Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feita a cirurgia para incontinência urinária

A cirurgia para incontinência urinária feminina normalmente é feita com a colocação de uma fita cirúrgica chamada TVT - TensionFree Vaginal Tape ou TOV - Tape and Trans Obturator Tape, também chamada de cirurgia de Sling, que é colocada sob a uretra para a apoiar, aumentando a capacidade para segurar o xixi. O tipo de cirurgia normalmente é selecionado com o médico, de acordo com os sintomas, idade e histórico de cada mulher.

A cirurgia é feita sob anestesia local ou epidural e tem 80% de chances de sucesso, sendo indicada para casos de incontinência urinária de esforço que não tenham tido o resultado esperado após mais de 6 meses de tratamento com os exercícios de Kegel e fisioterapia.

Já a cirurgia para incontinência urinária no homem pode ser feita com a injeção de substâncias na região do esfíncter ou colocação de um esfíncter artificial, para ajudar a fechar a uretra, evitando a passagem involuntária da urina. Em casos mais raros, a incontinência urinária masculina também pode ser tratar com a colocação de Sling.

Como é feita a cirurgia para incontinência urinária

Como é a recuperação da cirurgia

A recuperação após a cirurgia para incontinência urinária é relativamente rápida e indolor. Na maioria dos casos, só é necessário ficar internado 1 a 2 dias no hospital e depois pode-se voltar para casa, tendo apenas atenção para seguir alguns cuidados como:

  • Evitar fazer esforços por 15 dias, não podendo fazer exercícios, abaixar, pegar peso ou levantar-se bruscamente;
  • Ingerir alimentos ricos em fibras para evitar a prisão de ventre;
  • Evitar tossir ou espirrar no 1º mês;
  • Lavar a região genital com água e sabão neutro sempre após urinar e evacuar;
  • Usar calcinha de algodão para evitar o surgimento de infecções;
  • Não usar absorvente interno;
  • Não ter relações íntimas por no mínimo 40 dias;
  • Não tomar banho de banheira, de piscina ou de mar para evitar o contato com água contaminada.

Estes cuidados pós-operatórios devem ser seguidos com rigor para prevenir o risco de complicações, mas dependendo do tipo de cirurgia o médico pode dar outras indicações, que também devem ser seguidas.

Após 2 semanas, podem ser iniciados os exercícios de Kegel que ajudam a fortalecer os músculos em redor da bexiga, acelerando a recuperação e garantindo melhores resultados. No entanto, antes de iniciar este tipo de exercícios é muito importante falar com o médico, já que, dependendo do grau de cicatrização, pode ser recomendado esperar mais alguns dias. Confira como fazer os exercícios de Kegel corretamente.

Como a alimentação pode ajudar

Consumir água na medida certa e evitar tomar café são algumas dicas que podem ajudar a controlar o xixi, mesmo depois da cirurgia, veja o que mais pode ser feito, nesse vídeo:

Possíveis riscos da cirurgia

Embora seja relativamente segura, a cirurgia para incontinência pode causar algumas complicações, como:

  • Dificuldade para urinar ou esvaziar completamente a bexiga;
  • Aumento da vontade para urinar;
  • Infecções urinárias mais recorrentes;
  • Dor durante a relação íntima.

Dessa forma, antes de se optar pela cirurgia é importante experimentar as outras opções de tratamento da incontinência urinária, sendo por isso importante conversar com um urologista. Veja todas as opções de tratamento.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...