Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entenda o porquê de estar engordando rápido

O ganho de peso acontece de forma rápida e inesperada principalmente quando está relacionado alterações hormonais, estresse, uso de medicamentos, ou menopausa por exemplo, em que pode haver diminuição do metabolismo e aumento do acúmulo de gordura. Consumir alimentos que aceleram o metabolismo, pode ajudar a diminuir o ganho de peso indesejado nesses casos.

Por isso, caso seja percebido ganho de peso de forma inesperada, mesmo que haja a prática de exercícios e hábitos saudáveis de alimentação, é importante verificar com o médico, caso esteja fazendo tratamento medicamentoso, se existe outra alternativa de remédio que tenha menos efeitos colaterais e também aumentar o gasto energético com mais atividade física. 

Entenda o porquê de estar engordando rápido

As principais causas de ganho de peso rápido são:

1. Retenção de líquidos

O que fazer: Caso seja percebido inchaço, uma das maneiras de diminuir o inchaço é por meio da drenagem linfática, que é um tipo de massagem suave que pode ser feita de forma manual ou com equipamentos específicos e que estimula a circulação linfática, permitindo que os líquidos retidos sejam direcionados para a corrente sanguínea e eliminados na urina, mas é importante ir ao médico para que possa ser identificada a causa da retenção de líquido e iniciado o tratamento.

Outra forma de diminuir o inchaço causado pela retenção de líquido é por meio do consumo de chás que possuem efeito diurético ou medicamentos, que devem ser indicados pelo médico, além da prática regular de exercícios físicos aliados a uma alimentação saudável e pobre em sal.

A retenção de líquidos pode levar ao aumento do peso devido ao acúmulo de líquido dentro das células, que pode acontecer devido a uma alimentação rica em sódio, pouca ingestão de água, uso de alguns medicamentos e devido a algum problema de saúde, como problemas cardíacos, alterações da tireoide, doenças renais e hepáticas, por exemplo.

2. Problemas hormonais

O que fazer: No caso do hipotireoidismo, por exemplo, caso seja percebido qualquer sintoma que indique essa condição, é recomendado ir ao médico para que sejam solicitados exames que indiquem a quantidade de hormônios produzidos pela tireoide e, assim, seja possível concluir o diagnóstico e iniciar o tratamento. Saiba mais sobre o exame T4.

O tratamento para esses casos normalmente é feito com a reposição do hormônio T4, que deve ser tomado em jejum pelo menos 20 minutos antes do café da manhã ou de acordo com a orientação do endocrinologista. Conheça mais detalhes sobre o tratamento do hipotireoidismo.

A alteração na produção de alguns hormônios pode levar ao ganho de peso rápido, como por exemplo o hipotireoidismo, que é caracterizado por alterações na tireoide que levam à diminuição da produção dos hormônios T3 e T4, que auxiliam o metabolismo fornecendo a energia necessária para o bom funcionamento do organismo. Assim, com a diminuição da produção dos hormônios tireoidianos, ocorre diminuição do metabolismo, cansaço excessivo e acúmulo de gordura, o que promove o ganho rápido de peso. 

3. Uso de medicamentos

O que fazer: O ganho de peso varia de pessoa para pessoa, mas caso a pessoa se sinta muito incomodada, é recomendado que consulte o médico para buscar alternativas de tratamento. É importante não interromper o uso do medicamento sem antes consultar o médico, pois pode haver regressão ou progressão do quadro clínico.

O uso prolongado de alguns medicamentos pode levar ao aumento de peso. No caso dos corticoides, por exemplo, que são medicamentos geralmente recomendados no tratamento de processos inflamatórios crônicos, o uso constante pode alterar o metabolismo das gorduras, resultando na distribuição irregular das gorduras no corpo e aumento de peso, além de diminuição da massa muscular e alterações no intestino e no estômago.

4. Prisão de ventre

O que fazer: O intestino preso acontece principalmente devido à alimentação pobre em fibras e falta de atividades físicas. Dessa forma, é preciso melhorar os hábitos alimentares, dando preferência ao consumo de alimentos ricos em fibras, além da prática de exercícios físicos de forma regular.

Caso a prisão de ventre seja persistente ou venha acompanhada com outros sintomas, como sangramentos ao defecar, presença de muco nas fezes ou hemorroidas, é importante consultar um gastroenterologista.

A prisão de ventre, também chamada de intestino preso ou constipação intestinal, é caracterizada pela diminuição da frequência de evacuações e quando acontece, as fezes são secas e duras, o que favorece o surgimento de hemorroidas, por exemplo. Devido à falta de evacuações, as fezes são acumuladas, o que gera sensação de inchaço e de ganho de peso.

Entenda o porquê de estar engordando rápido

5. Idade

O que fazer: Para diminuir os efeitos das alterações hormonais e metabólicas que acontecem no organismo devido ao envelhecimento, é importante ter hábitos saudáveis, com a prática de exercícios e uma alimentação balanceada. Em alguns casos, o ginecologista pode recomendar que a mulher faça reposição hormonal para diminuir os sintomas da menopausa.

A idade é uma das principais causas de ganho de peso rápido e de forma não intencional. Isso acontece porque com o avançar da idade, o metabolismo torna-se mais lento, ou seja, o organismo tem mais dificuldade para queimar gorduras, fazendo com que fique estocada por mais tempo, levando ao aumento do peso.

No caso das mulheres, por exemplo, a menopausa, que acontece normalmente a partir dos 40 anos, também pode levar ao ganho de peso, pois há diminuição da produção dos hormônios femininos, o que leva à retenção de líquidos e, consequentemente, aumento do peso. Veja tudo sobre a menopausa.

6. Gravidez

O que fazer: Apesar de ser normal o ganho de peso na gravidez, é importante que a mulher tenha atenção ao que come, pois uma alimentação desregrada ou pobre nutricionalmente podem resultar em diabetes gestacional e pressão alta na gravidez, por exemplo, o que pode colocar a vida da mãe e do bebê em risco.

É recomendado que a mulher tenha acompanhamento do obstetra e do nutricionista durante a gestação para evitar o ganho de peso excessivo ou o consumo de alimentos pouco nutritivos para o bebê.

É normal que ocorra o ganho de peso na gravidez devido ao feto e a quantidade de alimentos que devem ser consumidos, já que deve ser o suficiente para nutrir a mãe e o bebê. Saiba como controlar o peso durante a gravidez com o seguinte video:

7. Insônia

O que fazer: Uma das atitudes para combater a insônia é fazendo a higiene sono, ou seja, procurar acordar sempre na mesma hora, evitar dormir durante o dia e evitar mexer no celular ou assistir à televisão pelo menos 1 hora antes de dormir. Além disso, pode-se tomar chás com propriedades calmantes à noite, como o chá de camomila, por exemplo, pois ajuda a acalmar e melhoram a qualidade do sono. Veja também 4 métodos de terapia do sono para dormir melhor.

A insônia, que é um distúrbio do sono caracterizado pela dificuldade para dormir ou para permanecer dormindo, pode causar o ganho de peso rápido e sem querer. Isso porque o hormônio responsável pelo sono, a melatonina, quando não produzida ou produzida em pequena quantidade, além de impedir o sono adequado, diminui o processo de queima de gordura, aumentando o peso.

Além disso, como consequência de noites mal dormidas, há diminuição da produção do hormônio responsável pela sensação de saciedade, a leptina, o que faz com que a pessoa continue comendo e, consequentemente, ganhe peso.

8. Estresse, depressão e ansiedade 

O que fazer: É importante buscar ajuda de um psicólogo ou psiquiatra para que seja identificada a causa que leva à ansiedade, estresse ou depressão, e possa ser iniciado o tratamento adequado para cada caso. Na maioria das vezes a identificação do problema desencadeador dessas situações é suficiente para ajudar a pessoa a combatê-lo. Além disso é importante que a pessoa pratique atividades que promovam o seu bem-estar, como ler um livro, sair com amigos e praticar atividades ao ar livre, por exemplo.

Em situações de estresse e ansiedade, por exemplo, a tensão sentida constantemente pode fazer com que a pessoa busque alimentos que lhe garantam a sensação de prazer e bem-estar, como nos alimentos doces, por exemplo, o que pode levar ao aumento de peso.

Já no caso da depressão, como há diminuição da disposição e do interesse em realizar as atividades do dia-a-dia, incluindo a atividade física, a busca pelo sentimento de bem-estar leva ao maior consumo de chocolates e bolos, por exemplo, resultando no ganho de peso.

9. Falta de nutrientes

O que fazer: Nesses casos é importante ter atenção à alimentação e buscar ajuda nutricional para que seja recomendada uma alimentação balanceada e que supra as necessidades nutricionais. Conheça os benefícios de uma alimentação saudável.

Um dos sintomas da falta de nutrientes é o cansaço excessivo e a falta de vontade de fazer as atividades diárias. Assim, a fadiga pode fazer com que a pessoa não tenha vontade ou disposição para fazer exercícios, o que faz com que o metabolismo fique mais lento e ocorra o aumento de peso.

A falta de nutrientes pode ocorrer devido ao consumo de alimentos nutricionalmente pobres, a uma alimentação pouco variada ou devido à deficiência do organismo em absorver esses nutrientes mesmo que haja uma dieta adequada.

Quando ir ao médico

Caso seja percebido que está havendo ganho de peso de forma não-intencional, é recomendado ir ao médico para que sejam solicitados exames e, assim, possa ser verificada a causa do ganho de peso rápido e iniciado o tratamento adequado para a situação.

Independendo do ganho ou perda de peso, é importante manter hábitos saudáveis, como a prática regular de exercícios físicos e uma alimentação adequada, pois melhora a qualidade de vida, a sensação de bem-estar e previne várias doenças. 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar