Choro do bebê: o que pode ser e o que fazer

Revisão médica: Drª. Beatriz Beltrame
Pediatra
fevereiro 2022

Identificar a causa do choro do bebê é importante para que se possam tomar atitudes para ajudar o bebê a parar de chorar, como oferecer um mordedor, no caso do choro ser devido ao nascimento dos dentes, trocar a fralda ou agasalhar o bebê quando o choro é por conta do frio. Assim, é importante observar se o bebê faz algum movimento enquanto chora, como colocar a mão na boca ou chupar o dedo, por exemplo, pois pode ser sinal de fome.

É comum os bebês chorarem sem ter motivo aparente para os pais, especialmente no fim da tarde ou à noite e, na maioria dos casos isso acontece para libertar a tensão acumulada durante o dia, por isso, se todas as necessidades do bebê estiverem satisfeitas, como fralda limpa e já tiver comido por exemplo, os pais devem ser pacientes e deixar o bebê chorar.

O que pode ser

Para identificar o que significa o choro do bebê é importante estar atento a alguns sinais que o bebê pode dar além do choro, como por exemplo:

1. Fome ou sede

Caso o bebê sinta fome ou sede, além do choro constante, é comum que o bebê coloque a mão na boca ou abra e feche a mão constantemente até que seja alimentado e/ ou hidratado.

O que fazer: nesse caso, para parar o choro, é recomendado amamentar o bebê.

2. Frio ou calor

Caso o bebê esteja sentindo frio, além do choro é possível notar que a barriga, peito e costas do bebê estão mais frios, além de também poder ser verificado tremores, palidez e lábios azulados, em alguns casos. Por outro lado, quando o bebê está sentindo calor, além do choro é possível notar suor, vermelhidão no rosto e aparecimento de brotoejas. Veja como saber se o bebê está com frio ou calor.

O que fazer: no caso do bebê com frio, é indicado que seja colocada mais uma camada de roupa no bebê, de preferência blusa de manga comprida e calças compridas, além de também ser interessantes colocar luvas e meias. Já no caso do calor, é indicado que o bebê seja vestido com roupas mais leves, além de ser recomendado dar um banho com a água mais fria. 

3. Dor

Caso exista alguma situação no bebê que cause dor, é comum que o bebê chore e coloque a mão no local da dor. Por exemplo, no caso de infecção no ouvido, enquanto chora, o bebê coloca frequentemente a mão no ouvido, assim como é possível notar que o bebê sente dificuldade em deitar no lado em que há dor. No caso de cólicas, o choro pode ser mais agudo e prolongado, podendo ser percebido também o abdômen mais distendido.

O que fazer: é importante que seja identificada a causa da dor e, por isso, é recomendado que o pediatra seja consultado, pois assim é feita uma avaliação geral do bebê e indicado o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de medicamentos antibióticos ou anti-inflamatórios.

No caso da dor ser devido à cólica, pode ser recomendado realizar uma massagem, com movimentos circulares, na região abdominal do bebê ou aplicar uma compressa de água morna. Confira mais dicas do que fazer para aliviar a cólica do bebê.

4. Fralda suja

A fralda suja pode ser bastante desconfortável para o bebê, já que pode causar irritação local, coceira e vermelhidão, de forma que o bebê pode chorar sempre que a fralda estiver suja.

O que fazer: nesse caso, é indicado que a fralda seja trocada por uma limpa, além de ser fundamental a higienização adequada do bebê. O pediatra pode indicar também a aplicação de uma pomada contra assaduras, que também podem ajudar a aliviar a vermelhidão e irritação da pele.

5. Nascimento dos dentes

O nascimento dos dentes do bebê é uma situação frequente de choro, já que pode causar dor e desconforto no bebê. Assim, durante o choro, é comum observar que o bebê coloca a mão na boca ou objetos na boca, gengivas mais inchadas e sensíveis e salivação abundante. Veja como identificar o nascimento dos dentes do bebê.

O que fazer: para aliviar o choro do bebê devido ao nascimento dos dentes, é indicado dar um mordedor adequado para o bebê, que pode ser frio para ajudar a aliviar a dor, além de ser também interessante fazer uma massagem na gengiva do bebê, de acordo com a orientação do pediatra.

6. Sono

O sono é uma das principais causas de choro do bebê, sendo comum que enquanto chora o bebê coloca as mãos nos olhos, além do choro ser bastante alto.

O que fazer: é indicado que nesse caso seja criado um ambiente que ajude a acalmar o bebê e favorecer o sono.

Como fazer o bebê parar de chorar

A melhor forma de fazer o bebê parar de chorar é identificar a causa do choro do bebê e solucionar esse problema, verificando se a fralda está limpa, se está na hora do bebê mamar e se o bebê está vestido de forma adequada a estação do ano, por exemplo.

No entanto, se os pais ou cuidadores não conseguirem identificar a causa do choro do bebê podem ficar com o bebê no colo, cantando uma canção de ninar ou então colocar o bebê no carrinho e ficar ninando o bebê durante alguns minutos, pois este tipo de movimento ajuda o bebê a se acalmar. Além disso, pode-se:

  • Ligar uma música calma, como música clássica para bebês.
  • Enrolar o bebê numa manta ou lençol para que ele não consiga movimentar as pernas e os braços porque isso ajuda o bebê a se acalmar. Esta técnica deve ser feita com muito cuidado para evitar prender a circulação sanguínea do bebê.
  • Ligar o rádio ou a TV fora da estação ou ligar o aspirador de pó, o exaustor, ou a máquina de lavar roupa porque este tipo de barulho contínuo acalma os bebês.

No entanto, se nem mesmo assim o bebê parar de chorar é importante levá-lo ao pediatra porque ele pode estar doente e necessitar de tratamento. Confira outras formas de fazer o bebê parar de chorar.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em fevereiro de 2022. Revisão médica por Drª. Beatriz Beltrame - Pediatra, em agosto de 2016.

Bibliografia

  • NUNES, Laísy L.; AQUINO, Fabíola S. B. Habilidade de Comunicação Intencional de Bebês: O Que Pensam as Mães?. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol 30. 4 ed; 363-372, 2014
Revisão médica:
Drª. Beatriz Beltrame
Pediatra
Formada pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná, em 1993 com registro profissional no CRM PR - 14218.

Tuasaude no Youtube

  • 5 DICAS PARA MAMÃES FELIZES | Com Silvia Faro

    09:54 | 13366 visualizações
  • Como evitar CÓLICAS NO BEBÊ

    03:09 | 574604 visualizações