Caroço no céu da boca: o que pode ser e o que fazer

março 2022

Existem várias causas que podem provocar o aparecimento de um caroço no céu da boca, como o torus palatino, aftas ou mucocele, e geralmente não são graves e podem, ou não, necessitar de tratamento específico. No entanto, também existem outras causas como o pênfigo vulgar ou o câncer, que são muito mais graves e precisam de tratamento médico imediato.

Os principais sintomas que podem surgir juntamente com um caroço no céu da boca incluem dor, desconforto, feridas ou bolhas, e em alguns casos sangramento e aparecimento de lesões em outras partes da boca, como bochechas, gengivas, lábios, língua ou garganta, por exemplo.

O caroço no céu da boca em alguns casos não representa nada grave, podendo desaparecer espontaneamente. No entanto, caso não o caroço não desapareça com o tempo ou haja sangramento, é importante consultar o clínico geral ou o dentista para que seja diagnosticada sua causa e iniciado o tratamento mais adequado que pode ser feito com uso de remédios, terapia a laser ou cirurgia.

As principais causas de caroço no céu da boca são:

1. Câncer de boca

O câncer de boca é a causa mais comum de surgimento de caroço no céu da boca. Além da presença de caroço no céu na boca, o câncer de boca é caracterizado pela presença de feridas e manchas vermelhas na boca que não cicatrizam, dor de garganta, dificuldade para falar e mastigar, mal hálito e perda súbita de peso. Saiba como identificar o câncer de boca.

O câncer de boca é mais frequente em homens com mais de 45 anos e que costumam beber e fumar em excesso, usam próteses que estão mal colocadas ou que realizam incorretamente a higiene bucal. Esse tipo de câncer não costuma doer na fase inicial, mas caso não seja identificado e tratado rapidamente, pode ser fatal.

O que fazer: na presença de sinais e sintomas de câncer de boca, é importante consultar o clínico geral ou o dentista para que se possa fazer o diagnóstico. O tratamento para câncer de boca é feito a partir da remoção do tumor e, seguida, sessões de quimio ou radioterapia. Veja algumas opções de tratamento para câncer de boca.

2. Torus palatino

O torus palatino é um crescimento ósseo no meio do céu da boca, que forma um caroço duro, liso ou irregular, e que pode crescer lentamente ao longo da vida, e atrapalhar a mordida ou a mastigação.

O torus palatino não causa dor e normalmente não representa nada grave, no entanto, à medida que cresce pode causar desconforto.

O que fazer: caso seja verificada a presença de um caroço duro no céu da boca, é importante consultar o clínico geral ou dentista para que seja feito o diagnóstico e indicado se há necessidade ou não de remoção cirúrgica.

3. Aftas

As aftas são bolhas ou feridas na boca esbranquiçadas, de formato oval e que possuem menos de 1 cm de diâmetro, podendo surgir no céu da boca, lábios, gengiva, bochechas, língua ou garganta, causando dor desconforto e dificuldade para comer e falar.

As aftas podem surgir devido a diversas situações, como estresse, doença auto-imune, alteração do pH boca e deficiência de vitaminas, por exemplo. Conheça outras causas de afta.

O que fazer: geralmente as aftas desaparecem espontaneamente dentro de 5 a 10 dias, no entanto, caso esteja causando desconforto ou não desapareçam, é importante consultar o dentista ou o clínico geral para que possa ser identificada a causa e indicado o melhor tratamento que pode ser feito com remédios aplicados diretamente na afta, como anti-inflamatórios, anestésicos ou antissépticos.

Além disso, podem ser feitos bochechos com água morna e sal 3 vezes ao dia ou chupar gelo, já que ajuda a aliviar a dor e a inflamação. É importante também evitar o consumo de alimentos muito ácidos, como kiwi, tomate ou abacaxi, por exemplo, pois podem causar mais inflamação e, consequentemente, mais desconforto. Saiba como acabar com a afta definitivamente.

4. Mucocele

A mucocele é um cisto de muco benigno que ocorre devido a obstrução das glândulas salivares ou traumas na boca levando a formação de um caroço no céu da boca, lábio, língua ou bochecha, redondo, áspero, avermelhado e cheio de líquido dentro.

A mucocele não é grave e geralmente não causa dor, a não ser quando há algum outro ferimento associado.

O que fazer: o caroço normalmente desaparece em poucos dias, não sendo necessário tratamento. No entanto, quando cresce demais ou não desaparece, é importante ir ao dentista para que possa ser removido por meio de um pequeno procedimento cirúrgico para tirar a glândula salivar e diminuir o inchaço. Saiba como é feita a remoção da mucocele.

5. Pênfigo vulgar

O pênfigo vulgar é uma doença autoimune rara em que o sistema imunológico produz anticorpos que atacam e destroem as células da mucosa da boca, formando bolhas ou feridas no céu da boca, que causam dor, ardor e sensação de queimação, e, ao desaparecer, deixam manchas escuras que permanecem por vários meses.

Geralmente, as bolhas começam na boca ou na garganta e muitas vezes são confundidas com aftas, mas que em seguida podem surgir na pele e nas mucosas como nariz, olhos, órgãos genitais, ânus ou esôfago. Essas bolhas podem se romper e levar ao surgimento de úlceras.

O que fazer: o pênfigo vulgar é uma doença grave e que precisa ser tratado, por isso, ao surgirem os primeiros sinais da doença é importante consultar o clínico geral ou dermatologista para que possa ser iniciado o tratamento, que normalmente é feito com o uso de corticoides, imunossupressores ou antibióticos. Veja todas as opções de tratamento para o pênfigo vulgar.

6. Fibrose

A fibrose é um crescimento excessivo dos tecidos da gengiva, que pode causar formação de um caroço no céu da boca, mas que também pode surgir em qualquer outra parte da boca, causando inchaço e dor.

Esse tipo de fibrose pode ser causado pela má higienização da boca ou até mesmo por fatores genéticos.

O que fazer: deve-se consultar o dentista para que seja realizado um raio X da boca e identificada a fibrose. Assim, o dentista pode recomendar o tratamento mais adequado, que geralmente é feito através da remoção cirúrgica do tecido fibroso da boca.

7. Papiloma escamoso

O papiloma escamoso é uma infecção causada pelo vírus do papiloma humano (HPV), que pode causar o surgimento de um caroço ou nódulo com aspecto de couve flor no céu da boca, mas também pode surgir na bochecha, língua ou lábios, e geralmente surge lentamente e não causa dor.

O HPV é uma infecção transmitida através do sexo oral desprotegido e pode aumentar o risco de desenvolvimento de câncer na boca, pescoço ou faringe.

O que fazer: o tratamento do papiloma escamoso deve ser orientado pelo clínico geral ou dentista que podem indicar a terapia a laser, cirurgia ou uso de remédios como ácido tricloro acético a 70 ou 90% ou interferon alpha. Entenda como é feito o tratamento do HPV oral.

8. Hiperdontia

A hiperdontia é o desenvolvimento de mais dentes do que o normal, e geralmente, afeta o céu da boca, formando um caroço atrás dos dois dentes da frente ou também no céu da boca. O surgimento desse dente extra pode causar sintomas como dor no rosto, mandíbula ou dor de cabeça.

O que fazer: deve-se consultar o dentista que pode diagnosticar o dente extra através de um raio X odontológico e, caso necessário, fazer a remoção cirúrgica do dente.

Quando ir ao médico

É importante consultar o clínico geral ou o dentista quando surgirem sintomas como:

  • Dor ou desconforto que não melhora em 2 dias;
  • Ferida que não cicatriza;
  • Dificuldade para falar ou engolir;
  • Sangramento ou mau cheiro no caroço ou ferida;
  • Formação de mais caroços, feridas ou manchas na boca;
  • Aumento do tamanho do caroço.

Além disso, caso o caroço não desapareça espontaneamente depois de algumas semanas, é importante consultar um dentista ou clínico geral para que possa ser feito o diagnóstico e o tratamento iniciado, evitando, assim, futuras complicações e doenças mais graves, como por exemplo o câncer de boca.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em março de 2022.

Bibliografia

  • VADUGANATHAN, M.; et al. Torus palatinus. Proc (Bayl Univ Med Cent). 27. 3; 259, 2014
  • AMERICAN CANCER SOCIETY. Key Statistics for Oral Cavity and Oropharyngeal Cancers. Disponível em: <https://www.cancer.org/cancer/oral-cavity-and-oropharyngeal-cancer/about/key-statistics.html>. Acesso em 29 mar 2022
Mostrar bibliografia completa
  • THE ORAL CANCER FOUNDATION. Oral Cancer Facts. Disponível em: <https://oralcancerfoundation.org/facts/>. Acesso em 29 mar 2022
  • NEVILLE, B. W.; et al. Pathology of Teeth - Chapter 2. In: Color Atlas of Oral and Maxillofacial Diseases. 1st. Elsevier, 2019. 41-78.
  • VAILANT, L.; SAMIMI, M . Aphtes et ulcérations buccales [Aphthous ulcers and oral ulcerations]. Presse Med. 45. 2; 215-26, 2016
  • SYRJÄNEN, Stina. Oral manifestations of human papillomavirus infections. European Journal of Oral Sciences. Vol.126, n.1. 49-66, 2018
  • NALLASIVAM, K. U.; SUFHA, B. R. Oral mucocele: Review of literature and a case report. J Pharm Bioallied Sci. 7. 2; S731–S733, 2015
  • STAINES, K.; GREENWOOD, M. Aphthous ulcers (recurrent). BMJ Clin Evid. 2015. 2015
  • YANOVSKY, R. L.; MCLEOD, M.; AHMED, A. R. Treatment of pemphigus vulgaris: part 2 - emerging therapies. Expert Rev Clin Immunol. 15. 10; 1061-1071, 2019
  • YANOVSKY, R. L.; MCLEOD, M.; AHMED, A. R. Treatment of pemphigus vulgaris: part 1 - current therapies. Expert Rev Clin Immunol. 15. 10; 1047-1060, 2019
  • SANTORO, F. A.; STOOPLER, E. T.; WERTH, V. P. Pemphigus. Dent Clin North Am. 57. 4; 597-610, 2013
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • TRATAMENTO do CÂNCER: como aliviar os EFEITOS COLATERAIS

    14:07 | 81709 visualizações
  • 3 DICAS PARA AUMENTAR A SAÚDE DOS DENTES

    02:00 | 27511 visualizações
  • HPV - o que é e como se trata

    02:57 | 830449 visualizações