Cisto de Gartner: o que é, sintomas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
fevereiro 2022

O cisto de Gartner é um tipo de caroço pouco comum que pode aparecer na vagina devido a malformações do feto durante a gestação, o que pode causar desconforto abdominal e na região íntima, por exemplo.

O feto em desenvolvimento possui o canal de Gartner, que é responsável pela formação do sistema urinário e reprodutor, e que desaparece naturalmente após o nascimento. No entanto, em alguns casos o canal de Gartner pode permanecer e passar a acumular líquido, resultando no cisto vaginal que pode não causar sintomas até a idade adulta.

O cisto de Gartner não é grave sendo o seu desenvolvimento normalmente acompanhado pelo pediatra ou ginecologista, no entanto, quando o crescimento é constante, pode ser necessária a realização de um pequeno procedimento cirúrgico para a sua remoção.

Principais sintomas

O cisto de Gartner geralmente não causa sintomas, especialmente quando mede menos de 2 cm. No entanto, ao longo do tempo, com o acúmulo de líquido no seu interior, o cisto pode aumentar de tamanho e causar sintomas como:

  • Dor durante o contato íntimo;
  • Desconforto na região íntima;
  • Caroço na região genital;
  • Dor abdominal.

Geralmente, o cisto de Gartner não apresenta sintomas na criança, mas em alguns casos os pais podem observar a presença de uma caroço na região íntima da menina, devendo informar o pediatra para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Saiba também como reconhecer outros tipos de cisto na vagina.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do cisto de Gartner é feito pelo ginecologista através do exame ginecológico de rotina. Além disso, o médico pode solicitar exames como ultrassom, tomografia computadorizada ou ressonância magnética para descartar outras condições que podem levar ao surgimento de cisto na vagina, como cisto de Bartholin ou diverticulite uretral, ou exames para detecção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). 

Além disso, o médico pode recomendar a realização de biópsia do cisto com o objetivo de descartar a possibilidade de câncer vaginal e confirmar a benignidade do cisto. Entenda como é feita a biópsia.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o cisto de Gartner pode ser feito ainda na maternidade por meio da aspiração do líquido ou de uma pequena cirurgia para retirada completa do cisto. 

Quando o cisto só é diagnosticado na vida adulta, o ginecologista pode optar apenas por acompanhar o crescimento do cisto. O tratamento normalmente é indicado quando a mulher passa a apresentar sintomas ou complicações, como incontinência urinária ou infecções urinárias, por exemplo. Normalmente, o médico recomenda o uso de antibióticos, caso haja sintomas de infecção, e a realização de cirurgia para remoção do cisto.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em fevereiro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • TIWARI, C.; et al. Neonatal Gartner Duct Cyst: Two Case Reports and Literature Review. Dev Period Med. 21. 1; 35-37, 2017
  • LETIZIA, Matthew J. DO; KELLY, Joseph V. M. Case Report: Gartner's Duct Cyst. Emergency Medicine News. 33. 5; 35, 2011
Mostrar bibliografia completa
  • MACÍAS-VERA, N. N.; et al. Gartner's duct cyst. Case report and literature review. Ginecol Obstet Mex. 82. 4; 252-6, 2014
  • INOCÊNCIO, G.; et al. Large Gartner cyst. BMJ Case Rep. 2013. bcr2012007996, 2013
  • THAPA, B. D.; REGMI, M. C. Gartner’s Duct Cyst of the Vagina: A Case Report. JNMA J Nepal Med Assoc. 58. 227; 505–507, 2020
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.