Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

5 sintomas de cisto no ovário que não deve ignorar

Em geral, o aparecimento de cistos nos ovários não provoca sintomas e não precisa de tratamento específico, pois normalmente desaparecem espontaneamente. No entanto, quando o cisto cresce muito, se rompe ou quando ele fica torcido no ovário, pode surgir sintomas como dor no abdômen e menstruação irregular, que podem piorar durante a ovulação, o contato íntimo ou devido aos movimentos intestinais.

O cisto no ovário é uma bolsa cheia de líquidos que pode se formar no interior ou ao redor do ovário e que pode resultar em dor, atraso na menstruação ou dificuldade para engravidar, por exemplo. Entenda o que é e quais os principais tipos de cisto no ovário.

5 sintomas de cisto no ovário que não deve ignorar

Sintomas de cisto no ovário

O cisto no ovário normalmente é assintomático, porém caso seja percebido alguma alteração, é importante consultar o médico para que seja investigada a possibilidade da presença de cisto. Confira a possibilidade de ter cisto no ovário realizando o seguinte teste:

  1. 1. Dor abdominal ou pélvica constante
  2. 2. Sensação frequente de barriga inchada
  3. 3. Menstruação irregular
  4. 4. Dor constante nas costas ou flancos
  5. 5. Desconforto ou dor durante o contato íntimo
Imagem que indica que o site está carregando

Além desses sintomas, pode haver também:

  • Dor durante o período ovulatório;
  • Atraso na menstruação;
  • Aumento na sensibilidade das mamas;
  • Sangramento fora do período menstrual;
  • Dificuldade para engravidar;
  • Aumento de peso, devido às alterações hormonais que também ocorrem;
  • Náuseas e vômitos.

Os sintomas normalmente surgem quando há crescimento do cisto, ruptura ou torção, resultando em dor intensa. Os sintomas também podem variar de acordo com o tipo de cisto, sendo, portanto, necessário ir ao ginecologista para que sejam feitos exames para diagnosticar a presença, tamanho e gravidade do cisto.

Os cistos com maiores chances de se romperem ou de haver torção são os que medem mais de 8 cm. Além disso a mulher que consegue engravidar com um cisto grande tem maiores chances de torção, entre as 10 e 12 semanas, porque o crescimento do útero pode empurrar o ovário, o que resulta na torção.

É importante que a mulher que foi diagnosticada com cisto no ovário, vá ao hospital sempre que apresentar dor abdominal acompanhada de febre, vômitos, desmaios, sangramentos ou aumento da frequência respiratória, pois pode indicar que o cisto está aumentando de tamanho ou que houve rompimento, devendo o tratamento ser iniciado logo em seguida.

Como é o diagnóstico

O diagnóstico de cisto no ovário é feito pelo ginecologista inicialmente a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela mulher. Em seguida devem ser indicados exames que permitem confirmar a presença do cisto e indicar qual o tamanho e suas características.

Assim, pode ser realizado pelo médico a palpação pélvica e exames de imagem como ultrassonografia transvaginal, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Em alguns casos o médico pode solicitar também a realização do teste de gravidez, o beta-HCG, para excluir a possibilidade de gravidez ectópica, que apresenta os mesmos sintomas, e ainda ajuda a identificar o tipo de cisto que a mulher possui.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o cisto no ovário nem sempre é necessário, devendo ser recomendado pelo ginecologista de acordo com o tamanho, características do cisto, sintomas e idade da mulher para que seja indicada a melhor forma de tratamento.

Quando o cisto não apresenta características malignas e não provoca sintomas, normalmente não é indicado tratamento, devendo a mulher ser acompanhada periodicamente para que seja verificada a redução do cisto.

Por outro lado, quando são identificados sintomas, pode ser recomendado pelo médico o uso de pílula anticoncepcional com estrogênio e progesterona para regular os níveis hormonais ou a remoção do cisto por meio de cirurgia. Em casos mais graves, quando há torção ou suspeita de malignidade, pode ser indicada a retirada completa do ovário. Saiba mais detalhes do tratamento para o cisto no ovário.

Entenda a diferença entre cistos e a Síndrome do Ovário Policístico e como a alimentação pode ajudar no tratamento assistindo ao vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem