Chá Matcha: benefícios e como consumir (com receitas)

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista

O chá matcha é feito das folhas mais jovens do chá verde (Camellia sinensis),que são protegidas do sol e depois convertidas em pó e, por isso, tem uma maior concentração de cafeína, teanina e clorofila, fornecendo antioxidantes para o organismo.

O consumo regular desse chá pode promover a saúde geral do organismo, isso porque alguns estudos científicos associam o consumo do chá matcha a melhorias no funcionamento do cérebro e perda de peso, além de também ter sido verificado efeito protetor sobre o fígado.

O chá matcha pode ser encontrado em forma de pó ou em saquetas de chá nos supermercados, farmácias, lojas de produtos naturais e lojas online.

Benefícios do chá matcha

O chá matcha pode ter diversos benefícios para a saúde, sendo inclusive verificados por meio de estudos científicos. Alguns dos benefícios do chá matcha são:

  1. Protege as células dos efeitos dos radicais livres, já que é rica em antioxidantes, diminuindo o risco de desenvolver doenças crônicas e o risco de desenvolver alguns tipos de câncer;
  2. Aumenta o metabolismo, favorecendo a perda de peso, já que aumenta a taxa de oxidação das gorduras;
  3. Pode ajudar a diminuir a reduzir o estresse, já que contém teanina;
  4. Pode melhorar o humor, a memória e a concentração, já que a combinação de teanina com cafeína presente na planta. A cafeína ajuda a melhorar o rendimento cognitivo e o estado de alerta e a teanina e promove o relaxamento, acalma e diminui a tensão;
  5. Pode promover a saúde do fígado, pois ajuda a regular o metabolismo das gorduras no organismo, diminuindo o seu acúmulo no fígado, além de conter antioxidantes que protegem as células do fígado de alterações cancerígenas;
  6. Previne o envelhecimento precoce, já que é rica em antioxidantes;
  7. Ajuda no controle da pressão arterial e a reduzir os níveis de colesterol, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

Os benefícios do chá matcha ainda estão sendo estudados, no entanto boa parte dos estudos têm demonstrado que essa planta de fato possui vários benefícios para o organismo, podendo ser incluído na alimentação do dia a dia.

Como consumir

O consumo diário recomendado é de 2 a 3 colheres de matcha por dia, o que equivale a 2 a 3 xícaras de chá pronto. Além de ser consumido na forma de chá, o matcha também pode ser utilizado como ingrediente na preparação de bolos, pães e sucos, sendo fácil de incorporar na alimentação do dia a dia.

Uma boa dica para aumentar o efeito do chá matcha para favorecer a perda de peso é tomar 1 xícara de chá depois de praticar atividade física, pois isso mantém o metabolismo ativo por mais tempo, aumentando a perda de peso.

1. Chá matcha

O matcha é vendido em forma de pó e possui um aspecto espumoso quando é preparado, além de possuir um sabor ligeiramente amargo.

Ingredientes

  • 1 colher de chá de matcha;
  • 60 a 100 ml de água.

Modo de preparo

Aquecer a água até iniciar as primeiras bolhas de fervura, desligar o fogo e esperar esfriar um pouco. Colocar em uma xícara já com o matcha em pó, misturando até que o pó se dissolva totalmente. Para deixar o sabor do chá mais leve, pode-se adicionar mais água até completar cerca de 200 ml.

Também é possível adicionar canela ou raspas de gengibre no chá para suavizar o sabor e potencializar as propriedades anti-inflamatórias do chá.

2. Suco tropical com matcha

Ingredientes

  • 1/2 xícara de suco de laranja;
  • 1/2 xícara de leite de soja ou de amêndoas;
  • 1 colher de chá de matcha.

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e servir gelado, de preferência sem adoçar.

3. Muffins de matcha

Ingredientes (12 unidades)

  • 2 xícaras de farinha de aveia ou de amêndoas;
  • 4 colheres de sopa de fermento em pó;
  • 2 colheres de chá de sal;
  • 2 colheres de chá de matcha;
  • 1/2 xícara de mel;
  • 360 mL de leite de coco ou de amêndoas;
  • 160 mL de óleo de coco.

Modo de preparo

Misturar em um recipiente a farinha de aveia, o fermento em pó, o sal e o matcha. Em outro recipiente, misturar o mel, o leite e o óleo de coco. Em seguida, incorporar as misturas pouco a pouco, colocar em uma bandeja de muffins e deixar no forno a 180ºC por cerca de 30 minutos.

Possíveis efeitos secundários

O chá matcha é considerado seguro quando tomado em quantidades moderadas. No entanto, o consumo excessivo pode causar dor de cabeça, insônia, diarreia e irritabilidade devido ao seu teor de cafeína.

Quando não é recomendado

O consumo do chá matcha deve ser evitado por mulheres grávidas, em período de lactância e por crianças. Além disso, pessoas com hipertensão devem tomar esse chá em excesso, já que contém cafeína.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em outubro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em outubro de 2021.

Bibliografia

  • GAHREMAN Daniel, WANG Rose et al. Green Tea, Intermittent Sprinting Exercise, and Fat Oxidation. Nutrients. 7. 7; 5646–5663, 2015
  • HODGSON Adrian, RANDELL Rebecca et al. The Effect of Green Tea Extract on Fat Oxidation at Rest and during Exercise: Evidence of Efficacy and Proposed Mechanisms. Advances in Nutrition. 4. 2; 129-140, 2013
Mostrar bibliografia completa
  • XU P, HONG G et al. The effects of the aqueous extract and residue of Matcha on the antioxidant status and lipid and glucose levels in mice fed a high-fat diet.. Food & Function. 7. 1; 294-300, 2016
  • DIETZ C, DEKKER M. Effect of Green Tea Phytochemicals on Mood and Cognition.. Current Pharmaceutical Design. 23. 19; 2876-2905, 2017
  • XUERU Yin, JIQIAO Yang et al. The effect of green tea intake on risk of liver disease: a meta analysis. International Journal of Clinical and Experimental Medicine. 8. 6; 8339–8346, 2015
  • UNNO Keiko, FURUSHIMA Daisuke et al. Stress-Reducing Function of Matcha Green Tea in Animal Experiments and Clinical Trials. Nutrients. 10. 1-14, 2018
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.