Beribéri: o que é, sintomas, causas e tratamento

agosto 2022
  1. Sintomas
  2. Causas
  3. Tratamento
  4. Complicações

O beribéri é uma doença nutricional causada pela falta de vitamina B1 (tiamina), que provoca sintomas como cãibras musculares, visão dupla ou prisão de ventre. Além disso, ao longo do tempo, aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares e/ou alterações neurológicas.

Embora o beribéri possa acontecer por diminuição do consumo de alimentos ricos em vitamina B1, como levedura de cerveja, caju, amendoim ou feijão, também pode surgir devido ao consumo excessivo de álcool ou de carboidratos simples, como mandioca, arroz ou farinha de trigo refinada, acabando por ser mais comum em pessoas com excesso de peso ou obesidade.

A vitamina B1 é responsável pelo metabolismo dos carboidratos, produção de energia e influencia nas funções das células e no crescimento, sendo recomendado o consumo de 1,1 a 1,2 mg por dia. Saiba mais sobre a importância da vitamina B1 para o organismo.

Sintomas de beribéri

O principais sintomas de beribéri são:

  • Falta de apetite;
  • Fraqueza e irritabilidade;
  • Cãibras musculares;
  • Formigamento nas mãos e/ou pés;
  • Palpitações cardíacas;
  • Mal estar geral;
  • Prisão de ventre;
  • Problemas de memória;
  • Insônia;
  • Cansaço excessivo.

Em crianças, também podem aparecer sintomas de cólicas, vômitos, agitação e falta de ar. É importante lembrar que esta doença também pode ocorrer em pessoas com sobrepeso ou obesidade, que aparentemente apresentam-se bem nutridas.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico do beribéri é feito pelo clínico geral ou gastroenterologista através da avaliação dos sinais e sintomas apresentados, assim como avaliação dos hábitos alimentares.

No entanto, para confirmar a doença, é indicado realizar a dosagem de vitamina B1 com o objetivo de verificar os níveis dessa vitamina no organismo e, assim, ser possível também avaliar a gravidade da doença e iniciar o tratamento mais adequado.

Principais causas

As principais causas da falta de vitamina B1 no corpo são:

  • Consumo de alimentos ricos em carboidratos, como arroz branco refinado, açúcar, farinha branca, pois aumenta a necessidade desta vitamina no corpo;
  • Alcoolismo;
  • Aumento natural da necessidade, como durante a gravidez, amamentação ou prática intensa de atividade física;
  • Alterações no fígado;
  • Diarreia prolongada;
  • Presença de doenças como câncer, hipertireoidismo e problemas no fígado;
  • Hemodiálise e uso de medicamentos diuréticos.

Por ser solúvel em água, a maior parte da vitamina B1 é perdida durante o cozimento dos alimentos, principalmente quando a água de cozimento é descartada.

Como é feito o tratamento

O tratamento do beribéri é feito de acordo com as orientações do médico ou do nutricionista, sendo normalmente indicado o uso de suplementos de vitamina B1, que devem ser tomados por pelo menos 6 meses, além de também ser recomendada a eliminação do consumo de álcool e alterações na dieta.

Assim, para ajudar no tratamento e prevenir a doença deve-se aumentar o consumo de alimentos ricos nesta vitamina, como flocos de aveia, sementes de girassol ou levedura de cerveja, dando preferência a alimentos integrais ao invés de refinados, como arroz, farinha e macarrão integral. Veja a lista completa dos alimentos ricos em vitamina B1.

Possíveis complicações

Caso o beribéri não seja tratado de forma adequada, pode causar complicações crescimento do coração e do fígado, edema pulmonar, insuficiência cardíaca, redução da sensibilidade e da força muscular, visão dupla e problemas neurológicos, incluindo delírios e perda de memória. Além disso, é importante lembrar que em casos mais avançados o tratamento não é suficiente para curar as alterações musculares e neurológicas, mas deve ser feito para evitar o agravamento da doença.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em agosto de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE - SECRETARIA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. Ações de enfrentamento do Beribéri. Disponível em: <https://aps.saude.gov.br/ape/pcan/faqberiberi>. Acesso em 03 fev 2022
  • CIRQUEIRA JUNIOR, Valdeon Caetano R.; CARVALHO, Ana Lúcia M. M.; CIRQUEIRA, Grazziela V. Relato de caso: deficiência de tiamina como causa de descompensação cardíaca. Acta Biomedica Brasiliensia. Vol 8. 2 ed; 135-139, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • BARRETO, Tárcia Milene A. C.; BARRETO, Fabrício. Caracterização dos casos de beribéri entre indígenas no Norte do Brasil. SANARE. Vol 15. 2 ed; 104-111, 2016
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.