Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

O que é a berne em humanos e como tratar

A berne em humanos, também chamada de miíase furuncular ou furunculosa, é uma doença infecciosa causada pela mosca da espécie Dermatobium hominis, que possui cor cinza, faixas pretas no tórax e barriga de cor azul metálica. As larvas dessa mosca conseguem penetrar na pele da pessoa, mesmo que não existam lesões, e permanecer no tecido, levando ao aparecimento de uma ferida com pus e que causa muita dor.

Essas moscas normalmente são encontradas em lugares úmidos e com montanhas, sendo pouco frequente no Nordeste do Brasil, sendo importante o seu controle nesses locais. Assim que surgir qualquer sinal indicativo de berne, é importante que a larva seja removida o mais rápido possível, caso contrário pode favorecer a ocorrência de mais infecções, complicando o estado de saúde da pessoa. Veja algumas formas naturais de tirar a mosca da berne da pele.

Ferida na pele provocada pela berne
Ferida na pele provocada pela berne
Larva de mosca que gera berne em humanos
Larva de mosca que gera berne em humanos

Principais sinais e sintomas

Após a deposição dos ovos pela mosca fêmea, as larvas saem dos ovos depois de cerca de 6 dias e conseguem rapidamente penetrar a pele, mesmo que esteja íntegra, levando ao aparecimento de alguns sinais e sintomas, sendo os principais:

  • Formação de feridas na pele, com vermelhidão e ligeiro inchaço no local;
  • Liberação de um líquido amarelado ou com sangue, pelas feridas na pele;
  • Sensação de algo mexendo debaixo da pele;
  • Dor e coceira intensa no local da ferida.

O diagnóstico da berne em humanos é feito pelo dermatologista ou infectologista por meio da observação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa.

Como tratar a berne

É importante antes de remover a larva que ela seja morta, pois caso contrário os espinhos encontrados em seu corpo podem continuar presos à pele, o que impede a sua remoção. Uma das estratégias para matar e remover a larva é por meio de asfixia, em que deve-se colocar um esparadrapo no lugar em que a larva se encontra e deixar por cerca de 1 hora. Em seguida, retirar o esparadrapo e verificar se a larva está colada, caso contrário fazer pequena pressão no local para que a larva saia. É importante que depois a região seja tratada com pomadas antibióticas, que devem ser recomendadas pelo médico, para evitar a ocorrência de infecções.

O uso de pinças só deve ser feito quando nem mesmo com leve compressão a larva sai, sendo recomendado que isso seja feito pelo médico para evitar infecções. Em casos mais graves, o médico pode indicar a realização de uma pequena cirurgia para fazer um corte na pele e alargar o orifício, permitindo retirar a larva, ou o uso de remédios antiparasitários para matar a larva da mosca. Saiba mais sobre o remédio usado no tratamento da berne.

Bibliografia >

  • NEVES, David P. Parasitologia Humana. 12 ed. Atheneu, 2011. 423; 428-429.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem