Cisto folicular: o que é, sintomas e tratamento

Outubro 2021

O cisto folicular, também chamado de cisto ovariano benigno ou cisto funcional, é uma pequena bolsa cheia de líquidos localizado na superfície ou dentro do ovário, e que surge quando os folículos não se rompem durante a ovulação para liberar o óvulo, acumulando líquido ou sangue no seu interior, crescendo e formando o cisto, que geralmente tem um tamanho de 2,5 a 10 cm.

Este é o tipo de cisto mais comum nas mulheres jovens em idade fértil entre 15 e 35 anos de idade, e geralmente não causa sintomas, no entanto, quando o cisto cresce excessivamente ou se rompe, pode causar dor abdominal, náusea ou vômitos, ou inchaço na barriga.

O cisto folicular costuma desaparecer sozinho entre 4 a 8 semanas, sem necessitar de tratamento médico. No entanto, se o cisto for muito grande, bloquear o fornecimento de sangue para as trompas ou ovário, ou se romper, o ginecologista pode indicar o tratamento com cirurgia. 

Cisto folicular: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

O cisto folicular geralmente não apresenta sintomas, sendo que a maioria dos casos são descobertos em exames de rotina, como a ultrassonografia ou exame pélvico. 

No entanto, quando o cisto folicular é grande ou se rompe, podem surgir sintomas como:

  • Dor intensa no ovário, na parte lateral da região pélvica;
  • Inchaço na barriga;
  • Náusea e vômito;
  • Febre; 
  • Sensibilidade nas mamas;
  • Pele fria e úmida;
  • Respiração rápida;
  • Tontura ou fraqueza. 

No caso da mulher apresentar estes sintomas, deve-se buscar ajuda médica imediatamente, pois pode indicar que o cisto rompeu sendo necessário tratamento médico de urgência.

Cisto folicular é câncer?

Um cisto folicular normalmente não é câncer, sendo apenas uma lesão benigna que pode desaparecer sozinha ou ser retirada através de cirurgia, quando é muito grande havendo risco de rompimento ou causa dor e desconforto importantes.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do cisto folicular é feito pelo ginecologista através da avaliação dos sintomas, e exame pélvico, ultrassonografia, tomografia computadorizada ou ressonância magnética. 

Além disso, apesar do cisto folicular não ser câncer, o médico pode solicitar exame de CA 125 que ajuda a identificar o câncer de ovário, especialmente para mulheres que têm alto risco de ter esse tipo de câncer. 

O exame de CA 125 também ajuda a identificar outros problemas de saúde como endometriose, mioma uterino ou doença inflamatória pélvica.

Possíveis causas

O cisto folicular se desenvolve quando o folículo, que é uma estrutura presente nos ovários e que armazenam os óvulos, não se rompe para liberar o óvulo do seu interior, durante o período da ovulação, formando uma bolsa dentro do ovário ou na sua superfície cheia de líquido ou sangue no seu interior. 

Como é feito o tratamento

O cisto folicular geralmente desaparece por conta própria, em 1 ou 2 ciclos menstruais, não necessitando de tratamento médico. No entanto, deve-se fazer acompanhamento com o ginecologista e exames em intervalos determinados pelo médico para avaliar o crescimento do cisto.

No caso do cisto folicular ser grande, ou se a mulher apresentar sintomas, o médico pode indicar o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios por 5 a 7 dias. Além disso, quando a menstruação encontra-se irregular pode ser recomendado pelo médico o uso de pílula anticoncepcional para regular o ciclo ou para evitar o surgimento de novos cistos. 

Já no caso do cisto se romper ou ser grande, geralmente maior que 5 cm, causando bloqueio do fornecimento de sangue para as trompas ou ovários, o tratamento é feito através de cirurgia para remover o cisto ou todo o ovário.

Quem tem cisto folicular pode engravidar? 

O cisto folicular aparece quando a mulher não conseguiu ovular normalmente, e por isso quem tem um cisto pode ter mais dificuldade para engravidar. No entanto, o cisto folicular não impede a gravidez e se a mulher tiver um cisto no ovário esquerdo, quando seu ovário direito ovular, pode ocorrer a gravidez, se houver fecundação. 

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • TELLECHEA, O.; et al. Benign follicular tumors. An Bras Dermatol. 90. 6; 780-96, 2015
  • MOBEEN, S.; APOSTOL, R. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Ovarian Cyst. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK560541/>. Acesso em 22 Out 2021
Mais sobre este assunto: