Captura híbrida: o que é, para que serve e como se preparar

Captura híbrida é um exame molecular capaz de diagnosticar o vírus do HPV ainda que não tenham aparecido os primeiros sintomas da doença. Permite identificar 18 tipos do HPV, dividindo-os em dois grupos:

  • Grupo de baixo risco (grupo A): não causam câncer e são 5 tipos;
  • Grupo de alto risco (grupo B): podem causar câncer e são 13 tipos.

O resultado da captura híbrida é dado pela relação RLU/PC. O resultado é considerado positivo quando a relação RLU/PCA, para os vírus do grupo A, e/ou RLU/PCB, para os vírus do grupo B, for igual ou maior que 1.

Veja quais são os sintomas do HPV.

Captura híbrida: o que é, para que serve e como se preparar

Para que serve

O exame de captura híbrida serve para ajudar no diagnóstico da infecção pelo vírus HPV e deve ser feito por todas as mulheres que tiveram alguma alteração no exame de papanicolau ou que estejam dentro do grupo de risco de pegar HPV, como aquelas que têm muitos parceiros sexuais.

Além disso, o exame também pode ser feito em homens, quando existe alguma alteração observada na peniscopia ou quando existe risco de estar infectado pelo vírus.

Confira as principais formas de pegar HPV e como se prevenir.

Como é feito o exame 

O exame de captura híbrida é feito através da raspagem de uma pequena amostra do muco vaginal no colo do útero, vagina ou vulva, Esse exame pode ser feito também com secreção anal ou bucal. No homem, o material utilizado é proveniente de secreções da glande, uretra ou pênis.

O material recolhido é colocado num tubo de ensaio e enviado para o laboratório para análise. No laboratório, a amostra é processada por um equipamento semi-automatizado, que realiza as reações e a partir dos resultados obtidos, libera a conclusão laboratorial, que é analisada pelo médico. 

O exame de captura híbrida não dói, mas a pessoa pode sentir algum desconforto no momento da coleta.

Como se preparar para o exame

Para realizar o exame de captura híbrida a mulher deve marcar uma consulta com um ginecologista e não ter relações sexuais 3 dias antes da consulta, não estar menstruada e não ter usado nenhum tipo de ducha ou lavagem vaginal durante 1 semana, pois estes fatores podem alterar a fidelidade do exame e conferir um resultado falso-positivo ou falso-negativo.

A preparação do exame de captura híbrida no homem também inclui não ter relações sexuais 3 dias antes e em caso de coleta através da uretra, também estar há pelo menos 4 horas sem urinar e em caso de coleta através do pênis, estar um mínimo de 8 horas sem higiene local.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: