Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Colangite esclerosante

Colangite esclerosante é uma doença rara que atinge em maior número os homens. Ela compromete o fígado devido a um estreitamento dos canais por onde a bile passa. A bile é uma substância fundamental para o processo digestivo.

Tipos de colangite esclerosante

Os tipos de colangite esclerosante são aguda ou crônica. Na forma aguda ocorre uma infecção nas vias biliares, tanto dentro como fora do fígado. Na forma crônica o acúmulo de bile no fígado leva à cirrose e aumenta as chances de câncer.

Ela ainda pode ser classificada em colangite esclerosante primaria ou secundária, na primária significa que o problema teve seu início mesmo nas vias biliares, já na forma secundária, indica que a doença é decorrente de um outro problema como um tumor ou um traumatismo nesta região.

Sintomas de colangite esclerosante

Os sintomas de colangite esclerosante podem ser:

  • Cansaço;
  • Coceira pelo corpo;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Pode haver febre calafrios e dor abdominal.

Mas muitas vezes a colangite esclerosante não apresenta sintomas, principalmente na fase inicial da doença.

Causas da colangite esclerosante

As causas da colangite esclerosante podem ser:

  • Infecção por vírus ou bactérias;
  • Alterações importantes no sistema imunológico;
  • Fator genético.

Diagnóstico da colangite esclerosante

Para o diagnóstico da colangite esclerosante sugere-se a realização de exames como:

  • Exame de sangue;
  • Pesquisa de anticorpos;
  • Biópsia do fígado;
  • Colangiopancreatografia endoscópica retrógrada;
  • Colangio-ressonância magnética.

Tratamento para colangite esclerosante

O tratamento inicialmente é feito com a toma de medicamentos para o fígado como o Ácido Ursodeoxicólico (Ursacol®), mas nos casos mais graves pode-se optar por um transplante de fígado.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...