Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Óleo de girassol: para que serve e como usar

janeiro 2023

O óleo de girassol é uma gordura saudável rica em vitamina E, uma vitamina com potente ação antioxidante e cicatrizante, fortalecendo o sistema imunológico, prevenindo o envelhecimento precoce e ajudando na a cicatrização de feridas.

Além disso, o óleo de girassol também contém ômega 3, ômega 6 e ômega 9, que são gorduras saudáveis com ação anti-inflamatória e antioxidante, que ajudam a diminuir o colesterol “ruim”, o LDL, evitando doenças como aterosclerose e derrame.

Obtido através das sementes de girassol, esse óleo pode ser usado para temperar saladas, e no preparo de alimentos grelhados, refogados ou assados. Além disso, o óleo de girassol também é aplicado na pele e nos cabelos ou usado na forma de suplemento em cápsulas.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

Os principais benefícios do óleo de girassol para a saúde são:

1. Ajudar na cicatrização de feridas

Por ser rico em vitamina E, que é uma vitamina com potente ação anti-inflamatória, o óleo de girassol ajuda no tratamento e na cicatrização de feridas como queimaduras de 1ª e 2ª grau, e úlceras por pressão, por exemplo. Veja outros alimentos que ajudam na cicatrização.

2. Fortalecer o sistema imunológico

O óleo de girassol fortalece o sistema imunológico, por ter ótimas quantidades de vitamina E, ômega 6 e ômega 9, que são nutrientes com ação antioxidante e imunomoduladora, combatendo os radicais livres e melhorando as funções das células do sistema imune.

3. Evitar doenças cardíacas

O óleo de girassol é rico em vitamina E, uma vitamina que previne a oxidação das células de gordura, controlando, assim, os níveis de colesterol “ruim”, o LDL, no sangue e evitando doenças cardíacas como pressão alta, infarto e insuficiência cardíaca.

Além disso, o óleo de girassol também contém ômega 6, que é uma gordura saudável com propriedade anti-inflamatória, que melhora a circulação e evita a formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos, prevenindo a aterosclerose. Confira outras fontes de ômega 6 na dieta.

4. Prevenir o envelhecimento precoce

Por ser um potente antioxidante, o óleo de girassol protege as células da pele contra os danos causados pelo excesso de radicais livres, prevenindo a formação de rugas, a  flacidez e o envelhecimento precoce.

5. Evitar doenças neurológicas

Por ser fonte de gorduras, o óleo de girassol ajuda a evitar doenças neurológicas, já que participa na formação da bainha de mielina, que é a estrutura responsável pela proteção e comunicação dos neurônios.

6. Hidratar a pele e os cabelos

O óleo de girassol pode ser aplicado puro ou adicionado a cremes, pomadas e loções, para hidratar e melhorar a elasticidade e a maciez dos cabelos e da pele do corpo e do rosto.

Esses benefícios se devem à presença de vitamina E e ômega 6 nesse óleo, nutrientes que ajudam a manter a barreira natural da pele e dos cabelos, evitando a perda de água e mantendo-os hidratados.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir contém a informação nutricional em 100g, o equivalente a 7 colheres de sopa, de óleo de girassol:

Componentes

7 colheres de sopa (100g) de óleo de girassol

Energia

884 calorias

Gorduras totais

100 g

Ômega 3

0,2 g

Ômega 6

65,7 g

Ômega 9

19,5 g

Carboidratos

0

Fibras

0

Vitamina E

41,1 mg

Para se obter os benefícios do óleo de girassol, é fundamental ter hábitos de vida saudáveis, como manter uma alimentação saudável e variada e praticar atividades físicas regularmente.

Como usar

O óleo de girassol pode ser usado na forma líquida ou em cápsulas.

  • Óleo de girassol líquido: embora ainda não exista uma recomendação específica, geralmente é indicado usar 1 colher de sopa por dia desse óleo, que pode ser adicionado em iogurtes, saladas ou no preparo molhos, por exemplo;
  • Óleo de girassol em cápsulas: geralmente é indicado tomar de 1 a 4 cápsulas por dia. Contudo, a dose varia conforme os objetivos e o estado de saúde da pessoa e, por isso, esse suplemento só deve ser usado com a orientação de um médico ou nutricionista.

O óleo de girassol também pode ser usado puro para ajudar no tratamento de feridas na pele. Além disso, esse óleo pode ser utilizado para hidratar o rosto e os cabelos. Para isso, basta espalhar algumas gotas do óleo de girassol nas mãos e aplicar sobre os fios de cabelo.

Para o rosto, pode-se diluir 1 gota de óleo essencial de lavanda em 1 colher de sobremesa de óleo de girassol. Após lavar e secar bem a pele, massagear bem a mistura no rosto.

Para conservar as propriedades benéficas, o óleo de girassol pode ser aquecido até o máximo de 170 ºC. Além disso, é importante também conservar esse óleo à temperatura ambiente e por até 12 meses após aberto.

Como escolher o melhor tipo

Para escolher o melhor tipo de óleo de girassol, é importante priorizar os que tenham menor teor de acidez, pois quanto menor a acidez, melhor é a qualidade nutricional do óleo. Para isso, basta verificar a tabela de informação nutricional no rótulo do produto.

Outra dica é optar pelo óleo que seja prensado a frio, pois este tipo de extração é o que melhor preserva os compostos bioativos presentes no óleo de girassol.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • LANIA, G, Bruno et al. Topical essential fatty acid oil on wounds: Local and systemic effects. PLOS One. 1-15, 2019
  • FRANCO, Rosa et al. Sunflower Oil Functional Properties for Specialty Food. Nutrition and Food Science. Vol.5. 4.ed; 1-4, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH. Vitamin E fact sheet for health professionals. Disponível em: <https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminE-HealthProfessional/>. Acesso em 20 jan 2023
  • UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE. Food Data Central. Disponível em: <https://fdc.nal.usda.gov/ndb/search/list>. Acesso em 20 jan 2023
  • TORRES, B, Sabrina et al. Óleo de girassol (Helianthus annus L.) Como cicatrizante de feridas em idosos diabéticos. Brazilian Journal of Health Review. Vol.4. 2.ed; 4692-4703, 2021
  • SILVA, P, Henrique. Óleos e gorduras: Características sensoriais, físico-químicas e seu papel na técnica dietética. Tese de conclusão de curso, 2018. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • ALIMENTOS QUE ACELERAM A CICATRIZAÇÃO

    02:38 | 852702 visualizações
  • 5 ALIMENTOS para ter uma PELE FIRME e HIDRATADA

    03:23 | 493416 visualizações