Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que são bridas abdominais e como tratar

Bridas são membranas ou cordões de tecido cicatricial que, geralmente, se formam após uma cirurgia ou inflamação abdominal. Estas cicatrizes se formam poucos dias ou até vários anos após uma cirurgia, sendo capazes de unir diferentes órgãos ou partes do intestino entre si, provocando, assim, casos de oclusão intestinal, dor abdominal, infertilidade ou dor durante o contato íntimo. 

As bridas abdominais e intestinais são as mais comuns, pois scontecem em uma região com muitos órgãos e tecidos próximos. Para tratar esta situação, é necessário realizar uma cirurgia por laparoscopia, que tem o intuito de remover as aderências, procedimento chamado de lise de bridas.

Já as bridas amnióticas são aderências que se formam dentro do saco amniótico, ao longo do desenvolvimento do bebê, que podem ligar ou apertar as extremidades do seu corpo, sendo um risco para o desenvolvimento de deformidades ou mal formações. Para saber mais sobre esta situação, veja o que é e o que causa a síndrome da banda amniótica

O que são bridas abdominais e como tratar

Como se formam 

As bridas são cordões de tecido cicatricial e fibroso, que já começam a se formar nos primeiros dias após uma cirurgia. Elas acontecem, principalmente, pela manipulação e afastamento dos órgãos durante o procedimento, principalmente quando há situações como o contato com talco de luvas cirúrgicas, gazes, queimaduras, esmagamento dos tecidos ou diminuição da circulação de sangue durante as cauterizações e suturas. 

Assim, as bridas podem acontecer em qualquer pessoa que passou por uma cirurgia abdominal, entretanto, estes casos são cada vez menos frequentes devido às novas tecnologias e melhores materiais utilizados nos procedimentos cirúrgicos.

Além das cirurgias, outras situações que levam ao aparecimento das bridas são:

  • Inflamações abdominais, como após uma doença inflamatória intestinal ou uma infecção, por exemplo;
  • Isquemias intestinais, quando há parada da circulação de sangue, que levam ao infarto e necrose do tecido;
  • Pancadas, devido a traumatismos em acidentes;
  • Presença de corpos estranhos no abdômen, como fios de sutura;
  • Bridas congênitas, que já nascem com a pessoa. 

Todas estas situações acontecem por uma inflamação ou uma cicatrização errada dos tecidos nos órgãos abdominais, de uma forma incorreta e irregular.

O que são bridas abdominais e como tratar

Sinais e sintomas

As bridas causam aderências entre órgãos que, na maioria das vezes, ligam diferentes partes do intestino, ou também, outros órgãos, como peritôneo, bexiga, útero, ovários e estômago, por exemplo. Com isto, as principais consequências desta situação são:

  • Dor abdominal;
  • Alteração do ritmo intestinal e formação de gases;
  • Inchaço abdominal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dor durante o contato íntimo;
  • Infertilidade e dificuldade para engravidar;
  • Obstrução intestinal, em que há um aperto ou estreitamento do intestino, que leva ao seu "estrangulamento" e parada da eliminação de fezes.

A grande maioria dos casos de obstrução ou oclusão intestinal é causada por bridas, quadro que é considerado urgência médica, portanto, em caso de sintomas que indiquem esta situação, é necessário dirigir-se ao pronto-socorro, já que pode provocar uma intensa inflamação intestinal e, até, causar risco de morte.

Como diagnosticar as bridas

Para identificar as bridas, o médico poderá fazer a avaliação clínica e solicitar exames de imagem, como por exemplo a tomografia computadorizada, que podem evidenciar alguns sinais desta situação, entretanto, nem sempre as bridas são visualizadas através do exames, já que se situam misturadas com os órgãos.

Desta forma, quando há uma grande suspeita e quando outras causas foram excluídas com os exames, as bridas podem ser confirmadas durante uma nova cirurgia, que irá detectar as suas localizações e removê-las. 

Como é feito o tratamento

O tratamento para aliviar os sintomas mais comuns causados por bridas, como cólicas e gases abdominais, pode ser recomendado pelo clínico geral ou gastroenterologista, com o uso de analgésicos, como Paracetamol, antiespasmódico como Hioscina, e remédios antigases, como a Dimeticona.

Entretanto, quando as bridas causam sintomas intensos ou um quadro de oclusão intestinal, ou quando comprometem o funcionamento de outros órgãos, pode ser a indicada a realização a cirurgia de lise de bridas, de preferência por laparoscopia, em que há uma menor manipulação do abdômen, para remover as cicatrizes e aderências, evitando o surgimento de novas bridas.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...