Candidíase intestinal: o que é, sintomas, causas e tratamento

novembro 2022

A candidíase intestinal acontece quando o sistema imunológico encontra-se enfraquecido, favorecendo a proliferação exagerada de fungos do gênero Candida sp., principalmente a espécie Candida albicans, no intestino, levando ao aparecimento de pequenos resíduos esbranquiçados nas fezes.

É importante que a candidíase intestinal seja identificada e tratada rapidamente para evitar que o fungo atinja a corrente sanguínea e espalhe-se para outros órgãos, causando complicações.

O tratamento é estabelecido pelo clínico geral ou gastroenterologista de acordo com a gravidade da doença e estado imunológico da pessoa, sendo indicado o uso de antifúngicos orais, como o Fluconazol, por exemplo.

Principais sintomas

Os sintomas da candidíase intestinal normalmente estão relacionados com a doença que levou à diminuição do sistema imunológico e desequilíbrio da flora intestinal. No entanto é possível suspeitar de candidíase intestinal quando são observados pequenos resíduos esbranquiçados nas fezes, sendo indicativo da proliferação em excesso do fungo.

Quando a candidíase intestinal afeta o sistema sanguíneo, podem surgir sinais e sintomas em outras regiões do corpo, como alterações no sistema digestivo, no sistema nervoso e na pele, por exemplo.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da candidíase intestinal é feito através da coprocultura, que tem como objetivo identificar microrganismos, nesse caso o fungo Candida albicans nas fezes. Entenda como é feita a coprocultura.

Além disso, é recomendado que seja feito o exame parasitológico de fezes para que possa descartar a hipótese da presença de parasitas intestinais. 

Causas da candidíase intestinal

A candidíase intestinal acontece quando há desequilíbrio da flora intestinal como consequência de alterações do sistema imunológico. Assim, os principais fatores que podem favorecer o desenvolvimento de candidíase no intestino são:

  • Doença de Crohn;
  • Síndrome do Intestino Irritável;
  • Doenças autoimunes;
  • Doenças crônicas, como o câncer e AIDS, por exemplo;
  • Gravidez;
  • Má alimentação;
  • Estresse.

Além disso, o uso de alguns medicamentos, como antibióticos, anticoncepcionais e corticoides pode favorecer a ocorrência de candidíase intestinal, por exemplo.

Como é o tratamento

O tratamento para a candidíase intestinal é feito por meio da ingestão de suplementos alimentares e medicamentos que fortalecem a imunidade, uma vez que a proliferação do fungo depende do sistema imunológico da pessoa.

Normalmente são recomendados medicamentos antifúngicos com o objetivo de diminuir a taxa de crescimento do fungo, como por exemplo o Fluconazol, cuja dose e tempo de uso deve ser recomendado pelo médico de acordo com a idade da pessoa, gravidade da doença e status imunológico.

Dieta para candidíase intestinal

As recomendações alimentares para a candidíase intestinal incluem evitar os alimentos que contém açúcar simples, gordura, produtos lácteos e leveduras. Dessa forma, a dieta pode conter pão e macarrão integrais, peixes, frutos do mar, carne branca e baixa em gordura, que podem ajudar a reduzir o sintomas.

A dieta para candidíase intestinal deve ser orientada por um nutricionista ou nutrólogo, que deve avaliar o grau de gravidade da candidíase e seja indicada a alimentação mais adequada.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr. Gonzalo Ramirez - Clínico Geral e Psicólogo, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • Otasˇevic ́, S et al. The dietary modification and treatment of intestinal Candida overgrowth – a pilot study. Journal de Mycologie Médicale. 1-5, 2018
  • MORENO, Imma et al. Caso clínico Intervención dietético-terapéutica en candidiasis intestinal. Nutrición hospitalaria. 30. 3; 686-689, 2014
Revisão médica:
Dr. Gonzalo Ramirez
Clínico Geral e Psicólogo
Clínico geral pela UPAEP com cédula profissional nº 12420918 e licenciado em Psicologia Clínica pela UDLAP nº 10101998.