9 passos para remover cravos do rosto (e cuidados essenciais)

Revisão clínica: Bruna Ribeiro
Especialista em Estética Avançada
junho 2022

​Os cravos, também conhecidos como comedões, são uma das alterações mais frequentes da pele, causados, principalmente, por uma maior produção de sebo, que obstrui os poros, em especial na região do rosto, do pescoço e do tronco. O acúmulo do sebo e o aumento da oleosidade podem ainda provocar a inflamação e infecção da pele, facilitando o aparecimento de acne. Por isso, é fundamental iniciar o tratamento dos cravos de forma precoce e com um profissional especializado. 

Alguns cuidados, como lavar a pele com água fria e sabonete neutro, fazer uma esfoliação e utilizar produtos naturais para diminuir a oleosidade da pele, como a argila verde, são recomendados para obter uma pele mais saudável e uniforme, e ajudam a remover os cravos e evitar o surgimento de espinhas. 

Os tratamentos estéticos, como a limpeza de pele profunda, o peeling químico ou de cristal e o microagulhamento, também, ajudam a reduzir o aparecimento de cravos, porém são normalmente indicados quando hos cuidados diários não são suficientes. É fundamental que esses procedimentos sejam indicados pelo dermatologista ou por um profissional especialista em estética avançada.

Passo a passo para remover cravos em casa

Para remover cravos é importante tomar alguns cuidados, pois se a técnica for realizada de maneira incorreta, pode causar danos à pele.

Assim, para remover os cravos em casa de forma correta, deve-se seguir os seguintes passos: 

  1. Lavar o rosto com água fria ou morna e sabonete neutro;
  2. Esfoliar a pele, realizando movimentos circulares leves por cerca de 3 minutos, retirando por completo o esfoliante, com água morna;
  3. Aplicar vapor de água na pele por cerca de 5 minutos, repetindo esta técnica até que a pele esteja bem húmida;
  4. Envolver as pontas dos dedos indicadores com uma gaze estéril e, realizando movimentos leves, aproximar os dedos do cravo que se deseja retirar;
  5. Aplicar uma pressão leve no cravo, sem causar vermelhidão ou irritação na pele;
  6. Realizar o procedimento, no máximo, 2 vezes em cada ponto que se deseja eliminar;
  7. Lavar o rosto com água morna ou fria, para eliminar o sebo presente na pele;
  8. Passar um tônico na região tratada, com um algodão;
  9. Aplicar protetor solar específico para cada tipo de pele. Saiba como escolher o melhor protetor solar. 

Caso não seja possível remover todo o sebo presente nos cravos, é indicado interromper o procedimento e procurar ajuda de um profissional qualificado, que fará a técnica adequada.

Além disso, é indicado não remover ou espremer os cravos com as unhas, pois além de ser bastante prejudicial para a pele, as unhas são também uma fonte de sujeira e impurezas que facilitam o surgimento de infecções na pele.

Cuidados diários essenciais para cravos

Alguns cuidados diários são essenciais para combater o surgimento de cravos e manter a pele hidratada e saudável por mais tempo. São eles:

1. Lavar o rosto diariamente

Lavar o rosto todos os dias é fundamental para diminuir a oleosidade da pele e eliminar cravos mais rapidamente, pois além de ajudar a desobstruir os poros, evita o surgimento de novos cravos e o agravamento das espinhas. 

Para realizar a limpeza da pele de maneira correta, é necessário utilizar água corrente e um sabonete facial neutro, ou loção de limpeza, específicos para o tipo de pele. Depois, deve-se fazer movimentos circulares suaves com a ponta dos dedos, por cerca de 3 minutos. Por fim, retirar o excesso de água com uma toalha macia, sem esfregar a região.

É importante ter o cuidado para não lavar o rosto mais do que 2 vezes por dia, pois pode ressecar a pele e fazer com que se produza mais óleo para compensar o ressecamento, levando ao surgimento de mais cravos, inflamações ou erupções na pele.

2. Esfoliar a pele

A esfoliação é fundamental para eliminar as células mortas, presentes na primeira camada da pele, além de ajudar a reduzir a oleosidade e a produção do sebo. Os pequenos grânulos que compõem os esfoliantes como açúcar mascavo, borra de café ou sal, ao serem aplicados na pele estimulam a circulação sanguínea e limpam profundamente as camadas da pele, eliminando os cravos mais rapidamente. É recomendado realizar a esfoliação pelo menos 1 vez por semana. Confira 8 opções de esfoliantes caseiros.

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de açúcar mascavo, sal ou borra de café;
  • 1 colher de sopa de óleo de amêndoas doces.

Como usar: misturar os ingredientes num recipiente limpo e seco, até obter uma mistura homogênea. Em seguida, aplicar sobre a região a tratar com movimentos circulares leves, por cerca de 5 minutos. É importante atentar-se para as regiões mais sensíveis da pele, principalmente abaixo nos olhos, para não provocar lesões. Por fim, retirar o esfoliante com água fria ou morna e secar com uma toalha macia, sem esfregar a pele. É recomendado realizar esta esfoliação pelo menos 1 vez por semana.

3. Aplicar vapor na pele

O vapor, quando em contato com a pele, provoca a dilatação dos poros, umidifica a pele, aumenta a circulação sanguínea e facilita a absorção dos ativos presentes nos cremes e máscaras. Tudo isso ajuda a facilitar a extração dos cravos existentes e previne o aparecimento de novos. 

Para realizar a técnica, é necessário colocar água fervente numa bacia, sobre a qual se deve aproximar o rosto, de maneira segura, sem tocar na água, cobrindo a cabeça com uma toalha. Esta vaporização deve ser feita durante 5 minutos, antes de iniciar a remoção dos cravos. É possível acrescentar 2 a 3 gotas de óleo de alecrim, por exemplo, para aromatizar o ambiente.

4. Aplicar uma máscara de argila verde

A argila verde é um poderoso agente de limpeza para a pele mista ou oleosa, pois possui propriedades antioxidantes, que ajudam a eliminar as toxinas presentes na camada mais externa da pele, além de remover gradualmente as impurezas e o excesso de oleosidade, o que evita a formação de novos cravos. 

A máscara de argila verde pode ser feita misturando 2 colheres de sopa de argila com ½ xícara de chá de água filtrada ou chá de camomila gelado, até obter uma mistura homogênea. Para aplicar, deve-se passar a máscara na região que deseja tratar e deixar atuar por cerca de 30 minutos. Depois, retirar com água fria, realizando movimentos circulares com a ponta dos dedos. 

Esta máscara deve ser aplicada 1 vez por semana. Confira 7 receitas caseiras para pele oleosa.

5. Aplicar uma máscara relaxante de babosa

A babosa, também conhecida como Aloe vera, é uma ótima opção para a pele oleosa com cravos, pois possui propriedades nutritivas, regeneradoras e hidratantes, ajudando a remover a oleosidade e impurezas e prevenindo o surgimento de novos cravos. 

Para usar esta máscara deve-se retirar o gel do interior da folha da babosa e aplicar diretamente, sobre a pele a tratar, deixando atuar por 30 minutos. É possível adicionar 5 gotas de óleo de camomila, óleo de lavanda ou óleo de rosa mosqueta, pois os óleos essenciais ajudam a acalmar e regenerar a pele. Por fim, retirar a máscara com água fria ou morna e secar com uma toalha macia, sem friccionar a pele. Por ter um efeito relaxante sobre a pele, esta máscara pode ser feita logo após a máscara de argila, podendo ser realizada 1 vez por semana.

6. Usar um tônico natural

Um tônico é uma substância que ajuda a eliminar as impurezas mais profundas da pele, que não foram removidas pela água, nem pelo sabonete ou loção de limpeza. Além disso, tem a função de diminuir a oleosidade e controlar o pH da pele, auxiliando na remoção dos cravos. 

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de camomila gelado;
  • 5 gotas de óleo de melaleuca.

Como usar: misturar os ingredientes em um recipiente limpo e seco e, em seguida, com o auxílio de um algodão, passar sobre a pele, até eliminar toda a sujidade, sem a necessidade de lavar com água e sabão em seguida. O adstringente natural pode ser usado não só para eliminar as impurezas, mas também para remover a maquiagem ao final do dia.

7. Aplicar o protetor solar diariamente

É fundamental a aplicação diária de protetor solar, para evitar manchas na pele, que podem surgir em consequência das cicatrizes de acne, e proteger a pele contra os raios UVA e UVB. Além de prevenir o envelhecimento da pele, o uso do protetor solar contribui para que a pele fique menos oleosa e, consequentemente, diminua a produção de sebo e surgimento de cravos. Saiba como escolher o melhor protetor solar para cada tipo de pele.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em junho de 2022. Revisão clínica por Bruna Ribeiro - Especialista em Estética Avançada, em junho de 2022.

Bibliografia

  • ADAMSKI, Zygmunt et al. Acne - therapeutic challenges to the cooperation between a dermatologist and a cosmetologist. Postepy dermatologii i alergologii. 38. 2; 21–31, 2021
  • MATOLA, R. S. O.; SÁ, D. Argiloterapia associada em procedimentos estéticos. Scire Salutis. Vol. 11. Issue 1; p46-53, out2020-jan2021
Mostrar bibliografia completa
  • SANTOS, Joyce S et al. Rosa mosqueta como potencial agente cicatrizante. Revista Cubana de Enfermería. vol.34. n.1; 2018
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Cuidados diários com a pele. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/>. Acesso em 10 mai 2022
Revisão clínica:
Bruna Ribeiro
Especialista em Estética Avançada
Bruna Ribeiro dos Santos é enfermeira especialista em Estética Avançada pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino (IBRAPE).