Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Cândida Albicans

A Cândida Albicans é o fungo mais comum responsável pela candidíase, uma infecção que se pode desenvolver em qualquer parte do corpo, mas que é mais frequente nos órgãos genitais e na boca devido à toma de antibióticos ou simplesmente devido à baixa do sistema imune.

A Cândida Albicans na boca pode ocorrer mesmo em indivíduos com sistema imune normal, pois há pessoas mais susceptíveis a este tipo de infecção do que outras.

Sintomas causados pela Cândida Albicans

Os sintomas causados pela Cândida Albicans dependem do local onde este fungo se desenvolveu. Na boca os sintomas podem ser:

  • Placas brancas na boca, bochechas, língua ou garganta.

Na candidíase vaginal, os sintomas incluem:

  • Corrimento espesso e branco, parecido com o leite coalhado;
  • Vermelhidão na parte exterior da região íntima;
  • Coceira na vagina;
  • Ardor ou dor durante as relações;
  • Ardor ou dor ao urinar.

Normalmente, o diagnóstico é feito através da presença dos sintomas, mas em caso de candidíase oral pode ser necessária a raspagem das lesões na boca para análise e em caso de candidíase vaginal, através do exame de papanicolau.

Como se pega a Cândida Albicans

A Cândida Albicans não se pega de ninguém porque ela ocorre quando o sistema imune se encontra debilitado.

Tratamento para Cândida Albicans

O tratamento para Cândida Albicans pode ser feito através de medicamentos antifúngicos em forma de comprimidos ou de pomada que deve ser aplicada diretamente na área infectada.

Em caso de candidíase vaginal, o ginecologista é o médico indicado para determinar o melhor tratamento e em caso de candidíase oral, o médico de clínica geral.

Cândida Albicans na gravidez

A Cândida Albicans na gravidez pode proliferar da região íntima da mulher, local onde habita naturalmente, devido aos níveis elevados de estrogênio, provocando candidíase vaginal.

A candidíase na gravidez é comum e os sintomas são os mesmos que os referidos acima para a candidíase vaginal, assim como o tratamento.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...