Clopidogrel: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
agosto 2022
  1. Para que serve
  2. Como tomar
  3. Efeitos colaterais
  4. Contra-indicações

O clopidogrel é um antitrombótico indicado para prevenir a agregação das plaquetas e a formação de trombos ou coágulos dentro dos vasos sanguíneos, podendo, por isso, ser indicado pelo médico para o tratamento e prevenção da trombose arterial em casos de doenças cardíacas, como fibrilação atrial ou angina instável, ou após casos de infarto ou AVC, por exemplo.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos de 75 mg, com os nomes comerciais Plavix, Plaque, Clopiplax, Plagrel, Cuore ou Plaq, ou como genérico sob a designação "bissulfato de clopidogrel". Além disso, o clopidogrel pode ser encontrado em associação com o ácido acetilsalicílico, para potencializar o efeito na prevenção de formação de trombos ou coágulos, sendo encontrado com o nome Clopin Duo.

O clopidogrel deve ser usado com indicação do cardiologista, angiologista, neurologista ou clínico geral, podendo ser oferecido gratuitamente pelo SUS, desde que tenha indicação médica, ou ser comprado em farmácias ou drogarias mediante apresentação de prescrição médica.

Para que serve

O clopidogrel é indicado para a prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares, como:

Esse remédio age impedindo a formação de coágulos ou trombos dentro de veias ou artérias, em pessoas que têm risco aumentado de formação de coágulos.

Além disso, o clopidogrel quando associado ao ácido acetilsalicílico pode ser indicado para prevenir o AVC, infarto, embolismo sistêmico ou morte vascular. Veja outros remédios que podem ser indicados pelo médico para prevenir a formação de coágulos no sangue.

Como tomar

O clopidogrel deve ser tomado por via oral, com um copo de água, antes, durante ou após uma refeição, no horário estabelecido pelo médico.

A posologia do clopidogrel varia de acordo com condição de saúde a ser tratada, sendo que as orientações gerais para uso em adultos são:

  • Após infarto do miocárdio ou AVC: a dose normalmente recomendada é de 1 comprimido de 75 mg, uma vez ao dia;
  • Angina instável: a dose inicial normalmente recomendada é de uma dose de 300 mg de clopidogrel, seguida de doses diárias de 1 comprimido de 75 mg, uma vez ao dia, associado a uma dose de 75 a 325 mg de ácido acetilsalicílico em dose única diária, conforme orientação médica;
  • Fibrilação atrial: a dose normalmente recomendada é de 1 comprimido de 75 mg, uma vez ao dia, associado a uma dose de 75 a 100 mg de ácido acetilsalicílico em dose única diária, conforme orientação médica.

No caso de esquecer de tomar uma dose do clopidogrel na hora correta, tomar assim que lembrar. No entanto, se estiver perto do horário da próxima dose, deve-se pular a dose esquecida e aguardar o próximo horário de tomar. Não dobrar a dose para compensar a dose esquecida.

O clopidogrel só deve ser utilizado sob orientação do médico, pois as doses e horários podem ser adaptados, sendo importante não interromper o tratamento por conta própria, pois parar o tratamento sem orientação médica pode aumentar o risco de infarto ou AVC.

Além disso, no caso de necessidade de alguma cirurgia, o médico pode recomendar interromper o tratamento com o clopidogrel uns dias antes da cirurgia, sendo importante sempre informar médicos, dentistas ou cirurgiões antes de qualquer cirurgia, procedimento médico ou odontológico, que está sendo feito o tratamento com o clopidogrel.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com o clopidogrel são coceira, diarreia, dor de cabeça, dor na barriga, diarréia, dor nas costas, dor nas juntas, dor no peito, erupção na pele, infecção das vias aéreas superiores, náusea, pontinhos vermelhos na pele, resfriado, tontura, dor ou má digestão.

Além disso, como o clopidogrel evita que o sangue coagule, esse remédio pode aumentar o risco de sangramentos, que podem ser percebidos através de sangramentos nasais, hematomas ou manchas roxas no corpo ou pele pálida, devendo ser comunicadas ao médico imediatamente. Em hipótese nenhuma deve-se interromper o tratamento com o clopidogrel por conta própria.

É importante procurar o pronto socorro mais próximo caso o sangramento não melhora ou não para, ou ainda surjam sintomas como sangue na urina, fezes pretas, muito escuras ou com sangue, tosse ou vômito com sangue ou com aspecto de borra de café.

Quem não deve tomar

O clopidogrel não deve ser usado por crianças, ou por pessoas com problemas no fígado, hemorragia ativa, como úlcera péptica ou hemorragia intracraniana, ou no caso de alergia ao clopidogrel ou qualquer outro componente da fórmula.

Esse remédio, durante a gravidez ou amamentação, só deve ser usado se recomendado pelo médico.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • TEVA. Clopidogrel. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/product-information/clopidogrel-teva-hydrogen-sulphate-epar-product-information_pt.pdf>. Acesso em 31 ago 2022
  • BRISTOL-MYERS SQUIBB. Iscover (clopidogrel) comprimidos revestidos 75 mg. 2009. Disponível em: <https://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/iscover.pdf>. Acesso em 31 ago 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Como baixar triglicerídeos em 4 semanas

    11:16 | 441524 visualizações
  • Como baixar a PRESSÃO ALTA sem remédio!

    11:32 | 1132650 visualizações
  • O que comer para EVITAR INFARTO

    04:31 | 77824 visualizações
  • Dieta para triglicerídeos altos

    03:17 | 1501976 visualizações