Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Cisto hemorrágico: o que é, sintomas e como tratar

O cisto hemorrágico é uma complicação que pode surgir quando um cisto no ovário apresenta o rompimento de um pequeno vaso e sangra para o seu interior. O cisto ovariano é uma bolsa cheia de líquido que pode surgir no ovário de algumas mulheres, que é benigno, e comum em mulheres na idade entre 15 e 35 anos, podendo ser de vários tipos, como o cisto folicular, de corpo lúteo ou endometrioma, por exemplo. Saiba sobre os tipos de cistos no ovário e os sintomas que causam.

O cisto hemorrágico não costuma alterar a fertilidade, mas pode dificultar a gravidez se for um tipo de cisto que produz hormônios que alteram a ovulação, como no caso do ovário policístico, por exemplo. Ele costuma aparecer e desaparecer naturalmente ao longo dos ciclos menstruais, e, geralmente, não necessitam de tratamento, exceto no casos mais graves, em que pode ser necessária a cirurgia. 

Cisto hemorrágico: o que é, sintomas e como tratar

Principais sinais e sintomas

Os sintomas do cisto hemorrágico no ovário podem ser:

  • Dor do lado esquerdo ou direito da barriga, dependendo do ovário afetado;
  • Cólicas fortes;
  • Dor durante o contato íntimo;
  • Atraso da menstruação;
  • Náuseas e vômitos;
  • Emagrecimento sem causa aparente;
  • Sinais de anemia como fraqueza, palidez, cansaço ou tonturas;
  • Sensibilidade nas mamas.

Estes sintomas surgem quando o cisto fica muito grande, devido ao acumulo de sangue no seu interior, causando pressão nas paredes do ovário, e são mais evidentes durante a menstruação. Alguns tipos de cisto podem produzir hormônios, como progesterona, e, nestes casos, além dos sintomas, pode haver maior dificuldade para engravidar.

Além disto, quando um cisto hemorrágico se rompe, pode haver sensação de queimação ou forte dor na barriga, sendo, neste caso recomendado uma consulta urgente com um ginecologista.

Como confirmar o diagnóstico

A presença do cisto hemorrágico é diagnosticada com exames de ultrassom transvaginal ou pélvico, que mostram sua localização, presença de sangramento e tamanho, que, embora raro, pode chegar até 50 cm de diâmetro.

O médico também pode pedir exames de sangue para identificar se existe algum hormônio sendo produzido e solicitar ultrassons semestrais ou anuais para fazer o acompanhamento do tamanho do cisto.

Cisto hemorrágico: o que é, sintomas e como tratar

Como é feito o tratamento

Geralmente, o tratamento do cisto hemorrágico consiste no uso de analgésicos, como dipirona, sob orientação médica, pois os cistos tendem a desaparecer naturalmente ao fim de 2 ou 3 ciclos menstruais.

Para ajudar no alívio da dor e inflamação, sacos de água quente, almofadas de aquecimento e gelo podem ser aplicados na região pélvica para estimular a circulação sanguínea. Os anticoncepcionais orais também podem ser indicados pelo médico, pois podem diminuir a produção dos hormônios que estimulam o crescimento do cisto.

A cirurgia por laparoscopia pode ser necessária nos casos em que o cisto tem um tamanho superior a 5 cm, existe dor abdominal muito severa, se o cisto tiver características malignas ou se surgirem outras complicações como a rutura ou torção do ovário.

Possíveis complicações

Quando não é tratado adequadamente, o cisto hemorrágico pode causar algumas complicações, principalmente rutura ou torção do ovário. Ambas situações provocam dor muito intensa na região abdominal e representam uma emergência ginecológica, devendo ser tratadas com cirurgia o mais rápido possível.

O cisto hemorrágico pode virar câncer?

O cisto hemorrágico costuma ser benigno, entretanto, há casos de câncer no ovário que podem se manifestar como cistos. Assim, os cistos no ovário que têm maior risco de ser câncer são os que têm as características:

  • Presença de marcadores de câncer no sangue, como o CA-125;
  • Cisto com componentes sólidos no seu interior;
  • Cisto com mais de 5 cm;
  • Presença de vários cistos juntos;
  • Extravasamento de líquido para fora do cisto;
  • Presença de bordos irregulares e septos.

O tratamento do câncer no ovário consiste em retirar o ovário comprometido, através de uma cirurgia feita pelo ginecologista ou cirurgião geral. Veja mais sobre como saber se é câncer no ovário e o tratamento.

Bibliografia >

  • ABBAS Ahmed; AMIM Mariam et al. Hemorrhagic ovarian cysts: Clinical and sonographic correlation with the management options. Middle East Fertility Society Journal. 21. 1; 41-45, 2016
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem