Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba Identificar se é Síndrome de Crohn

Diarreia forte, falta de apetite, vontade urgente de evacuar, dor e cólicas abdominais, náuseas, vômitos, cansaço e fraqueza são alguns dos sintomas que podem indicar a presença e uma inflamação nos intestinos, também conhecida como síndrome do intestino irritável. Conheça as causas desta doença em Saiba o que é a Doença de Crohn

A doença de Crohn é um transtorno crônico do sistema digestório, que provoca uma inflamação crônica do revestimento dos intestinos. Esta doença não tem cura, e o seu tratamento tem por objetivo aliviar os sintomas.

Principais sintomas da Doença de Crohn

Esta é uma doença silenciosa que pode levar meses ou anos até manifestar os primeiros sintomas, que geralmente incluem: 

  • Diarreia intensa, que pode conter sangue ou muco; 
  • Vontade urgente de evacuar, especialmente após as refeições;
  • Cólicas abdominais; 
  • Náuseas e vômitos;
  • Cansaço e fraqueza no geral;
  • Falta de apetite e perda de peso; 
  • Febre e dor nas articulações; 
  • Aftas e úlceras intestinais; 
  • Lesões na região anal, como hemorróidas ou fissuras;
  • Articulações inchadas, doloridas e endurecidas.
Saiba Identificar se é Síndrome de Crohn

Além disso, esta doença pode também afetar os olhos, deixando-os inflamados, vermelhos e com sensibilidade à luz, podendo também aumentar o risco de câncer no cólon.

A Doença de Crohn pode afetar qualquer região do trato gastrointestinal, desde a boca até ao ânus, porém ela é mais comum surgir no intestino delgado e cólon. Porém, ela nem sempre provoca sintomas, o que a torna extremamente difícil de diagnosticar.

Como é feito o tratamento

A doença de Crohn não tem cura, e por isso as alterações nos hábitos alimentares são muito importantes, de forma a reduzir os sintomas sentidos, uma vez que certos alimentos podem provocar ou agravar as crises da doença. Assim, é recomendado controlar a quantidade de fibras ingeridas, reduzir na quantidade de gorduras e limitar o consumo de derivados do leite. Além disso, é muito importante apostar na hidratação diária de forma a evitar a desidratação. 

Durante as crises, o médico pode também indicar a toma de alguns remédios anti-inflamatórios para reduzir a dor e inflamação, assim como podem ser indicados remédios que ajudem no controle da diarreia. 

Nos casos mais graves da doença, pode ser indicada a realização de uma intervenção cirúrgica, de forma a remover porções do intestino afetadas e danificadas, que possam estar a causar os sintomas. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...