoliação é importante para remover as células mortas da pele e a oleosidade, promovendo a desobstrução dos poros e tornando a pele macia, sendo recomendada que seja realizada 1 vez por semana.

O melhor ingrediente esfoliante para a pele oleosa é o ácido salicílico, pois ele esfolia não só a superfície da pele, mas também o interior do revestimento dos poros, permitindo que a oleosidade da pele flua facilmente para a superfície e não fique acumulada, obstruindo os poros. Outro benefício do ácido salicílico é que tem propriedades anti-inflamatórias, por isso reduz a irritação, o que ajuda a acalmar a produção de oleosidade.

É também possível realizar a esfoliação de forma caseira, podendo ser utilizada a mistura de limão, fubá e açúcar, por exemplo, esfregando com movimentos circulares. Veja algumas opções de receitas caseiras de esfoliantes.

5. Evitar usar muita maquiagem

É importante evitar o uso de maquiagem em excesso, isso porque pode haver maior obstrução dos poros, o que aumenta a oleosidade da pele. Assim, caso deseje fazer uso de maquiagem, é recomendado que a pele esteja limpa e tonificada antes da aplicação e que a base seja sem óleo.

6. Beber água

O consumo de pelo menos 2 litros de água por dia é fundamental para manter a saúde da pele, ajudando também a controlar a oleosidade, princialmente na zona T, que é a região que compreende a testa e o nariz, que normalmente é mais oleosa.

A alimentação também desempenha papel importante no controle e tratamento da oleosidade da pele, sendo fundamental evitar o consumo de alimentos ricos em gorduras ruins e aumentar o consumo de legumes, verduras e frutas. Veja no vídeo a seguir mais dicas do que fazer e comer para ter uma pele perfeita:

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: