Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é colite pseudomembranosa, sintomas e tratamento

A colite pseudomembranosa é uma inflamação da porção final do intestino, o cólon e o reto, sendo frequentemente associada ao uso de antibióticos de espectro que varia de moderado a amplo, como Amoxicilina e Azitromicina, e proliferação da bactéria Clostridium difficile, que libera toxinas e leva ao aparecimento de sintomas, como diarreia, febre e dor abdominal.

A colite pseudomembranosa é mais frequente em pacientes com sistema imune enfraquecido e, por isso, pode surgir em idosos, crianças, pacientes com doenças auto-imunes ou que estão em quimioterapia. Essa condição tem cura, sendo normalmente indicado para isso a troca ou suspensão do antibiótico e uso de probióticos para equilibrar a microbiota intestinal.

O que é colite pseudomembranosa, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas de colite pseudomembranosa estão relacionados com a proliferação do Clostridium difficile e produção e liberação de toxinas, levando ao aparecimento dos seguintes sintomas:

  • Diarreia com consistência muito líquida;
  • Cólicas abdominais intensas;
  • Náuseas;
  • Febre acima de 38ºC;
  • Fezes com pus ou muco.

O diagnóstico da colite pseudomembranosa é feito por um gastroenterologista através da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa e realização de alguns exames, como colonoscopia, exame de fezes ou da biópsia do material colhido da parede intestinal.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a colite pseudomembranosa deve ser orientado por um gastroenterologista e, normalmente, é feito apenas com a suspensão da ingestão do antibiótico que causou o problema. Porém, nos casos em que a colite não desaparece após terminar o antibiótico, o médico pode recomendar o uso de outro antibiótico, como Metronidazol ou Vancomicina, pois são específicos para eliminar a bactéria que está se desenvolvendo no intestino.

Nos casos mais graves, em que nenhum tratamento anterior ajuda a aliviar os sintomas da colite pseudomembranosa, o médico pode recomendar fazer o tratamento com cirurgia para remover uma pequena porção do intestino afetado ou experimentar um transplante de fezes para equilibrar a microbiota intestinal. Veja como é feito o transplante de fezes.

Bibliografia >

  • NEVES, Priscilla O. et al. Colite pseudomembranosa simulando abdome agudo cirúrgico – relato de caso. Revista Médica de Minas Gerais. Vol 18. 1 ed; 63-66, 2008
  • FERREIRA, Sandra Cristina S. Colite pseudomembranosa associada aos antibacterianos. Tese de mestrado, 2013. Universidade Fernando Pessoa.
  • GOLDMAN, Lee; SCHAFER, Andrew I.. Goldman-Cecil Medicina. 25.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. pp. 1961-1962.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem